TRAJETÓRIA PROFISSIONAL DE PROFESSORAS DO ENSINO · PDF file 2019-09-27 ·...

Click here to load reader

  • date post

    12-Jul-2020
  • Category

    Documents

  • view

    0
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of TRAJETÓRIA PROFISSIONAL DE PROFESSORAS DO ENSINO · PDF file 2019-09-27 ·...

  • UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

    INSTITUTO DE PSICOLOGIA

    Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde

    TRAJETÓRIA PROFISSIONAL DE PROFESSORAS DO ENSINO

    MÉDIO: SENTIDOS E USOS DE TECNOLOGIAS DIGITAIS NA

    SALA DE AULA

    Sandra Regina Santana Costa

    Brasília, abril de 2016

  • UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

    INSTITUTO DE PSICOLOGIA

    Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde

    TRAJETÓRIA PROFISSIONAL DE PROFESSORAS DO ENSINO

    MÉDIO: SENTIDOS E USOS DE TECNOLOGIAS DIGITAIS NA

    SALA DE AULA

    Sandra Regina Santana Costa

    Tese apresentada ao Instituto de Psicologia da

    Universidade de Brasília, como requisito parcial para a

    obtenção do título de Doutor em Processos de

    Desenvolvimento Humano e Saúde, área de

    concentração Desenvolvimento Humano e Educação.

    Orientadora: Profa. Drª. Regina Lúcia Sucupira Pedroza

    Brasília, abril de 2016

  • III

  • IV

    UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

    INSTITUTO DE PSICOLOGIA

    TESE DE DOUTORADO APROVADA PELA SEGUINTE BANCA EXAMINADORA:

    ______________________________________________________________________

    Prof.ª. Drª. Regina Lúcia Sucupira Pedroza – Presidente

    Universidade de Brasília – Instituto de Psicologia

    Prof.ª. Drª. Suely Scherer – Membro

    Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Faculdade de Educação

    ______________________________________________________________________

    Prof.ª. Drª. Norma Lucia Neris de Queiroz – Membro

    Universidade de Brasília – Universidade Aberta do Brasil - UAB

    Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal

    ______________________________________________________________________

    Prof.ª. Drª. Lucia Helena Cavasin Zabotto Pulino – Membro

    Universidade de Brasília – Instituto de Psicologia

    Prof.ª. Drª. Diva Albuquerque Maciel – Membro

    Universidade de Brasília – Instituto de Psicologia

    Prof.ª. Drª. Teresa Cristina Siqueira Cerqueira

    Universidade de Brasília – Faculdade de Educação

  • V

    Tudo é possível...

    Quando você tem Fé, quando você acredita numa força superior e

    numa força interior...

    Maestro João Carlos Martins (09/05/2012)

  • VI

    AGRADECIMENTOS

    Nenhum dever é mais importante do

    que a gratidão.

    (Cícero)

    A Deus, por conceder-me o presente da vida!

    Ao meu pai Geraldo Costa (in memoriam) e à minha mãe Alzira Maria Costa (in memoriam), pela

    educação a nós proporcionada com amorosidade e afetuosidade, com simplicidade e

    responsabilidade, com coragem e força, sinalizando caminhos que nos conduziram ao encontro

    de nossos objetivos de vida.

    A todos os componentes da minha família, pelo apoio e incentivo constantes nessa trajetória.

    À Profa. Dra. Regina Lúcia Sucupira Pedroza, Orientadora, pela prestimosa e cuidadosa atenção

    na condução desta tese, contribuindo de maneira singular para o seu desenvolvimento.

    Às professoras Drª. Norma Lucia Queiroz, Drª. Lucia Helena Cavasin Zabotto Pulino e Drª. Wilsa

    Maria Ramos, pelas valiosas contribuições no exame de qualificação.

    Às professoras da Banca Examinadora, composta por Drª. Suely Scherer, Dr. Norma Lucia Neris

    de Queiroz, Drª. Lucia Helena Cavasin Zabotto Pulino, Drª Diva Albuquerque Maciel e Dr. Teresa

    Cristina Siqueira Cerqueira, pelas inestimáveis contribuições.

    À Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal – SEEDF, pela concessão da licença

    afastamento para estudos durante o percurso de realização da tese.

    Às professoras do Ensino Médio na SEEDF, participantes da pesquisa, pela disponibilidade e

    atenção em colaborar com a realização deste estudo, pessoas generosas e profissionais

    extremamente dedicadas à função que exercem, além de afetuosas para com seus alunos. Vocês

    permitiram que esta pesquisa se concretizasse!

