ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO DE DISTRIBUIÇÃO...

Click here to load reader

  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    220
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO DE DISTRIBUIÇÃO...

  • 1

    DENIS FILIPE NAKAHARA

    ANLISE ERGONMICA DO TRABALHO DE DISTRIBUIO DE

    REFEIES NO HU-USP

    Trabalho de formatura apresentado

    Escola Politcnica da Universidade de So

    Paulo para obteno do diploma

    de Engenharia de Produo

    So Paulo

    2008

  • 2

    DENIS FILIPE NAKAHARA

    ANLISE ERGONMICA DO TRABALHO DE DISTRIBUIO DE

    REFEIES NO HU-USP

    Trabalho de formatura apresentado

    Escola Politcnica da Universidade de So

    Paulo para obteno do diploma

    de Engenharia de Produo

    Orientadora: Prof. Dr. Uiara Bandineli Montedo

    So Paulo

    2008

  • 3

    AGRADECIMENTOS

    A Deus, por Sua Graa e Cuidado em que acompanharam todos os dias da minha vida.

    minha querida famlia, por seu amor e apoio sempre presentes, em cada passo na jornada da

    vida.

    professora Uiara, pelo incentivo e pelas orientaes dadas durante todo o trabalho.

    Aos meus amigos, pelo companheirismo e pela amizade que marcaram meu tempo na

    Universidade.

    A toda equipe do Servio de Nutrio e Diettica e, em especial, s copeiras, por sua valiosa e

    gentil contribuio, essencial para a realizao deste trabalho.

  • 4

    RESUMO

    O hospital um ambiente muito complexo, pois busca conciliar rentabilidade e

    eficincia com questes relativas ao cuidado da sade e ao sofrimento humano. Alm disso,

    duas outras caractersticas definem a singularidade do contexto hospitalar: presena de

    diversos profissionais e diferentes lgicas de trabalho que devem atuar de forma coordenada

    na gesto das tarefas e do tempo, a fim de alcanar objetivos comuns e tambm atividades

    marcadas pelo intenso fluxo de informaes e pelo senso de urgncia, sujeitas a imprevistos a

    qualquer instante.

    Tudo isso gera impactos sobre o trabalho e a sade dos trabalhadores no hospital. O

    Servio de Nutrio e Diettica (SND), setor onde este trabalho foi desenvolvido, apresentou

    um dos quadros mais graves de adoecimento no HU-USP entre os anos de 2000 a 2005. O

    presente estudo analisar o trabalho de distribuio de refeies no hospital com base na

    anlise ergonmica do trabalho, a fim de identificar as diferentes lgicas envolvidas no SND e

    conhecer a atividade real das copeiras. Isto possibilitar a compreenso das condies reais e

    dos constrangimentos aos quais as copeiras esto submetidas no trabalho, bem como das

    margens de manobra que elas possuem para executar as tarefas.

    Essa questo relevante para o hospital por trs motivos. O primeiro a prpria

    importncia da atividade de distribuio de refeies no cuidado dos pacientes. O segundo a

    gravidade das conseqncias em caso de erros na tarefa. Finalmente, a grande necessidade

    de se conhecer e divulgar a experincia das copeiras, acumulada ao longo de muitos anos de

    trabalho nesse setor, uma vez que elas esto envelhecendo e fundamental a transmisso

    desse conhecimento para uma nova gerao de profissionais e para a organizao.

    Com base nos resultados alcanados neste estudo, ser possvel traar uma relao

    entre a atividade de trabalho, a sade dos trabalhadores e os indicadores de qualidade e ainda

    elaborar um diagnstico visando transformao do trabalho, a fim de promover a qualidade

    do servio prestado e a sade dos trabalhadores.

  • 5

    ABSTRACT

    The hospital is a very complex environment because it attempts to conciliate

    profitability and efficiency with heath care issues and human suffering. Moreover, there are

    two defining characteristics of the hospital context: the presence of many professionals with

    different work logic who have to coordinate and manage time and tasks in order to achieve

    common goals as well as perform activities characterized by an intense flow of information,

    pressured by the sense of urgency and submitted to the occurrence of unexpected events

    which can take place at any time.

    All of this impacts on the work and health of the hospitals workers. The Servio de

    Nutrio e Diettica SND (Nutrition Department), where this research paper was

    developed, presented one of the worst scenarios of work related diseases in the HU-USP

    population during the period between 2000 and 2005. The present study will analyze the meal

    distribution work in the hospital based on the ergonomic analysis of work to identify the

    different logics at the SND and to understand the actual activity designated to the serving

    maids. This will make it possible to understand not only the actual conditions and constraints

    to which they are submitted in their daily work, but also the strategies used to execute their

    duties.

