OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRAT‰GICO ORGANIZACIONAL

Click here to load reader

download OFICINA  DE PLANEJAMENTO ESTRAT‰GICO ORGANIZACIONAL

of 222

  • date post

    13-Jan-2016
  • Category

    Documents

  • view

    29
  • download

    0

Embed Size (px)

description

OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript of OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRAT‰GICO ORGANIZACIONAL

Slide 1O nosso modelo de Gestão
OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL
O nosso modelo de Gestão
A confiança que a Nação deposita em seu Exército emana do profissionalismo da Instituição, de sua identificação com as aspirações nacionais, da sensibilidade que tem para compreender o presente aliada à capacidade de adaptar-se à evolução dos cenários , modernizando-se, sem abandonar os valores básicos que determinam sua peculiar identidade. Preservar essa identidade, que caracteriza a Instituição e seus componentes, é o que de nós espera e exige a sociedade.
Diretriz do Cmt Ex
Auto-Avaliação
PAB
PAA
IIB
FUSEX
CTTEP
IIQ
SIMATEx
Ações
subsidiárias
AVALOP
Planejamento estratégico
OBJETIVOS
Participar do processo de elaboração do “Plano de Gestão” na sua Organização Militar.
Ficar em condições de “multiplicar” os conhecimentos adquiridos no SIREG, sobre a metodologia do PEO.
Participar do esforço de “disseminação” da cultura de Planejamento Estratégico Organizacional na sua OM.
O nosso modelo de Gestão
SUMÁRIO
1.INTRODUÇÃO
“Como melhorar o Desempenho das Organizações Militares?”
Improvisar? ou
Uma ação planejada é uma ação não improvisada.
Improvisar gera ações reativas. Planejar é o caminho da pró-atividade.
Planejar é preparar bem cada ação.
Planejar é organizar ações interdependentes.
Planejar é revisar a ação.
Planejamento consiste em pensar na ação antes, durante e depois.
Planejamento x Improvisação
Por que Planejar?
A organização necessita considerar o futuro:
Preparar-se para o inevitável;
Controlar o controlável.
A organização precisa de racionalidade através da adoção de procedimentos formalizados, padronizados e sistemáticos;
A organização necessita exercer controle.
O nosso modelo de Gestão
FORMULAÇÃO
IMPLEMENTAÇÃO
PLANEJAMENTO
Planejamento é atitude.
Envolvimento da administração.
O processo é mais importante que o produto: participar é mais importante do que acertar.
Planejar é a arte de se adaptar.
É fundamental conhecer.
Posturas típicas em relação ao planejamento
“Não adianta planejar, é trabalho perdido...”
Planejamento estratégico, “Qualé” ? Isso é coisa do Esc Supe!
“Fizemos um plano há cinco anos atrás, mas ficou na gaveta.”
“Temos alguns números para o ano...”
“Cada um tem suas idéias próprias a respeito...”
“Para que planejar ? Sem dinheiro não dá para fazer nada.”
Nós sempre fizemos assim!
“Na hora sai !!!”
Planejar ou não planejar:
Outros o farão para nós,
Por nós...”
O nosso modelo de Gestão
A ORGANIZAÇÃO E SEUS COMPONENTES
A organização é um sistema social complexo composto de um conjunto de partes diferentes - cada uma com papéis e funções específicas - trabalhando harmoniosamente para obter um resultado.
Compõe-se de:
Pessoas :
Processos :
Conjuntos de atividades organizadas que garantem a realização das idéias.
Grupos de tarefas interligadas logicamente, que fazem uso dos recursos da organização.
Tecnologias:
Automatizam os processos de trabalho.
Trazem impacto e grande potencial de mudanças.
O nosso modelo de Gestão
MISSÃO, VISÃO DE FUTURO E VALORES
Diagrama de Sistema Organizacional
PROCESSOS GERENCIAIS
SISTEMAS
Sistema Bda
SISTEMAS
2. Aspectos Conceituais do Planejamento Estratégico Organizacional
O nosso modelo de Gestão
NÍVEIS DE PLANEJAMENTO
