Arcadismo e Romantismo - Questoes e Gabarito

download Arcadismo e Romantismo - Questoes e Gabarito

of 16

  • date post

    19-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    5.633
  • download

    7

Embed Size (px)

Transcript of Arcadismo e Romantismo - Questoes e Gabarito

Professora Rosngela Saad da Costa

Exerccios com gabarito sobre Arcadismo e RomantismoARCADISMO 01. Assinale o que no se refere ao Arcadismo: a) poca do Iluminismo (sculo XVIII) Racionalismo, clareza, simplicidade. b) Volta aos princpios clssicos greco-romanos e renascentistas (o belo, o bem, a verdade, a perfeio, a imitao da natureza). c) Ornamentao estilstica, predomnio da ordem inversa, excesso de figuras. d) Pastoralismo, bucolismo suaves idlios campestres. e) Apia-se em temas clssicos e tem como lema: inutilia truncat (corta o que intil). 02. Indique a alternativa errada: a) Cultismo e conceptismo so as duas vertentes literrias do estilo barroco. b) O arcadismo afirmou-se em oposio ao estilo barroco. c) O conceptismo correspondeu a um estilo fundado em agudezas ou sutilezas de pensamento, com transies bruscas e associaes inesperadas entre conceitos. d) O Cultismo correspondeu, sobretudo, a um jogo formal refinado, com uso abundante de figuras de linguagem e verdadeira exaltao sensorial na composio das imagens e na elaborao sonora. e) O Arcadismo tendeu obscuridade, complicao lingstica e ao ilogismo. Nos exerccios 3 e 4, assinale, em cada um, a(s) afirmao(es) improcedente(s) sobre o Arcadismo. (Podem ocorrer vrias em cada exerccio). 03. A respeito da poca em que surgiu o Arcadismo: a) o sculo XVIII ficou conhecido como sculo das luzes; b) os enciclopedistas construram os alicerces filosficos da Revoluo Francesa; c) o adiantamento cientifico uma das marcas desta poca histrica; d) a burguesia conhece, ento, acentuado declnio em seu prestgio; e) em O Contrato Social, Rousseau aborda a origem da Autoridade. 04. EXCLUDA 05. Entre os escritores mais conhecidos do Grupo Mineiro, esto: a) Silva Alvarenga, Mrio de Andrade, Menotti del Picchia. b) Santa Rida Duro, Ceclia Meireles, Toms Antnio Gonzaga. c) Baslio da Gama, Paulo Mendes Campos, Alvarenga Peixoto. d) Cludio Manuel da Costa, Toms Antnio Gonzaga, Alvarenga Peixoto. e) Alvarenga Peixoto, Fernando Sabino, Cludio Manuel da Costa.

