O Brincar e suas Teorias

Click here to load reader

  • date post

    21-Jul-2016
  • Category

    Documents

  • view

    972
  • download

    166

Embed Size (px)

description

Autora: Tizuko Morchida Kishimoto (Organizadora)

Transcript of O Brincar e suas Teorias

  • Pesquisadores franceses discutem o

    brincar como fenmeno cultural e ressal-

    tam aspectos culturais expressos nos

    livros-surpresa. Perspectivas filosfi-

    cas sobre o brincar introduzidas por

    Froebel e Dewey merecem destaque, ao

    lado de teorias psicolgicas como as de

    Wallon, Vygotsky, Bruner e Lacan, anali-

    sadas pelo grupo brasileiro. A obra

    destina-se a professores do Magistrio

    do Ensino Mdio, a alunos e professores

    de graduao e ps-graduao nas reas

    de Pedagogia, Psicologia e correlatas, bem

    como a todos os que se interessam pela

    criana e seu brincar.

    trata de concepes sobre o brincar provenientes de trs campos de estudo: sociocultural, filosfico e psicolgico.

    O brincar e suas teoriasOutras obras

    O

    b

    r

    i

    n

    c

    a

    r

    e

    s

    u

    a

    s

    t

    e

    o

    r

    i

    a

    s

    M

    o

    r

    c

    h

    i

    d

    a

    K

    i

    s

    h

    i

    m

    o

    t

    o

    Ana Beatr iz Cerisara

    Gi l les Brougre

    Heloysa Dantas

    Jean Perrot

    Leny Magalhes Mrech

    Maria Nazar C. P. Amaral

    T izuko Morchida Kishimoto

    Tizuko Morchida

    OrganizadoraKishimoto

    O brincar e suas teorias

    ISBN 13: 978-85-221-1171-8ISBN 10: 85-221-1171-5

    9 7 8 8 5 2 2 1 1 1 7 1 8

    Brincar no uma dinmica

    interna do indivduo, mas uma

    atividade dotada de uma

    significao social precisa que,

    como outras, necessita de

    aprendizagem.

    Brincar supe, de incio, que,

    no conjunto das atividades

    humanas, algumas sejam

    repertoriadas e designadas

    como brincar a partir

    de um processo de designao

    e de interpretao complexo.

    No objetivo desta

    comunicao mostrar que esse

    processo de designao varia

    no tempo de acordo com as

    diferentes culturas.

    O Brincar e suas TeoriasO jogo e a educao infantilTizuko Morchida Kishimoto

    Psicologia do desenvolvimento:Infncia e adolescncia

    Orientao infantil

    Transtornos de comportamentona infncia: Estudo de casos

    David R. Shaffer e Katherine Kipp

    Darla Ferris Miller

    Christopher A. Kearney

    Traduo da 8 edio norte-americana

    Traduo da 4 edio norte-americana

    Traduo da 6 edio norte-americana

    A criana e a cultura ldicaTrechos extrados do Captulo 1:

  • Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)(Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

    O Brincar e suas teorias / organizadora Tizuko Morchida Kishimoto. -- So Paulo : Cengage

    Learning, 2008.

    Vrios autores.Bibliogra a.ISBN 978-85-221--

    1. Atividades criativas 2. Brincadeira 3. Jogos educativos 4. Jogos infantis 5. Jogos infantis Educao 6. Psicologia infantil I. Kishimoto, Tizuko Morchida.

    01-4330 CDD-371.397

    ndices para catlogo sistemtico:1. Brincadeiras e jogos : Educao 371.3972. Jogos e brincadeiras : Educao 371.397

  • O Brincare suas Teorias

  • Ana Beatriz CerisaraGilles BrougreHeloysa Dantas

    Jean PerrotLeny Magalhes Mrech

    Maria Nazar de Camargo Pacheco AmaralTizuko Morchida Kishimoto

    Tizuko Morchida Kishimoto Organizadora

    O Brincar e suas Teorias

    Austrlia Brasil Japo Coria Mxico Cingapura Espanha Reino Unido Estados Unidos

  • O Brincar e suas Teorias

    Tizuko Morchida Kishimoto (organizadora)

    Editorao Eletrnica e Capa: Pgina Um Design Gr co e Editorial

    Reviso: Fausto Alves Barreira Filho

    1998 Todos os direitos reservados por Enio Matheus Guazzelli & CIA. Ltda.

    Todos os direitos re ser va dos. Nenhuma parte deste livro po-der ser reproduzida, sejam quais forem os meios em pre ga dos, sem a per mis so, por escrito, da Editora.Aos infratores aplicam-se as sanes pre vis tas nos artigos 102, 104, 106 e 107 da Lei no 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.

    1998 Cengage Learning. Todos os direitos reservados.

    ISBN 13: 978-85-221--

    Cengage LearningCondomnio E-Business Park Rua Werner Siemens, 111 Prdio 20 Espao 0 Lapa de Baixo CEP 05069-900 So Paulo SP Tel.: (11) 3665-9900 Fax: (11) 3665-9901SAC: 0800 11 19 39

    Para suas solues de curso e aprendizado, visitewww.cengage.com.br

    Para informaes sobre nossos produtos, entre em contato pelo telefone 0800 11 19 39

    Para permisso de uso de material desta obra, envie seu pedido para direitosautorais@cengage.com

    Impresso no Brasil.Printed in Brazil.1 2 3 4 5 6 7 12 11 10 09 08

  • 7S O B R E O S A U T O R E S

    ANA BEATRIZ CERISARA

    licenciada em Pedagogia pela Pontifcia Universidade Catlicado Rio Grande do Sul. Desde 1983 docente e pesquisadora do Cen-tro de Cincias da Educao da Universidade Federal de Santa Catarinaocupando-se com a formao de profissionais para atuar junto a insti-tuies educativas de 0 a 6 anos. Atualmente docente e coordenado-ra do Ncleo de Estudos e Pesquisas da Educao de 0 a 6 anos(NEE0A6) da UFSC.