O planejamento pode ser classificado, segundo sua amplitude no tempo e/ou na estrutura da organização:
ESTRATÉGICO
ESTRATÉGICO
o planejamento estratégico pode ser conceituado como um processo gerencial que possibilita ao Comando da OM estabelecer o rumo a ser seguido pela organização, visando otimizar sua relação com o ambiente.
GERENCIAL
OPERACIONAL
o planejamento Gerencial corresponde ao desenvolvimento dos Planos de Ação e projetos, por exemplo: macrofuncionais (Pessoal, Logística, Ensino, Construção) .
o planejamento operacional é o detalhamento, no nível de execução, das ações e atividades necessárias para atingir os objetivos e metas fixados pelos níveis hierarquicamente superiores.
Tipos de Planejamento
O nosso modelo de Gestão
É o nível responsável pelo estabelecimento de objetivos, políticas e estratégias organizacionais (Comando das OM).
Focalizam questões de longo prazo e enfatizam a sobrevivência, o crescimento e a eficácia geral da organização.
Exige menos habilidade técnica e mais habilidade conceitual.
No nível Exército Brasileiro é composto pelo Cmdo Ex, Alto Comando Ex e Estado-Maior do Exército.
Nível Estratégico ou Alta Administração
O nosso modelo de Gestão
Nível Gerencial ou Setorial(Tático)
Exige muita habilidade humana.
Responsáveis em traduzir as estratégias em Planos de Ação, projetos e atividades mais específicas.
No nível Exército Brasileiro é composto pelos Órgãos de Direção Setorial e Cmdo Mil A .
O nosso modelo de Gestão
Objetivos do Planejamento Gerencial
Otimizar determinada área de resultado e não a organização como um todo.
Decompor as estratégias e objetivos estabelecidos no Planejamento Estratégico.
Busca a utilização eficiente dos recursos disponíveis para a consecução dos objetivos estabelecidos.
Define os meios para se alcançar os objetivos.
O nosso modelo de Gestão
Características Planejamento Gerencial
É de menor alcance que o estratégico.
Dispõe de determinada flexibilidade por retratar áreas específicas da organização.
Geralmente é conduzido pelo nível gerencial da organização.
Traduz e interpreta as decisões estratégicas em planos de ação.
Focaliza as principais ações que uma unidade deve empreender para realizar sua parte do Planejamento Estratégico.
O nosso modelo de Gestão
Nível Operacional
É o nível diretamente responsável pela execução da atividade-fim da Força.
Exige mais habilidade técnica e menos habilidade conceitual.
No nível Exército Brasileiro é composto pelas OM da Força Terrestre.
O nosso modelo de Gestão
Características do Planejamento Operacional
Tem foco predominantemente no curto prazo.
Está voltado para a otimização e maximização de resultados.
Refletem-se nos planos de ação ou planos operacionais.
Geralmente os planos têm período de tempo curto e focalizado em tarefas rotineiras.
O nosso modelo de Gestão
Discussão Dirigida Nº 1
Identifique nos organogramas a seguir, os níveis de planejamento de cada escalão das OM.
O nosso modelo de Gestão
Organograma Geral do EB
Organograma Geral do EB
Organograma Geral dos C Mil A
C Mil A
Organograma Geral dos C Mil A
Ni Estratégico
Cmt
Ni Estrátégico
Nível Estratégico
Nível Gerencial
Nível Operacional
O nosso modelo de Gestão
O Planejamento Estratégico precisa ser desdobrado em planejamentos gerenciais ou setoriais, para que as decisões estratégicas ali contidas sejam traduzidas em planos capazes de serem entendidos e desdobrados em planos operacionais para serem executados pelo nível operacional da organização.
Resumindo...
ESTRATÉGIA MILITAR
ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL
Arte de preparar e aplicar os meios militares para a consecução e manutenção dos objetivos fixados pela política nacional.