06. Qual a alternativa que apresenta uma associao errada? a) Barroco / Contra-Reforma. b) Arcadismo / Iluminismo c) Romantismo / Revoluo Industrial. d) Arcadismo / Anti-Classicismo e) Arcadismo / Racionalismo 07. Poema satrico sobre os desmandos administrativos e morais imputados a Lus da Cunha Menezes, que governou a Capitania das Minas de 1783 e 1788: a) Marlia de Dirceu b) Vila Rica c) Fbula do Ribeiro do Carmo d) Caras Chilenas e) O Uruguai 08. Em seu poema pico, tenta conciliar a louvao do Marqus de Pombal e o herosmo do ndio. Afasta-se do modelo de Os Lusadas e emprega como maravilhoso o fetichismo indgena. So heris desse poema: a) Cacambo, Lindia, Moema b) Diogo lvares Correia, Paraguau, Moema c) Diogo lvares Correia, Paraguau, Tanajura d) Cacambo, Lindia, Gomes Freira de Andrade e) n.d.a. 09. (ITA) Uma das afirmaes abaixo incorreta. Assinale-a: a) O escritor rcade reaproveita os seres criados pela mitologia greco-romana, deuses e entidades pags. Mas esses mesmos deuses convivem com outros seres do mundo cristo. b) A produo literria do Arcadismo brasileiro constitui-se, sobretudo, de poesia, que pode ser lrico-amorosa, pica e satrica. c) O rcade recusa o jogo de palavras e as complicadas construes da linguagem barroca, preferindo a clareza, a ordem lgica na escrita. d) O poema pico Caramuru, de Santa Rita Duro, tem como assunto o descobrimento da Bahia, levado a efeito por Diogo lvares Correia, misto de missionrios e colonos portugus. e) A morte de Moema, ndia que se deixa picar por uma serpente, como prova de fidelidade e amor ao ndio Cacambo, trecho mais conhecido da obra O Uruguai, de Baslio da Gama. 10. (ITA) Dadas as afirmaes: I) O Uruguai, poema pico que antecipa em vrias direes o Romantismo, motivado por dois propsitos indisfarveis: exaltao da poltica pombalina e antijesuitismo radical. II) O(A) autor(a) do poema pico Vila Rica, no qual exalta os bandeirantes e narra a histria da atual Ouro Preto, desde a sua fundao, cultivou a poesia buclica, pastoril, na qual menciona a natureza como refgio. III) Em Marlia de Dirceu, Marlia quase sempre um vocativo; embora tenha a estrutura de um dilogo, a obra um monlogo s Gonzaga fala, raciocina;

constantemente cai em contradio quanto sua postura de pastor e sua realidade de burgus. Est(o) correta(s): a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas I e II d) Apenas I e III e) Todas 01. Entre os escritores mais conhecidos do Grupo Mineiro, esto: a) Santa Rida Duro, Ceclia Meireles, Toms Antnio Gonzaga b) Alvarenga Peixoto, Fernando Sabino, Cludio Manuel da Costa c) Baslio da Gama, Paulo Mendes Campos, Alvarenga Peixoto d) Silva Alvarenga, Mrio de Andrade, Menotti del Picchia e) Cludio Manuel da Costa, Toms Antnio Gonzaga, Alvarenga Peixoto 02. (ITA) Uma das afirmaes abaixo incorreta. Assinale-a: a) A morte de Moema, ndia que se deixa picar por uma serpente, como prova de fidelidade e amor ao ndio Cacambo, trecho mais conhecido da obra O Uruguai, de Baslio da Gama b) O poema pico Caramuru, de Santa Rita Duro, tem como assunto o descobrimento da Bahia, levado a efeito por Diogo lvares Correia, misto de missionrios e colonos portugus c) A produo literria do Arcadismo brasileiro constitui-se, sobretudo, de poesia, que pode ser lrico-amorosa, pica e satrica d) O escritor rcade reaproveita os seres criados pela mitologia greco-romana, deuses e entidades pags. Mas esses mesmos deuses convivem com outros seres do mundo cristo e) O rcade recusa o jogo de palavras e as complicadas construes da linguagem barroca, preferindo a clareza, a ordem lgica na escrita 03. Qual a alternativa que apresenta uma associao errada? a) Arcadismo / Iluminismo b) Arcadismo / Racionalismo c) Arcadismo / Anti-Classicismo d) Barroco / Contra-Reforma e) Romantismo / Revoluo Industrial 04. EXCLUDA 05. Poema satrico sobre os desmando administrativos e morais imputados a Lus da Cunha Menezes, que governou a Capitania das Minas de 1783 e 1788: a) Fbula do Ribeiro do Carmo b) Caras Chilenas c) Marlia de Dirceu d) O Uruguai e) Vila Rica

