SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO 2 o EM LITERATURA 01 Prof. a Karen Olivan

download SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO 2 o EM LITERATURA 01 Prof. a Karen Olivan

of 20

  • date post

    22-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    114
  • download

    5

Embed Size (px)

Transcript of SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO 2 o EM LITERATURA 01 Prof. a Karen Olivan

  • Slide 1
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO 2 o EM LITERATURA 01 Prof. a Karen Olivan
  • Slide 2
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 3
  • Slide 4
  • TROVADORISMO: Produo de cantigas: de amor, de amigo, de escrnio e de maldizer. Linguagem em portugue s arcaico e atitude teoce ntrica. O rei trovador D. Dinis foi o autor que deixou a obra mais consistente desse periodo na peninsula Iberica.
  • Slide 5
  • Lrico-amorosas Satricas Amor: - relao de vassalagem com a mulher; - mulher inacessvel pela classe social ou pela idealizao do trovador. Amigo: - mulher lamenta a ausncia do amigo para as amigas, me ou natureza; - mulher e amigo pertencem a mesma camada social (povo). Escrnio: - Critica indireta por meio do humor e da ironia. Maldizer: - Mais direta e objetiva, utiliza expresses grosseiras e, at, o nome da pessoa satirizada. SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 6
  • TROVADORISMO: Os autores desse periodo eram classificado como: trovador: artista profissional de classe superior. menestrel: geralmente quem compunha as cantigas. jogral: artista profissional de origem popular.
  • Slide 7
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 8
  • HUMANISMO: Desenvolveu-se na literatura, na pintura e na escultura. Tendncia antropocntrica. Produc ao de cro nicas historicas (Fernao Lopes), teatro (Gil Vicente), alem de poesias palacianas, nas quais era registrado o cotidiano de nobres.
  • Slide 9
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 10
  • CLASSICISMO: Antropocentrismo. Caracterrstica central: recionalidade. Equilbrio entre forma (tecnica) e conteudo (visao de mundo). Principal autor: Luis de Camoes (portugus), com o poema epico Os lusiadas.
  • Slide 11
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 12
  • BARROCO: Reac ao da Igreja Catolica contra o movimento da Reforma protestante e contra a atitude antropoce ntrica proveniente das realizac oes humanas do periodo. Autores desenvolveram uma arte teoce ntrica, na qual o ser humano vive crise espiritual, como conseque ncia do conflito entre valores terrenos e celestiais. Arte dualistica, de instabilidade emocional. No Brasil, o principal poeta barroco Gregorio de Matos Guerra, o Boca do Inferno.
  • Slide 13
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 14
  • ARCADISMO: Reao ao absolutismo monarquico e catolico. Retorno a atitude antropoce ntrica e culto a valores da arte classica como o racionalismo, o equilibrio, a harmonia e o emprego da mitologia grecorromana. Tambm chamado de Neoclassicismo. Trac os marcantes: identificac ao com a natureza, pregac ao por uma vida simples, como a dos pastores de ovelhas. No Brasil, destaca-se Tomas Anto nio Gonzaga.
  • Slide 15
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO
  • Slide 16
  • ROMANTISMO: Destaque: liberdade individual, a qual se deu a partir de profundas mudanc as politicas e sociais operadas por fatos como a Revoluc ao Francesa e a Independe ncia do Brasil. O emissor imprimia a forma com que sentia o mundo a partir de sua propria realidade social, conectada a pessoal. O artista passou a registrar aspectos da cultura em que vivia.
  • Slide 17
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO ROMANTISMO: Esse modelo de abordagem, ao ser contaminado por preocupac oes sociais e politicas mais definidas, viria a conferir ao Romantismo o carater de arte nacionalista. A fuga da realidade podia acontecer nas obras de diversas maneiras: para o passado de epocas de grandes realizac oes heroicas, para os momentos de descontrac ao da infa ncia, para a valorizac ao de culturas exoticas, por meio da morte do proprio eu lirico. No Brasil, destacam-se: Gonc alves Dias, Alvares de Azevedo, Castro Alves e Jose de Alencar.
  • Slide 18
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO A literatura realista-naturalista pertence a linha das artes classicas. Ope-se ao Romantismo. Os autores realistas e naturalistas tendem a privilegiar a visao racional do mundo e da sociedade humana. Logo, desenvolve uma arte engajada, compromissada com a dignidade do ser humano e com a justic a social. Essa intenc ao e vista por meio das denuncias que fazem em suas obras os chamados crimes sociais, ac oes que um individuo qualquer comete contra outro, socialmente mais fragil.
  • Slide 19
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO Esse enfoque leva os autores a produzirem uma arte menos preocupada com recursos e requintes artisticos. A linguagem objetiva e de fcil entendimento por parte do leitor.
  • Slide 20
  • SNTESE: DO TROVADORISMO AO ROMANTISMO 2 o EM LITERATURA 01 Prof. a Karen Olivan