Caminho para a consecução dos objetivos organizacionais. Está voltada para o futuro da OM
O nosso modelo de Gestão
Considerando as mudanças neste início de século XXI, algumas das razões pelas quais deve-se usar o planejamento estratégico são:
a interação da organização com o meio ambiente;
a geração de flexibilidade;
a priorização na alocação de recursos.
Por que empregar o planejamento estratégico?
O nosso modelo de Gestão
Conceitualmente o significado de Planejamento Estratégico Organizacional é muito simples.
Aspectos conceituais do Planejamento Estratégico
Representa o caminho que a instituição escolhe para evoluir desde uma situação presente até uma situação desejada no futuro (num determinado horizonte de tempo).
Determina o rumo da organização nos próximos anos, como ela vai chegar lá e como saber se chegou lá.
O nosso modelo de Gestão
Planejamento Estratégico
É um importante instrumento de gestão para as organi- zações na atualidade.
É através dele que o comando estabelece os parâmetros que vão direcionar a organização da OM, a condução da liderança, assim como o controle das atividades.
Objetiva fornecer ao Cmt e ao Estado-Maior uma ferramenta que os municie de informações para a tomada de decisão.
É o conceito central do Modelo de Gestão proposto devendo ser entendido em toda a sua extensão.
O nosso modelo de Gestão
Aspectos conceituais do Planejamento Estratégico
É o processo pelo qual os acontecimentos futuros são antecipados, de maneira que as ações sejam implementadas para atingir os objetivos organizacionais.
Sua elaboração não deve ser considerada um simples exercício de planejamento, deve decorrer do raciocínio estratégico, para poder ser flexível, ajustar-se às modificações do ambiente e para orientar a implementação de ações planejadas.
Se bem executado conduzirá a Organização à concretização da Visão de Futuro, a corrigir os rumos e a encontrar oportunidades.
O nosso modelo de Gestão
É uma ferramenta de gestão e tem o propósito de ajudar a organização a realizar um trabalho melhor ; focar sua energia; garantir que os membros da organização estejam trabalhando rumo aos mesmos objetivos; medindo e ajustando a direção da organização em resposta às mudanças do ambiente.
Aspectos conceituais do Planejamento Estratégico
O nosso modelo de Gestão
“ Um processo gerencial que procura, por meio da análise do ambiente de uma organização, criar consciência de suas oportunidades e ameaças, assim como, dos seus pontos fortes e fracos, e a partir daí, traçar os rumos ou direção que essa organização deverá seguir para aproveitar as oportunidades, potencializar seus pontos fortes e minimizar ameaças e riscos” (CAMPOS E RIBEIRO, 1999)
Aspectos conceituais do Planejamento Estratégico
O nosso modelo de Gestão
Planejamento Estratégico
O propósito do planejamento pode ser definido como o desenvolvimento de processos, técnicas e atitudes administrativas, as quais proporcionam uma situação viável de avaliar as implicações futuras de decisões presentes em função dos objetivos corporativos que facilitarão a tomada de decisão no futuro, de modo mais rápido, coerente, eficiente e eficaz.
O nosso modelo de Gestão
Planejamento Estratégico
Segundo PETER DRUCKER:
Não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões presentes;
É um processo sistemático e constante de tomada de decisões;
Não é um ato isolado, é um processo de ações inter-relacionadas e interdependentes que visam ao alcance de objetivos estabelecidos;
O processo de Planejamento é muito mais importante que seu produto final.
O nosso modelo de Gestão
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
É um processo gerencial que visa dotar a organização de