Nos exerccios 6 e 7, assinale, em cada um, a(s) afirmao(es) improcedente(s) sobre o Arcadismo. (Podem ocorrer vrias em cada exerccio). 06. Quanto linguagem rcade: I - prefere a ordem indireta, tal como no latim literrio; II - tornou-se artificial, pedante, inatural; III - procura o comedimento, a impessoalidade, a objetividade; IV - manteve as ousadias expressionais do Barroco; V - promove um retorno s virtudes clssicas da clareza, da simplicidade e da harmonia. a) II, IV, V b) III, IV c) II, V d) I, II, IV e) I, II, III, IV, V 07. A respeito da poca em que surgiu o Arcadismo: a) os enciclopedistas construram os alicerces filosficos da Revoluo Francesa b) em O Contrato Social, Rousseau aborda a origem da Autoridade c) a burguesia conhece, ento, acentuado declnio em seu prestgio d) o adiantamento cientifico uma das marcas desta poca histrica 08. (ITA) Dadas as afirmaes: I - O Uruguai, poema pico que antecipa em vrias direes o Romantismo, motivado por dois propsitos indisfarveis: exaltao da poltica pombalina e antijesuitismo radical. II - O(A) autor(a) do poema pico Vila Rica, no qual exalta os bandeirantes e narra a histria da atual Ouro Preto, desde a sua fundao, cultivou a poesia buclica, pastoril, na qual menciona a natureza como refgio. III - Em Marlia de Dirceu, Marlia quase sempre um vocativo; embora tenha a estrutura de um dilogo, a obra um monlogo s Gonzaga fala, raciocina; constantemente cai em contradio quanto sua postura de pastor e sua realidade de burgus. Est(o) correta(s): a) I e III b) I e II c) II e III d) I, II e III 09. EXCLUDA 10. Em seu poema pico, tenta conciliar a louvao do Marqus de Pombal e o herosmo do ndio. Afasta-se do modelo de Os Lusadas e emprega como maravilhoso o fetichismo indgena. So heris desse poema: a) Diogo lvares Correia, Paraguau, Moema b) Diogo lvares Correia, Paraguau, Tanajura c) Cacambo, Lindia, Moema

d) Cacambo, Lindia, Gomes Freira de Andrade e) n.d.a. ROMANTISMO LISTA 1 1. I. Preferncia pela realidade exterior sobre a interior. II. Anteposio da f razo, com valorizao da mstica e da intuio. III. Poesia descritiva de representao dos fenmenos da natureza. Detalhismo. IV. Gosto pelo pitoresco, pela descrio de ambientes exticos. V. Ateno do escritor aos detalhes para retratar fielmente o que descreve. Caractersticas gerais do Romantismo se acham expressas nas proposies: a) II e IV b) II e III c) I e IV d) II e V 2. No prprio do Romantismo: a)Explorar assuntos nacionais como histria, tradies, folclore; b) Idealizar a mulher, tornando-a perfeita em todos os sentidos; c)Explorar assuntos ligados antigidade clssica, imitando-lhe os poetas e prosadores; d) Valorizar temas fnebres e soturnos. 3. De acordo com a posio romntica, correto afirmar que: a) A natureza expressiva no Romantismo e decorativa no Arcadismo. b) Com a liberdade criadora implantada no Romantismo, as regras fixas do Classicismo caem e "o poema comea onde comea a inspirao e termina onde termina esta". c) A viso do mundo romntica centrada no sujeito, no "eu" do escritor, da a predominncia da funo emotiva na linguagem do Romantismo. d) Todas as alternativas anteriores esto corretas. 4. Poderamos sintetizar uma das caractersticas do Romantismo pela seguinte aproximao de opostos: a) Cultivando o passado, procurou formas de compreender e explicar o presente. b) Pregando a liberdade formal, manteve-se preso aos modelos legados pelos clssicos. c) Embora marcado por tendncias liberais, ops-se ao nacionalismo poltico. d) Voltado para temas nacionalistas, desinteressou-se do elemento extico, considerando-o incompatvel com exaltao da ptria. 5. A viso do mundo, nostlgica nos romnticos, explica-se: a) Pelas inmeras guerras havidas na poca do Romantismo. b) Pela inadaptao aos valores absolutistas implantados pela monarquia brasileira.

c) Pelo descontentamento da nobreza, que deixa o poder, e de parte da burguesia, que ainda no havia assumi