    This study is relevant to the hospital for three reasons. Firstly, because the meal

    distribution is an important part of taking care of the patients. Secondly, because mistakes can

    lead to serious consequences. Finally, there is a great need to study the serving

    maids experience which has been acquired through many years of service in the department

    given the fact that they are aging and it is important to pass on their experience to new teams

    and throughout the organization.

    Based on the results of this study, it will be possible to trace the relation between

    activity, workers health and quality indicators and also to elaborate a diagnosis aiming to

    transform the work in order to promote quality services and workers health.

  • 6

    LISTA DE ILUSTRAES

    Ilustrao 1.1 - Trs abordagens do Programa de Cooperao FCAV ..................................... 16

    Ilustrao 1.2 - Relao entre o Trabalho de Formatura e o Projeto ........................................ 18

    Ilustrao 2.1 - Representao da tarefa (Gurin et al., 2001) ................................................. 23

    Ilustrao 2.2 - As trs lgicas do servio (Kingman-Brundage, 1995)................................... 25

    Ilustrao 3.1 - Organograma do Servio de Nutrio e Diettica ........................................... 31

    Ilustrao 4.1 - Relao entre resultado, objetivo, modo operatrio e estado interno (Gurin et

    al., 2001) ........................................................................................................................... 37

    Ilustrao 5.1 Macro-processo de trabalho das copeiras do turno da manh ........................ 44

    Ilustrao 5.2 - Processo de montagem e distribuio do desjejum ........................................ 45

    Ilustrao 5.3 - Processo de montagem e distribuio do almoo ............................................ 46

    Ilustrao 5.4 Macro-processo de trabalho das copeiras do turno da tarde ........................... 47

    Ilustrao 5.5 - Processo de distribuio da merenda e do ch da noite................................... 48

    Ilustrao 5.6 Macro-processo do trabalho das copeiras do turno da noite ........................... 49

    Ilustrao 6.1 Macro-processo da distribuio de refeies .................................................. 52

    Ilustrao 7.1 - Processo de distribuio do almoo e do jantar............................................... 57

    Ilustrao 7.2 - Objetos sobre a mesa de apoio para as bandejas ............................................. 65

    Ilustrao 7.3 - Copeira utilizando os cotovelos para entrar no quarto com porta fechada...... 66

    Ilustrao 7.4 - Relao entre a atividade real, a sade e a qualidade do trabalho das copeiras

    .......................................................................................................................................... 80

    Ilustrao 9.1 - Proposta de novo processo de distribuio de refeies ............................... 103

    Ilustrao 0.1 Processo de distribuio das sondas e mamadeiras ...................................... 125

    Ilustrao 0.2 Processo de distribuio do desjejum no lactrio ......................................... 126

    Ilustrao 0.3 Esquema da anlise ergonmica do trabalho (Gurin et al, 2001) ............... 127

    Ilustrao 0.4 As duas dimenses do trabalho (Gurin et al, 2001) .................................... 129

  • 7

    LISTA DE GRFICOS

    Grfico 3.1 - Populao de trabalhadores do SND dividida por sexo ...................................... 32

    Grfico 3.2 Populao de trabalhadores do SND dividida por faixa etria (anos) ................... 33

    Grfico 3.3 - Populao de trabalhadores do SND dividida em funo do tempo de casa (em

    anos) ................................................................................................................................. 33

    Grfico 3.4 Populao de trabalhadores do SND dividida em funo das atividades do setor

    .......................................................................................................................................... 34

    Grfico 4.1 - ndice de freqncia (IF) no HU-USP entre 2001 e 2005 (em %) ...................... 38

    Grfico 4.2 - ndice de durao (ID) no HU-USP entre 2001 e 2005 (em dias) ...................... 39

    Grfico 4.3 - Durao mdia das licenas (DML) no HU-USP entre 2001 e 2005 (em dias) . 39

    Grfico 4.4 - Mdia da quantidade de licenas por pessoa (MLP) no HU-USP entre 2001 e

    2005 .................................................................................................................................. 40

    Grfico 4.5 - Mdia de dias perdidos por pessoa (MDPP) no HU-USP entre 2001 e 2005 (em

    dias) .................................................................................................................................. 4