    Autora de Rousseau: a educao na infncia, So Paulo: Scipione, 1989.

    GILLES BROUGRE

    Professor titular da Universit Paris-Nord, coordenador francsdo Projeto Capes/Cofecub, diretor do GREC Groupe de Recherchesur les Ressources Educatives et Culturelles.

    Autor de: Jeu et Education. Paris: Harmattan, 1995, traduzida emportugus Jogo e educao. Porto Alegre: Artes Mdicas, 1997, Brinquedoe cultura, So Paulo: Cortez, 1995.

    HELOYSA DANTAS

    Professora doutora da Faculdade de Educao da Universidadede So Paulo. Docente e pesquisadora da rea temtica de Psicologiae Educao, especializada em estudos de Wallon.

  • O B R I N C A R E S U A S T E O R I A S

    8

    JEAN PERROT

    Professor de Literatura Comparada da Universit Paris-Nord.Criador e diretor do Institut International Charles Perrault 1994, Re-presentante da Fdration Internationale de Langues et LittratureModernes (FILLM), International Board on Books for Youth (IBBY)entre outros.

    Obras publicadas:

    Du jeu, des enfants et des livres, Paris: ditions du Cercle de la Librairie,1987.

    Art baroque, art denfance, Nancy: Presses Univ. de Nancy, 1991.

    Mythe et Littrature, Paris: PUF, 1976.

    LENY MAGALHES MRECH

    Coordenadora da Sub-rea da Ps-Graduao de Psicologia eEducao da Faculdade de Educao da USP, coordenadora-geraldo Convnio Fundao do Campo Freudiano e Universidade deSo Paulo, coordenadora-geral do Ncleo de Cursos Breves daEscola Brasileira de Psicanlise, pertence diretoria do Instituto dePesquisas em Psicanlise de So Paulo, rgo da Escola Brasileirade Psicanlise.

    MARIA NAZAR DE CAMARGO PACHECO AMARAL

    Doutora em Filosofia e Histria da Educao e professor associa-do pela Faculdade de Educao da USP (1986) com ps-doutoradoem Bochum e Tbingen na Repblica Federal da Alemanha de 1987 a1988, 1993 e 1995.

    Livros publicados:

    Dilthey: um conceito de vida e uma pedagogia, So Paulo: Perspectiva/EDUSP, 1987.

  • 9C R D I T O S D O S A U T O R E S

    Dewey: filosofia e experincia democrtica, So Paulo: Perspectiva/EDUSP, 1989.

    Perodo clssico da hermenutica filosfica na Alemanha. So Paulo:EDUSP, 1994.

    Flitner: fundamentao filosfica da pedagogia geral ou sistemtica. So Pau-lo: EDUSP/FAPESP, prelo.

    TIZUKO MORCHIDA KISHIMOTO

    Professora titular e vice-diretora da Faculdade de Educao daUniversidade de So Paulo; coordenadora: do Laboratrio de Brin-quedos e Materiais Pedaggicos, do Grupo Interinstitucional sobre oJogo e do Projeto Capes/Cofecub, responsvel pelo intercmbio en-tre o Brasil e a Frana sobre a temtica do jogo.

    Autora de Jogos tradicionais infantis, Petrpolis: Vozes, 1993; O jogoe a educao infantil, So Paulo: Pioneira, 1994; Jogo, brinquedo, brinca-deira e a educao, So Paulo: Cortez, 1996.

  • 11

    S U M R I O

    Apresentao ........................................................................................ 13

    TEORIAS SOCIOANTROPOLGICAS

    Captulo 1 A criana e a cultura ldica .......................................... 19Gilles Brougre

    Captulo 2 Os livros-vivos franceses. Um novo parasocultural para nossos amiguinhos,os leitores infantis ......................................................... 33Jean Perrot

    TEORIAS FILOSFICAS

    Captulo 3 Froebel e a concepo de jogo infantil ....................... 57Tizuko Morchida Kishimoto

    Captulo 4 Dewey: jogo e filosofia da experinciademocrtica ................................................................... 79Maria Nazar de Camargo Pacheco Amaral

  • O B R I N C A R E S U A S T E O R I A S

    12

    TEORIAS PSICOLGICAS

    Captulo 5 Brincar e trabalhar ...................................................... 111Heloysa Dantas

    Captulo 6 De como o Papai do Cu, o Coelhinho da Pscoa,os Anjos e o Papai Noel foram viverjuntos no cu! .............................................................. 123Ana Beatriz Cerisara

    Captulo 7 Bruner e a brincadeira ................................................ 139Tizuko Morchida Kishimoto

    Captulo 8 Alm do sentido e do significado: a concepopsicanaltica da criana e do brincar.......................... 155Leny Magalhes Mrech

  • 13

    A P R E S E N T A O

    O Brincar e suas teorias inclui artigos que referendam concepessobre o brincar provenientes de trs campos de estudo: socioculturais,filosficos e psicolgicos que subsidiam trabalhos de pesquisa do gru-po interinstitucional sobre o jogo na educao.

    Destacam-se como novos referenciais para analisar o brincar,paradigmas de natureza sociolgica, entre os quais situa-se o primei-ro artigo: A criana e a cultura ldica, de Gilles Brou