Hist³ria da literatura brasileira romantismo

Click here to load reader

download Hist³ria da literatura brasileira romantismo

of 18

  • date post

    20-Dec-2014
  • Category

    Education

  • view

    271
  • download

    1

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Hist³ria da literatura brasileira romantismo

  • 1. HISTRIA DA LITERATURABRASILEIRAProfessor Jnior Souza

2. ROMANTISMO 3. MUNDODuas classes distintas Burguesia; Proletariado;Liberalismo burgusSocialismo utpico 4. BRASILRegncias;Segundo Imprio: Maioridade; Guerra do Paraguai; Lutas abolicionistas;Organizao do exrcito. 5. CARACTERSTICAS Desenvolvimento GONALVESDE do romance e do MAGALHES: teatro nacional; Suspiros poticos e Nacionalismo;saudades Medievalismo, volta ao passado histrico. 6. 1 GERAO UFANISTAExaltao da natureza;Indianismo;Nacionalismo; 7. GONALVES DIASPrimeiros cantos;Os Timbiras(inacabado);I-Juca-Pirama; 8. I-JUCA-PIRAMA Meu canto de morte, Guerreiros, ouvi: Sou filho das selvas,Nas selvas cresci; Guerreiros, descendoDa tribo Tupi. 9. 2 GERAOMAL DO SCULO Subjetivismo,egocentrismo; Fuga da realidade; Idealizao dasociedade, do Amore da mulher; Solido, mistrio,pessimismo, morte; 10. LVARES DE AZEVEDOLira dos vintes anos;Noite na taverna; 11. LIRA DOS VINTES ANOSPlida, a luz da lmpadasombria,Sobre o leito de flores reclinada, Como a lua por noiteembalsamada, Entre as nuvens do amor eladormia! 12. Era a virgem do mar! Na escuma fria Pela mar das guasembalada! Era um anjo entre nuvensdalvoradaQue em sonhos se banhava e se esquecia 13. Era a mais bela! O seio palpitando...Negros olhos as plpebras abrindo... Formas nuas no leito resvalando...No te rias de mim, meu anjo lindo!Por ti as noites eu velei chorando, Por ti nos sonhos morrereisorrindo! 14. 3 GERAOCONDOREIRISMOPoesia social libertria; 15. CASTRO ALVESEspumasflutuantesOs escravos 16. Ah! Fora belo unidos em segredo,Juntos, bem juntos... Trmulos de medo,De quem entra no cu,Desmanchar teus cabelos delirante,Beijar teu colo!... Oh! Vamos minha amante,Abre-me o seio teu. 17. ROMANCISTASJOAQUIM MANOEL DE MACEDO: A moreninha; O moo loiroManuelAntnio de Almeida: Memria de um sargento demilcias 18. JOSDE ALENCAR O Guarani; Iracema; Senhora;