senso de direção com sustentabilidade de longo prazo, sob
condições de incerteza.
PLANO ESTRATÉGICO
É o seu principal instrumento e deve produzir respostas condizentes a quatro questões fundamentais:
• O que fazemos?
O nosso modelo de Gestão
Expressa as decisões, ações e operações definidas no nível estratégico de um processo de gestão.
Plano Estratégico
O plano de gestão é o plano estratégico elaborado pelas Organizações Militares do Exército Brasileiro.
É o documento elaborado para detalhar e governar o processo de planejamento. Deve orientar o estabelecimento de ações táticas (gerenciais) e operacionais.
É o instrumento que formaliza o processo do planejamento estratégico organizacional.
O nosso modelo de Gestão
É a formalização escrita do planejamento estratégico organizacional, cuja finalidade precípua é definir como a OM será gerida num horizonte de tempo previamente definido.
Plano de Gestão
Sua elaboração é um trabalho do Cmt e Estado-Maior.
A equipe de coordenação do PEG integrante do Estado-Maior Especial, poderá participar da elaboração do plano, como assessor metodológico.
Na passagem de função, o Cmt/Ch/Dirt receberá de seu antecessor o Plano de Gestão da OM.
O nosso modelo de Gestão
Plano de Gestão
Seu conteúdo lhe possibilitará uma visão global de como a organização está sendo gerida e lhe permitirá dar continuidade, introduzindo, por meio de sua Diretriz de Comando, as modificações que se fizerem necessárias.
Após a assunção do cargo, o Comandante, Chefe ou Diretor deverá retificar ou ratificar o Plano e submetê-la à aprovação do Esc Supe.
Não deve ser limitado a um único período de Comando, Chefia ou Direção. Devem estabelecer objetivos com horizontes mais amplos.
O nosso modelo de Gestão
Reduzir incertezas nas tomadas de decisões;
Coerência e segurança ao processo decisório;
Fornecer um processo objetivo para o estabelecimento do ciclo operacional da organização;
Utilização ótima dos recursos;
Estabelecimento de padrões de desempenho;
Garantir qualidade;
Continuidade Administrativa.
O nosso modelo de Gestão
Fases do Planejamento Estratégico
Formulação das Estratégias
Implementação das Estratégias
Gestão Estratégica
PREPARAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO MILITAR PARA ADOÇÃO DA MENTALIDADE ESTRATÉGICA
O nosso modelo de Gestão
> Apenas 10% das empresas efetivamente executam suas estratégias;
> Apenas 5% dos funcionários entendem a estratégia;
> 85% dos executivos gastam menos que 1 hora por mês discutindo a estratégia;
> 60% das organizações não relacionam o seu orçamento com a estratégia;
> Somente 25% dos gerentes têm incentivos relaciona- dos com a estratégia.
A importância da estratégia nas empresas
O nosso modelo de Gestão
É fundamental para o sucesso do processo, a motivação e o amadurecimento dos integrantes da OM, pois é preciso que exista uma cultura organizacional que valorize o produto planejamento estratégico.
Enquanto não existirem estas condições preliminares, haverá baixa probabilidade de êxito em qualquer iniciativa de planejamento estratégico.
PREPARAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO
O nosso modelo de Gestão
Criação e desenvolvimento na OM de uma cultura organizacional que valorize o planejamento estratégico;
Capacitação do Grupo de Trabalho;
Motivação e Sensibilização dos integrantes da OM;
Mobilização para a execução das ações dos diversos integrantes da organização; e
O planejamento não se encerra com a elaboração do Plano de Gestão.
PREPARAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO
O nosso modelo de Gestão
Analisar o ambiente organizacional de sua OM e apresentar medidas que possam ser adotadas para implantação de uma cultura que valorize o Planejamento Estratégico Organizacional.
