Meteorologia parte2

download Meteorologia parte2

If you can't read please download the document

  • date post

    16-Apr-2017
  • Category

    Documents

  • view

    11.051
  • download

    12

Embed Size (px)

Transcript of Meteorologia parte2

  • NEVOEIROS

    um hidrometeoro formado pela condensao do vapor d'gua nos nveis inferiores da atmosfera, colado superfcie, com visibilidade horizontal inferior a 1.000 mts

    Condies favorveis para formao de um nevoeiro:Ventos fracos superfcie, para no dissip-loUmidade Relativa alta (acima 97%)Abundncia de ncleos de condensao

  • CLASSIFICAO

    Forte: visibilidade < 100 mtsModerado: visibilidade entre 100 e 500 mtsLeve: visibilidade < 1.000 mts

  • TIPOS DE NEVOEIROUm nevoeiro pode se formar por :

    Massas de Ar

    Radiao ou de SuperfcieAdveco

    Frontais

    Pr-frontalPs-frontal

  • Massas de Ar

    Radiao ou de Superfcie

    A superfcie terrestre sofre radiao noturna, ou seja, devolve calor para o espao. O ar em contato com esta superfcie fria resfria-se; saturando-se e formando nevoeiro. Dissipam-se com a incidncia dos raios solares e ventos fortes.

  • Massas de Ar

    Adveco

    Deslocamento horizontal do ar quente sobre superfcie terrestre ou lquida mais fria.

    TIPOS DE NEVOEIRO DE ADVECO:

    Nevoeiro de vapor

    Ar frio se desloca sobre superfcie lquida mais quenteForma-se sobre rios, mar e pntanosSemelhante a fumaa se elevando da superfcie lquida

  • Massas de Ar

    Adveco

    Nevoeiro Martimo

    Ar quente que se move do continente para o mar frioGrande espessura devido a umidade do ar martimo

  • Massas de Ar

    Adveco

    Nevoeiro Orogrfico

    Ar se resfria quando mecanicamente forado a subir

  • Massas de Ar

    Adveco

    Nevoeiro de Brisa Martima

    Ar mais aquecido do mar desloca-se sobre continente mais frioOcorre somente em altas latitudes inverso ao nevoeiro martimo (continente quente; mar frio)

  • Massas de Ar

    Adveco

    Nevoeiro Glacial

    Ocorre nas regies rticas, pela sublimao do vapor dgua Temperaturas inferiores a -30c

  • Nevoeiros FrontaisPs-frontal

    Ocorre aps a passagem de uma Frente Fria.O nevoeiro se forma no setor mais frio A, ou seja, aps a passagem da frente (ps-frontal).

  • Nevoeiros FrontaisPr-frontal

    Antecede uma Frente Quente.O nevoeiro se forma no setor mais frio A, ou seja, antes da passagem da frente (pr-frontal).

  • NUVENSUmidade do ar condensada constituda por gotculas de gua.Podem ser: lquidas, slidas e mistas.

    Quanto ao aspecto podem ser:

    CumuliformesDesenvolvimento verticalPrecipitao forte com pancadas

    EstratiformesDesenvolvimento horizontal, cobrindo grande reaPouca espessuraPrecipitao leve e contnua

  • NUVENSEstgios: Alto, Mdio e Baixo

    ALTO Cabea: CI, CS, CC

    MDIO Abdmen: AC, AS

    BAIXO Sapato: SC, ST, NS

    Obs.: O N de Nimbostratus o Nugget do sapato !

  • Nuvens Altas: Cirrus (CI)

  • Nuvens Altas: Cirrostratus (CS)

  • Nuvens Altas: Cirrostratus (CS)

    Nuvem caracterstica do fenmeno de halo (fotometeoro)

  • Nuvens Altas: Cirrocumulus (CC)

  • Nuvens Mdias: Altocumulus (AC)

  • Nuvens Mdias: Altostratus (AS)

  • Nuvens Baixas: Stratus (ST)

  • Nuvens Baixas: Stratocumulus (SC)

  • Nuvens Baixas: Nimbostratus (NS)

  • Desenvolvimento Vertical: Cumulus (CU)

  • Desenvolvimento Vertical: Cumulonimbus (CB)

  • Nuvens Especiais: Mammatus

  • Nuvens Especiais: Lenticular

  • Nuvens Especiais: Trilha de Condensao

  • Nuvens Especiais: Erupo Vulcnica

  • TETOAltura da camada de nuvens mais baixa, que cobre mais metade do cu. dada em centena de ps no METAR.

    Pode ser obtida por:

    Estimativa Balo tetoClinmetro Projetor LuminosoTetmetro (figura)

    Nefanlise Anlise do sistema de nuvensNefoscpio Fornece a direo das nuvens (procedncia)

  • Pode-se tambm encontrar a altura da base de uma nuvem utilizando a Temperatura do Ar de do Ponto de Orvalho.

    Nvel de Condensao Convectiva (NCC)

    Nvel que se forma a base da nuvem, quando a temperatura do ponto de orvalho se iguala a temperatura do ar.

    Altura da base sempre em metros

    H = 125 x (T Td)

    T = Temperatura do ArTd = Temperatura Ponto Orvalho

  • VISIBILIDADE determinado pelo grau de transparncia da atmosfera.

    A visibilidade pode ser:

    Horizontal Em torno dos 360 do horizonte, tendo como centro o ponto de observao.

    Vertical No sentido vertical de 30 em 30 mts at um mximo de 300 mts.

    Oblqua Observada da aeronave ao solo.

    Aproximao Durante o pouso, na aproximao final.

  • Horizontal Em torno dos 360 do horizonte, tendo como centro o ponto de observao.

