TROVADORISMO x HUMANISMO. Contexto Histórico TROVADORISMO -Teocentrismo; - Feudalismo;

Click here to load reader

  • date post

    16-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    222
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of TROVADORISMO x HUMANISMO. Contexto Histórico TROVADORISMO -Teocentrismo; - Feudalismo;

  • Slide 1
  • TROVADORISMO x HUMANISMO
  • Slide 2
  • Contexto Histrico TROVADORISMO -Teocentrismo; - Feudalismo;
  • Slide 3
  • TROVADORISMO x HUMANISMO Contexto Histrico TROVADORISMO Os historiadores costumam limitar o Trovadorismo entre os anos de 1189 (ou 1198?) e 1385. Mais importante que essas datas convencionais saber que o Trovadorismo corresponde primeira fase da histria portuguesa ao perodo da formao de Portugal como reino independente. Incio: 1189 (ou 1198? ) Provvel data da Cantiga da Ribeirinha, de Pai Soares de Taveirs. Supe-se que esta seja a mais antiga das composies conservadas nos cancioneiros. Outras cantigas disputam essa primazia. Trmino: 1385 Fim da dinastia de Borgonha
  • Slide 4
  • Catedral Gtica. 1815 Karl. F. Schinkel
  • Slide 5
  • TROVADORISMO x HUMANISMO Caractersticas TROVADORISMO - Poesia Cantada; - Regularidade formal; - Ritmo. - Poesias Lricas; (Cantiga de Amor e Amigo) - Poesias Satricas; (Cantigas de Escrnio e Mal-dizer)
  • Slide 6
  • TROVADORISMO x HUMANISMO Contexto Histrico HUMANISMO Incio: 1434 Ferno Lopes nomeado cronista-mor do Reino. Trmino: 1527 Francisco de S de Miranda inicia o Renascimento em Portugal.
  • Slide 7
  • A Criao de Ado Davi - Florena Davi - Michelangelo levou trs anos para concluir a escultura (comeou-a em 1501 e concluiu-a em 1504, revelando-a no dia 8 de setembro). A Criao de Ado um afresco de cm 280 cm x 570 cm, pintado por Michelangelo Buonarroti por volta de 1511, que figura no teto da Capela Sistina. A cena representa um episdio do Livro do Gnesis no qual Deus cria o primeiro homem: Ado.
  • Slide 8
  • TROVADORISMO x HUMANISMO Contexto Histrico HUMANISMO poca conturbada da histria portuguesa. - Desenvolvimento do comrcio sobretudo do comrcio martimo. - Formao do imprio colonial portugus: conquistas na frica e a descoberta do Brasil. No plano da cultura e da literatura 1) A lngua portuguesa firma-se como lngua independente. Lembre-se de que nos sculos anteriores falava-se o galego-portugus. 2) A lngua literria escrita desenvolve-se, diferenciando-se da lngua falada. 3) A prosa floresce, enquanto a poesia entra em declnio. 4) A corte torna-se o principal centro de produo cultural e literria graas ao fortalecimento da casa real. 5) Declnio das caractersticas medievais e prenncio do Renascimento. Abandono progressivo da mentalidade teocntrica.
  • Slide 9
  • TROVADORISMO x HUMANISMO Contexto Histrico HUMANISMO - Florescimento da prosa; declnio da poesia. - Manifestaes literrias: -Poesia palaciana -Prosa doutrinria -Historiografia -Teatro de Gil Vicente