Discussão Dirigida Nº 2
Simpósio de Excelência Gerencial 2004: “A cultura de Planejamento Estratégico nas OM é insipiente.”
O GT concorda hoje com essa proposição? Por que?
O nosso modelo de Gestão
METODOLOGIA DO PEO
MISSÃO
DETALHAMENTO DAS
NÍVEL
ESTRATÉGICO
NÍVEL
GERENCIAL
NÍVEL
OPERACIONAL
ESTRATÉGIAS
Quadro de Trabalho (Planejamento da Elaboração do Plano);
Reuniões do GT;
Dimensionamento das reuniões;
Procedimentos esperados;
O nosso modelo de Gestão
A condução do processo de Planejamento Estratégico da OM é atribuição do Estado-Maior (EM), coordenado pelo Chefe do EM;
Equipe de Coordenação do PEG (metodologia);
Outros integrantes da OM;
Consulta a autoridades civis.
Composição do Grupo de Trabalho
O nosso modelo de Gestão
Discuta dentro do Grupo sobre a sistemática de trabalho que poderia ser seguida na sua OM, em face das dificuldades impostas pela rotina diária.
O Grupo deverá ficar em condições de apresentar uma proposta de sistemática de trabalho para conduzir o PEO da OM.
Discussão Dirigida Nº 3
apresentados ....
O nosso modelo de Gestão
Somente uma definição clara da missão e da finalidade da organização torna possível a existência de objetivos claros e realistas- Peter Drucker
MISSÃO
O nosso modelo de Gestão
A missão da organização exerce a função orientadora e delimitadora da ação organizacional dentro de um período de tempo, normalmente, longo, em que ficam comprometidos valores, crenças, expectativas e recursos.
MISSÃO
O nosso modelo de Gestão
A missão é a razão da existência da OM e que baliza suas ações.
É o referencial para o qual convergem todas as ações.
É o ponto de partida para o planejamento.
É institucional, ou seja, decorre da cadeia de Comando, por conseguinte deverá estar inserida no cumprimento da missão do seu escalão imediatamente superior.
Seu enunciado define: Quem é a organização?
O que faz a Organização?
MISSÃO
MISSÃO
Missão - Componentes
Declaração de propósitos da Organização Militar feita de maneira ampla e duradoura, que individualiza e distingue a organização em relação a outras da mesma natureza.
Componentes;
É a razão maior da existência de uma organização.
Contribui para o cumprimento da Missão do seu Esc Supe.
É a função permanente da Organização Militar no contexto da sociedade.
É o que a sociedade espera que a organização cumpra.
O nosso modelo de Gestão
É o item mais perene do Plano Estratégico;
Nela estão definidos a finalidade e os propósitos que a OM deve atender;
A finalidade refere-se à atividade básica para qual a Organização foi criada;
Os propósitos correspondem ao seu detalhamento, ou seja, a definição das atividades atuais e potenciais nas quais a OM poderá ser empregada.
MISSÃO
MISSÃO
1) concisão;
2) consistência;
3) credibilidade.
A Missão contém quatro definições:
1) a razão de ser da organização – “por que a instituição existe ?”
2) seu cliente/usuário – “para quem ?”
3) sua atividade-fim – “o que faz ?”
4) algumas condições de desempenho consideradas essenciais – “como faz ?”
O nosso modelo de Gestão
Missão síntese;
Deve ser difundida para toda OM, a fim de facilitar o entendimento e o comprometimento dos quadros;
O ideal é afixá-la por toda a OM;
Não basta divulgar , é preciso fazer acontecer.
COMUNICAÇÃO DA MISSÃO
O nosso modelo de Gestão
Num Contexto sistêmico, deve contribuir para o cumprimento da missão do sistema organizacional que a gerou, ou seja, a missão do Esc Subrd deve contribuir para a concretização da do seu Esc imediatamente superior.
A missão de todas as Organizações Militares devem contribuir para o cumprimento da missão do Exército.
A missão é perene e dela derivam seus processos finalísticos, dessa forma não é passível de mudança a cada passagem de comando.