    Aos professores do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Humano e Saúde – PGPDS

    – Instituto de Psicologia (UnB) e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade

    de Brasília– PPGE (UnB), pelas contribuições durante o Curso de Doutorado, permitindo-me

    reflexões e análises cuidadosas ao longo do meu percurso de pesquisadora.

    À Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Humano e Saúde – PGPDS,

    em especial às secretárias Cláudia Freire e Maria dos Santos Resende.

    À amiga Emmila Di Paula, pelo convívio diário, pelas trocas de experiências pessoais e

    profissionais e pela amizade duradoura.

    À amiga Barbara Cristina Duqueviz, pelos incansáveis e prazerosos momentos de estudos e

    elaboração de trabalhos acadêmicos.

    À amiga Kalina Borba, pela valiosa colaboração junto aos contatos com os coordenadores dos

    NTE.

  • VII

    À Prof.ª. Ms. Cleia Nogueira, pela atenção e compreensão em indicar-me uma das professoras

    participantes da pesquisa.

    À amiga Dra. Paula Scherre, pela discussão de pontos relevantes para as reflexões deste estudo.

    Aos amigos(as) da Biodanza e do Deep Water Running, pelo carinho e apoio demonstrados em

    nossos encontros.

    À amiga Cecília Alcoforado, pelo carinho e profissionalismo em realizar a revisão textual desta

    tese.

    Ao amigo Dr. Evandro Faganello, pelo apoio profissional durante a fase de finalização deste

    estudo.

    E aos demais amigos e amigas, presentes em todos os momentos importantes de minha trajetória

    pessoal, profissional e acadêmica.

    Ao finalizar este estudo, vejo que aprender, ensinar e pesquisar são características que vivem

    presentes em cada um de nós. Não considero esta Tese como terminada, mas, sim, como um

    impulso para continuar a trilhar caminhos diferentes com mais indagações e com a perspectiva de

    conquistar outros espaços de estudos no ciclo de vida de professora, que sou.

    Gratidão a todos(as)!

  • VIII

    RESUMO

    Vivemos, hoje, em um mundo no qual o uso das tecnologias digitais se tornou complexo e ao

    mesmo tempo imprescindível em nossas vidas. O presente estudo teve como objetivo analisar a

    trajetória profissional de três professoras do Ensino Médio de uma escola da rede pública do

    Distrito Federal em relação ao uso de tecnologias digitais em sala de aula. E como objetivos

    específicos: conhecer o percurso de formação profissional das professoras participantes do

    estudo; analisar o sentido atribuído por elas ao uso das tecnologias digitais em suas práticas

    pedagógicas; e analisar as condições de trabalho docente e os recursos das tecnologias digitais

    disponíveis na escola e para as professoras participantes do estudo. Na revisão da literatura,

    buscamos discutir dois grandes eixos, tais como, a formação de professores e as tecnologias

    digitais, com vistas a estudar a complexidade do tema proposto e seus múltiplos desdobramentos.

    Optamos pela metodologia de abordagem qualitativa, uma vez que consideramos a mais adequada

    para responder aos objetivos deste estudo. Participaram três professoras de um Centro de Ensino

    Médio da rede pública da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal –SEEDF, de áreas

    distintas: Educação Física, Artes e Língua Portuguesa. Foi utilizado como instrumento de

    construção das informações uma entrevista individual semiestruturada com as participantes.

    Utilizamos, ainda, a análise interpretativa das informações construídas com as professoras, a partir

    de cinco categorias de análise. A pesquisa apresenta relevância científica e social, uma vez que a

    análise das informações e os resultados alcançados propiciaram reflexões para a formação docente

    no âmbito escolar. Os resultados evidenciaram que: (a) as professoras participantes relatam

    movimentos diferenciados de tornarem-se professoras; (b) de um modo geral, as professoras

    tiveram cursos de formação continuada oferecidos pela SEEDF. Já em relação à formação em

    tecnologias digitais foi mais rareada, especialmente para as professoras de Artes e de Língua

    Portuguesa. (c) Na opinião das participantes, o CEM oferece condições apropriadas de

    infraestrutura para receber os estudantes e desenvolver uma prática adequada, uma vez que conta

    com recursos tecnológicos (tablets, computadores, data shows, filmadora, smartphone,

    laboratório de informática, sistema de som, internet, entre outros) atualizados e condizentes com

    as necessidades do trabalho pedagógico. Os sentidos atribuídos ao uso das tecnologias digitais

    pelas professoras eram diferenciados. Para a professora de Educação Física, “tecnologia é vida”.

    “Ela (tecnologia digital) é importantíssima! Ela está dentro da vida da gente, não tem mais como

    sair dela não, nem eu pretendo sair.” Nesse caso, a tecnolog