Literatura romantismo

download Literatura romantismo

of 17

  • date post

    29-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    3.554
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Literatura romantismo

  • 1. ROMANTISMO PROF MARIA CRISTINA LITERATURA

2. Contexto Histrico Proclamao da Independncia Chegada da Famlia Real No Brasil Perodo de Regncia 3. 1808 - chegada ao Brasil de D. Joo VI e da famlia Real. 1808/1821 - abertura dos portos s naes amigas; instalaes de bibliotecas e escolas de nvel superior; incio da atividade editorial. 1822 - Proclamao da Independncia. Da nasce o desejo de uma literatura autenticamente brasileira. 1831 - abdicao de D. Pedro I e incio do Perodo de Regncia, que vai at 1840 (maioridade de D. Pedro II); fundao da Companhia Dramtica Nacional; incio da Guerra do Paraguai at 1840). 4. PROCLAMAO DA INDEPENDNCIA 1822 - Proclamao da Independncia. 5. No dia 7 de abril de 1831, D. Pedro abdica do cargo de imperador, retorna Europa e deixa o trono para seu filho Pedro, de 5 anos como Prncipe Regente. 6. No dia 7 de maro de 1808, a Famlia Real portuguesa, fugindo do exrcito de Napoleo Bonaparte, desembarca na Baa de Guanabara. 7. 3 GERAO Caracterstica 2 GERAO Caracterstica 1 GERAO Caracterstica 8. O Romantismo europeu foi adaptado escola brasileira Nacionalismo com nfase na cor local Indianismo: O ndio idealizado para que possa representar valores brasileiros OBS.: O amor na 1 gerao romntica ingnuo, ntimo, idealizado. 1 Gerao: Incio do Romantismo no Brasil (Nacionalismo/ Sentimentalismo) 9. Mal-do-sculo Pessimismo Evaso da morte Amor sinnimo de idealizao e erotismo Satanismo (incredulidade) 2 Gerao: Escapismo/ Mal-do-sculo Os artistas levam s ltimas consequncias a descrena na soluo dos problemas existenciais. A nica soluo para resolverem suas angstias por meio da evaso da realidade. 10. O amor, na 3 gerao, carregado de sensualidade. Engajamento social: luta por uma causa Poesia de temtica social Condoreirismo (exagero) Erotismo 3 Gerao: Engajamento/ Condoreirismo O declnio da monarquia, a luta pela abolio da escravido, a campanha pela instaurao da repblica. Isso o que fez o poeta romntico sair da individualidade e se integrar ao universo social. 11. FUNDAMENTOS DO ESTILO ROMNTICO Liberdade de expresso Egocentrismo Nacionalismo 12. O direito liberdade de expresso garante a qualquer indivduo a possibilidade de se manifestar, de buscar e receber informaes e ideias de todos os tipos, independentemente da interveno de terceiros. Isto pode ocorrer oralmente, de forma escrita, atravs da arte ou de qualquer meio de comunicao. 13. Em uma poca marcada por tantas deturpaes de personalidade, deve-se considerar que no se tem dado a importncia devida ao ego, frente a tantas situaes de desarmonia e desvios de condutas ticas e morais. Percebe-se que tem predominado o egocentrismo, que, embora seja constantemente confundido com individualismo, na realidade, trata-se de algo muito mais complexo e comprometedor para a estruturao emocional e psicolgica do ser humano. 14. O nacionalismo um sentimento de valorizao marcado pela aproximao e identificao com uma nao. O termo tambm se aplica s aes coletivas de movimentos sociais e polticos tendentes a propor reclamaes nacionalistas. 15. SNTESE O Romantismo a primeira esttica literria a reivindicar uma literatura autenticamente brasileira e inaugura a Era Nacional da literatura. Tendo como grande projeto a construo de uma identidade nacional, os autores desse perodo valorizam os elementos nacionais para consolidar o sentimento de brasilidade nascido com a independncia poltica do pas em 1822. No Brasil, o Romantismo durou de 1836 a 1881, teve trs geraes poticas e quatro tendncias de prosa ficcional. Tambm contou com obras de teatro, incluindo a de Martins Pena, com suas comdias de costume. 16. COMDIA DE COSTUMES A comdia de costumes caracteriza-se pela criao de tipos e situaes de poca, com uma sutil stira social. Proporciona uma anlise dos comportamentos humanos e dos costumes num determinado contexto social, tratando frequentemente de amores ilcitos, da violao de certas normas de conduta, ou de qualquer outro assunto, sempre subordinados a uma atmosfera cmica. A trama desenvolve-se a partir dos cdigos sociais existentes, ou da sua ausncia, na sociedade retratada. As principais preocupaes dos personagens so a vida amorosa, o dinheiro e o desejo de ascenso social. O tom predominantemente satrico, espirituoso e cmico, oscilando entre o dilogo vivo e cheio de ironia e uma linguagem s vezes conivente com a amoralidade dos costumes. 17. PESQUISA 1) Pesquisar os principais poetas de cada gerao; 2) Analisar um poema de um dos poetas pesquisados (1, 2 ou 3 gerao), destacando as caractersticas. Observao: A pesquisa pode ser realizada em duplas ou individualmente. Atividade para nota, valendo 10.