  • Vertical No sentido vertical de 30 em 30 mts at um mximo de 300 mts.

  • Oblqua Observada da aeronave ao solo.

  • Aproximao Durante o pouso, na aproximao final.

  • VISIBILIDADEObteno da Visibilidade:

    Instrumento pelo instrumento visibilmetro (foto)Visualmente estimada com auxlio de cartas de visibilidade

  • Alcance Visual da Pista (AVP ou RVR)

    Visibilidade que o piloto tem na cabeceira da pista, no incio da decolagem. Este valor includo no METAR.

    dada de:50 em 50 mts...............................at 500 mts100 em 100 mts...........................entre 500 at 5.000 mts1.000 em 1.000 mts.....................entre 5.000 at 9.999 mtsAcima de 10 km...........................Grupo 9999

  • MASSAS DE AR

    Grande quantidade de ar com caractersticas semelhantes de temperatura, presso e umidade.Suas regies de origem so determinadas pela superfcie sobre a qual se formam. Quanto mais tempo permanecerem sobre a regio, mais espessas se tornam.

  • MASSAS DE ARClassificao:Tropicais (T) Equatoriais (E)Polar (P)rtica (A)Antrtica (A)Podem ser:Continentais (c) secasMartimas (m) midasPodem ser ainda:Quentes (w)Frias (k)

    As massas de ar rticas, Polares e Antrticas so mais secas que Tropicais e Equatoriais devido ao baixo teor de evaporao do gelo.Ex.: Tropicais: mTw, cTw Polares: mPk, cPk...

  • MASSAS DE AR

    Massa fria (A) avanando sobre superfcie mais quente (B):

    Instabilidade do arTurbulnciaNuvens cumuliformesGradiente trmico > 1c/100mtsFormao de gelo claroVisibilidade horizontal boa, exceto nas pancadas

  • MASSAS DE AR

    Massa quente (B) avanando sobre superfcie mais fria (A):

    Estabilidade do arAr calmo, sem turbulnciaNuvens estratiformesGradiente trmico < 1c/100mtsFormao de gelo opacoM visibilidade horizontal, devido nevoeiros

  • FRENTESZona de transio entre duas massas de ar de caractersticas diferentes (temperatura, umidade, presso, ventos, nuvens).

    Tipos de Frente: Fria, Quente, Estacionria e Oclusa.

  • FRENTES

    Frontognese: Regio de origem das frentes

    Frontlise: Regio de dissipao das frentes

  • FRENTE FRIA

    Ar frio desloca o ar quente da superfcie, ocupando seu lugar.Ar frio mais denso (A) introduz-se por baixo do ar quente (B).Representaomonocromtica:

  • FRENTE FRIA

    Ar instvel Formam nuvens cumuliformes (CB, CU, TCU)Precipitao tipo pancadaSo mais rpidas e violentas que as quentesTemperatura cai e presso aumenta aps sua passagem

  • FRENTE FRIA

    Linhas de Instabilidade:

    Antecedem paralelamente uma frente fria, podendo ser mais forte que a prpria frente. Atinge at 300 km frente.

  • Linha de Instabilidade sobre o Oceano Atlntico

  • FRENTE QUENTE

    Ar quente substitui o ar frio na superfcie. Por ser menos denso, ar quente (B) desliza sobre o ar frio (A). Representaomonocromtica:

  • FRENTE QUENTE

    Ar estvel Formam nuvens estratiformes (CI, CS, AS, NS)Precipitao moderadaTemperatura aumenta e presso cai aps sua passagem

  • FRENTE ESTACIONRIA

    Frente com pouco ou nenhum movimento. A fria estacionria tende a transformar-se em quente. Representaomonocromtica:

  • FRENTE ESTACIONRIA

  • FRENTE OCLUSA

    Quando uma frente fria alcana uma frente quente. O ar quente entre elas elevado da superfcie.Representao monocromtica:

  • FRENTE OCLUSA

  • DESLOCAMENTO DE FRENTES

    As figuras abaixo nos mostram qual o sentido de deslocamento de uma frente fria e de uma frente quente em ambos os hemisfrios.

    Dica para compreender melhor o esquema ! Trace uma seta da esquerda para direita. Lembre-se que a frente fria nasce na regio mais fria da Terra (plos), e a frente quente nasce na regio mais quente da Terra (equador). O deslocamento da frente sempre ser saindo de dois pontos cardeais e indo em direo a outros dois.

  • Pergunta DAC:

    Qual deslocamento de uma frente fria no Hemisfrio Sul ?Resp.: O deslocamento de SW para NE.

  • Pergunta DAC:

    Qual deslocamento de uma frente fria no Hemisfrio Norte ?Resp.: O deslocamento de NW para SE.

  • Pergunta DAC:

    Qual deslocamento de frente quente no Hemisfrio Norte ?Resp.: O deslocamento de SW para NE.

  • Pergunta DAC:

    Qual deslocamento de frente quente no Hemisfrio Sul ?Resp.: O deslocamento de NW para SE.

  • TURBULNCIA

    Fluxo irregular e instantneo dos ventos.Variaes da velocidade indicada (IAS) de acordo com o grau de turbulncia:

    GRAUS:

    Leve: 5 a 15 ktModerada: 15 a 25 ktForte: > 25 kt

  • TIPOS

    Turbulncia Convectiva (trmica):

    Causada pelas correntes convectivas verticais devido ao aquecimento do solo. Mais comum e intensa no vero sobre a terra, durante o dia.

  • TIPOS

    Turbulncia Orogrfica:

    Ventos fortes sopram as encostas de montanhas.

  • TIPOS

    Turb