Apenas uma demanda externa poderá modificá-la, porém como é institucional, só ocorrerá pela cadeia de comando.
MISSÃO
MISSÃO DO EXÉRCITO
COOPERAR COM O DESENVOLVIMENTO NACIONAL
COOPERAR COM A DEFESA CIVIL
DEFENDER A PÁTRIA
O nosso modelo de Gestão
MISSÃO DE UM C Mil A
A fim de possibilitar ao Exército contribuir para a defesa da Pátria:
participar na dissuasão de ameaças aos interesses nacionais;
em situação de guerra ou conflito externo:
ficar em condições de alocar meios a(os) Comandos dos Teatros de Operações Terrestres (COMTOT) encarregado(s) de conduzir a campanha militar terrestre para derrotar o inimigo que agredir ou ameaçar a soberania, a integridade territorial, o patrimônio e os interesses vitais do Brasil.
constituir um Comando de Zona de Defesa (ZD), combinado ou não, destinado a realizar operações de Defesa Territorial contra ações inimigas, bem como, garantir a segurança de sua respectiva Zona de Defesa.
Ficar em condições de organizar a Força Terrestre do Teatro de Operações Marítimo (FTTOM) nos prováveis Teatros de Operações Marítimos (TOM) do Atlântico Sul.
O nosso modelo de Gestão
MISSÃO DE UM C Mil A
A fim de possibilitar ao Exército contribuir para a garantia dos poderes constitucionais, da lei e da ordem:
manter-se em condições de ser empregado, em sua área de responsabilidade, na forma da lei, em situação emergencial e temporária, após esgotados os instrumentos destinados à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, relacionados no Art 144 da Constituição.
Ficar em condições de participar de operações internacionais, de acordo com os interesses do País.
Como ação subsidiária, participar do desenvolvimento nacional e da defesa civil, na forma da Lei.
O nosso modelo de Gestão
Como comunicar essa Missão ?
Fundamental a elaboração de uma Missão-Síntese desde já.
O nosso modelo de Gestão
Planejar, coordenar, controlar e supervisionar o preparo e o emprego de suas Grandes Unidades, de suas OMDS e de outros meios colocados à sua disposição para participar, como força do Cmdo Mil A ou não, de operações de defesa da pátria, da garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.
Apoiar as OM sediadas em sua área de responsabilidade provendo-lhes todos os meios e serviços necessários às sua atividades
MISSÃO DE UMA RM/DE
Capacitar-se operacionalmente para a Defesa Externa;
Integrar a reserva estratégica do Exército;
Atuar em operações de garantia da lei e da ordem em âmbito nacional;
Conduzir operações de Defesa Territorial;
Cooperar com a Defesa Civil;
Ficar em condições de participar de operações internacionais, conforme os interesses da Força.
MISSÃO DE UMA BRIGADA
O nosso modelo de Gestão
“Estar preparada para ser empregada em Operações de Defesa Externa, Territorial, Garantia da Lei e da Ordem(GLO), Operações internacionais e em Ações Subsidiárias”.
MISSÃO SÍNTESE
MISSÃO DE ORGANIZAÇÕES CIVIS
Encantar clientes em aluguel de carros e administração de frotas, buscando a excelência – LOCALIZA.
Produzir carros e caminhões que as pessoas desejarão comprar, terão desejo em dirigir e desejarão comprar novamente – CHRYSLER
Atuar de forma rentável nas atividades da indústria de óleo, gás e nos negócios relacionados, nos mercados nacional e internacional,fornecendo produtos e serviços de qualidade, respeitando o meio ambiente e o desenvolvimento socioeconômico do País - PETROBRÁS DISTRIBUIDORA
Solucionar problemas não solucionados de maneira inovadora – 3M
Desenvolver pessoas e organizações para o mundo do trabalho, através de ações educacionais – SENAC
Incorporar a dimensão ambiental nas políticas nacionais, assegurar e promover condições para o desenvolvimento sustentável em…