Violino Violao

download Violino Violao

of 13

  • date post

    03-Jun-2018
  • Category

    Documents

  • view

    233
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of Violino Violao

  • 8/12/2019 Violino Violao

    1/13

    XVI Congresso da Associao Nacional de Pesquisa e Ps-graduao em Msica (ANPPOM)Braslia 2006

    Trabalho aceito pela Comisso Cientfica do XVI Congresso da ANPPOM- 347 -

    Sonata para Violino Solo BWV 1001: uma transcr io crtica para violo

    Milson FiremanUFBA/ Doutorando

    e-mail:milsonfireman@gmail.com

    Sumrio: comum encontrar partituras para violo transcritas de outros instrumentos. Vrios instrumentistas se propem a realizar tal tarefa muitas vezes sem se preocupar com as implicaes envolvidas. A proposta do presente trabalho realizar uma transcrio para violo a partir de uma cpia fac-smilede uma partitura do barroco. A inteno apresentar informaes sobre o processo e comparar asdecises tomadas a outras edies j existentes no mercado.

    Palavras-Chave: transcrio, violo, BWV 1001, edio musical.

    Introduo

    O objetivo deste trabalho apresentar uma possibilidade de transcrio para violo doAdgio (1 Mov.) da Primeira Sonata para Violino Solo de Johann Sebastian Bach (BWV 1001),atravs da anlise de um fac-smile e comparao com outras 5 edies.

    A prtica da transcrio comum entre os msicos, o prprio Bach j havia realizado

    vrias adaptaes de suas obrasUnaccompanied para outros instrumentos, incluindo uma paraalade, do segundo movimento (fuga) da sonata tratada aqui (Hock sd, 16). Francisco Trrega(1852-1909) foi provavelmente um dos compositores/instrumentistas que mais contribuiu para adivulgao e valorizao do violo no meio musical. Ele realizou mais de 100 transcries de peasde Bach, Mozart, Schubert, entre outros, alm de compor muitas obras nas quais explora as possibilidades tcnicas do instrumento (Faucher 2004).

    Ainda hoje, violonistas transcrevem partituras seduzidos pelo vasto repertrio deinstrumentos como o violino e o piano (Block 1965; Noad 1979; Rocha Filho 1966). Essa msicatranscrita muitas vezes encobre todo o processo pelo qual o editor precisou atravessar at chegar ao produto final. A falta de informaes nas peas pode afastar a possibilidade de uma viso crtica,assim como contribuir para uma interpretao equivocada. Dessa maneira, o editor deveria oferecerrecursos suficientes ao leitor para que ele pudesse estar consciente do material que possui nomomento da execuo.

    Materiais e Mtodos

    Foram utilizados trs softwares para os procedimentos de anlise e transcrio: 1) umeditor de partitura, para a edio em notao moderna; 2) um editor de pdf, para o processo demarcao e anlise das lies; e 3) um editor de imagens, para a montagem das tabelas.

    Foram utilizadas seis fontes: 1) uma cpia (fac-smile) de um manuscrito de Bach; 2) umatranscrio para violo; 3) uma edio da Werner Icking; 4) uma edio do Bach-Gesellschaft paraviolino solo; 5) uma edio Breitkopf, Neue revidierte Ausgabe von Friedrich Hermann; e 6) uma

    Edio Schott, Neu-Ausgabe von Bram-Eldering.

  • 8/12/2019 Violino Violao

    2/13

    XVI Congresso da Associao Nacional de Pesquisa e Ps-graduao em Msica (ANPPOM)Braslia 2006

    Trabalho aceito pela Comisso Cientfica do XVI Congresso da ANPPOM- 348 -

    A Fonte Fac-smi leO fac-smile est escrito em pentagrama. A armadura de clave utilizada a de F Maior.

    Conforme Donington (1992, 132), por padro, o efeito das alteraes acidentais no passa de umanota a outra nas msicas escritas no incio do sculo XVIII, ou seja, as alteraes s funcionam nanota onde est escrita. Percebe-se tambm no final de cada linha uma indicao de qual(is) nota(s)

    seria(m) tocada(s) no incio da prxima linha, como resqucio da notao utilizada para escrever ocanto gregoriano. Aparece no final da partitura o termo V. S. Volti que significa Vira [a pgina]depressa1, indicando uma continuidade da msica indo ao prximo movimento.

    A Fonte GallardaArmadura de clave de F maior. Escrita para violo, com indicao da digitao a ser

    utilizada e ligaduras includas de acordo com os recursos tcnicos para o instrumento. TtuloSonata I, nome do compositor completo sem abreviaes, ano de nascimento e morte e umaindicao no canto esquerdo do rodap printed in Hungary. Adquirida atravs do sitehttp://gallarda.narod.ru.

    A Fonte Werner IckingArmadura de clave de F Maior. Esta partitura a terceira pgina de um arquivo disponvel

    atravs do sitehttp://icking-music-archive.org/scores/bach/sonatas_and_partitas/ BWV1001.pdf ,que possui as obras de Bach de BWV 1001 a 1006. A capa possui indicao de instrumentao,violino e viola, e o termoUrtext .

    A Fonte GesellschaftObtida atravs da biblioteca da UFBA. Possui armadura de clave de F Maior. A indicao

    na capa para violino eClavier . O ttulo aparece como Sonatas and Partitas for UnaccompaniedViolino. Sonata I.

    A Fonte BreitkopfAdquirida atravs da biblioteca da UFBA. Armadura de clave de sol menor. Escrita para

    violino solo. Possui capa com ttulo Sechs Sonaten e dentro Sonata I. Possui o nome docompositor abreviado e a indicao da catalogao dos trabalhos de Bach (BWV 1001-1006).Existem indicaes de digitao, de dinmica, de mudanas de andamento e de arcadas no decorrerda partitura.

    A Fonte Schot tArmadura de clave de F Maior. Escrita para violino solo. Possui capa com ttulo Sechs

    Sonaten e dentro Sonata I. Nome do compositor completo sem abreviaes e data de nascimentoe morte (1685-1750). Existem indicaes de digitao, de dinmica e de arcadas no decorrer da partitura. Obtida atravs da biblioteca da UFBA. Esta fonte possui anotaes de outros usurios da biblioteca.

    O ProcessoPara o presente artigo sero apresentadas 14 lies consideradas relevantes para o trabalho

    de transcrio. Foi editada uma nova partitura com base no manuscrito. Durante esse processo

    foram encontradas lies, que foram anotadas e comparadas s decises tomadas em todas as1 Dicionrio Grove de Msica, 1994, Edio Concisa, s. v. volti subito, trad. Eduardo Francisco Alves.

  • 8/12/2019 Violino Violao

    3/13

    XVI Congresso da Associao Nacional de Pesquisa e Ps-graduao em Msica (ANPPOM)Braslia 2006

    Trabalho aceito pela Comisso Cientfica do XVI Congresso da ANPPOM- 349 -

    edies coletadas. No item Decises e Resultados, na parte Discusso, esto descritas ascomparaes.

    Um critrio foi seguido para dar consistncia utilizao das ligaduras no trabalho detranscrio. Na maioria dos casos, Bach utiliza a ligadura a partir da segunda nota de um grupo de 5ou mais, quando a primeira nota desse grupo vem ligada nota anterior ou depois de um grandesalto meldico, como nos exemplos abaixo:

    Como em qualquer manuscrito de Bach, em vrias partes, isso s vezes no est claro enecessita da interveno crtica do editor. A fim de estabelecer um parmetro, nas partes duvidosasonde o alcance da ligadura no chega a uma ou duas notas, foi considerado que todas as notas, a partir da segunda, seriam ligadas.

    Ilustrao 1 - Exemplos de Ligadura

  • 8/12/2019 Violino Violao

    4/13

    XVI Congresso da Associao Nacional de Pesquisa e Ps-graduao em Msica (Braslia 2006

    Trabalho aceito pela Comisso Cientfica do XVI Congresso da ANPPOM- 350 -

    Discusso

    LiesManuscrito Gallarda Werner Icking Gesellschaft Breitkopf Schotts

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

  • 8/12/2019 Violino Violao

    5/13

  • 8/12/2019 Violino Violao

    6/13

    XVI Congresso da Associao Nacional de Pesquisa e Ps-graduao em Msica (ANPPOM)Braslia 2006

    Trabalho aceito pela Comisso Cientfica do XVI Congresso da ANPPOM- 352 -

    Decises e Resultados

    Embora os acidentes nessa poca fossem colocados nota a nota, a primeira lio apresentaum contexto harmnico (V6-I) onde utilizao do bemol possvel. Optou-se pela utilizao do bemol conforme apresentado na Ilustrao 2. Pode-se observar que as outras fontes utilizam o bemol adotado, com exceo da fonte Werner Icking.

    Ilustrao 2 - Resultado lio 1

    preciso pensar que, no geral, Bach escrevia dividindo os tempos do compasso em gruposde 1. Admitindo isso, na segunda lio, o somatrio das figuras do grupo no equivale a 1 tempo.Observando o manuscrito, possvel considerar que as sete notas tendem a ser interpretadas comosemifusas, porm ao examinar com mais ateno, percebe-se que a quarta linha do colchete, decima para baixo, no parece ligar todas as notas, confundindo-se com a linha do pentagrama. Pode-se afirmar que, no manuscrito, a linha que formaria as duas tetrafusas no existe, dando a certeza deque a soluo encontrada em outras fontes no condiz ao que est na cpia do original. Fazendouma comparao intra-opus, pode-se perceber que a figurao que Bach utiliza no momento dotrinado aparece em outros compassos no decorrer da pea, com combinaes parecidas (Ilustrao3).

    Ilustrao 3 - Exemplo de grupo com trinado

    Considerando que as quatro notas anteriores ao trinado correspondem a um grupeto, adeciso tomada foi utilizar tetrafusas para ele. Das edies analisadas, nenhuma apresenta oresultado aqui proposto, apresentado na Ilustrao 4.

    Ilustrao 4 - Resultado lio 2

    Na lio 3, os traos dos clochetes das trs notas (de si4 ao sol4) geram certa dvida, poisem uma determinada extenso da mesma eles se unem em um s. As duas notas antes do trinado

    apresentam um trao a mais configurando que so, no mnimo, fusas. Essas trs figuras foram

  • 8/12/2019 Violino Violao

    7/13

    XVI Congresso da Associao Nacional de Pesquisa e Ps-graduao em Msica (ANPPOM)Braslia 2006

    Trabalho aceito pela Comisso Cientfica do XVI Congresso da ANPPOM- 353 -

    transcritas como uma fusa seguida de duas semifusas. Todas as outras fontes trazem a mesmadiviso, conforme a Ilustrao 5.

    Ilustrao 5 - Resultado lio 3

    No manuscrito, existe uma mancha de tinta perto do si3. Esta mancha poderia ser um ponto, uma ligadura ou outro smbolo utilizado na notao. Para a lio 4, foi avaliado que estamancha pertence ao colchete da not