Sociedades secretas-e-magia

Click here to load reader

  • date post

    27-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    610
  • download

    8

Embed Size (px)

Transcript of Sociedades secretas-e-magia

  • 1. SociedadesSecretas eMagiaMariano SoltysCatalogao

2. Sociedades Secretas e MagiaSOLTYS, Mariano. Sociedades Secretas eMagia: Mstica e Ocultismo. So Paulo: Dracaena,2013.Prefcio2 3. Sociedades Secretas e MagiaAqui nessa obra proponho mais uma vez umenfoque avanado das Sociedades Secretas, maispelos seus estudos e doutrinas. Comeo porensinamentos mst icos do rosacrucianismo, depoisfalo da moral da magia, com suas doutrinas devirtudes e demais conceitos, como a questo dotalism e da alquimia. Tambm falo de temas maisespecficos, como algumas Sociedades Secretas, aSociedade Teosfica, a Gnose, a Maonaria, aRosacruz e outras, bem como aquelas que tratammais de magia em especfico, como a AstrumArgentum e a Ordo Templi Orientis, com definiesespecficas e como deve ser o caminho da iniciao,suas cobranas, a vida mesma da senda ocultista oumstica. Doutrinas como a cabala e numerologiaesto bem presentes, bem como segredos doocultismo tradicional, no que tange a fenmenosespirituais. Ademais, aqui h muito das doutrinasdas vias de mo esquerda, do conhecimento da viaobscura, como doutrinas luciferianas, ainda poucodivulgadas. Sociedades Secretas e Magia uma obranica e para quem deseja ir alm e ser iluminadonos conhecimentos mais secretos. Boa leitura.Sumrio3 4. Sociedades Secretas e MagiaReflexes Msticas .................................................... 06Magia e Moral ............................................................ 47De onde viemos e para onde vamos ................... 50Virtudes celestes e moral ......................................53Nmeros mgickos ................................................56Assinatura simblica no corpo.............................59Possveis adaptaes do talism ..........................62Magnetismo moral .................................................66Alquimia moral ......................................................69Temas Ocultistas ..................................................... 73Bruxaria ................................................................... 74Teosofia ................................................................... 77Demnios ................................................................ 79Bom e mau agouro ..................................................81Meditao ................................................................82Mito ..........................................................................83Hermetismo .......................................................... 864 5. Sociedades Secretas e MagiaSistemas de magia.................................................88Maonaria.............................................................. 90Rosacruz ................................................................ 92Exerccios msticos e espirituais..........................94Mtodos de defesa mgicka ................................98Bafom um hierglifo ....................................... 101Iniciao e comprometimento ............................ 103O dirio mgicko.................................................. 107O mstico e iniciado atual ................................... 113Gnose: um conhecimento superior.................... 118Drago, serpente e kundalini ............................. 122Esprito Santo........................................................ 1245 6. Sociedades Secretas e MagiaReflexes MsticasPensamentos rosacruzesA origem de tudo est no Csmico, que operaatravs de leis, inclusive estando Este sujeito as suas6 7. Sociedades Secretas e Magiaprprias leis. Est em todo o lugar, energia de vidae Dele que surge o Esprito que sustenta a matria.Parece que sempre entendi a vida como uma parcelade existncia maior, da de no incio acreditar naressurreio, depois em conjunto a reencarnao depersonalidades-alma. No vejo as doutrinas dereencarnao e ressurreio como indissociveis.Uma, a reencarnao justamente a preparaopara a outra, a ressurreio.H uma energia, a que os orientais compreendemmelhor, sendo fonte e manuteno da vitalidade eda sade. Sons vocais e certas posturas corporais,bem como toques especficos no corpo ajudam afluir essa energia.Muitas vezes o Todo est presente mesmo quepreconceitos sociais O afaste de certas pessoas, pelaforma como se julga certos valores morais, oumesmo pelos costumes de certa poca histrica.7 8. Sociedades Secretas e MagiaDevemos nos precaver de ao aplicar leis positivadasem cdigos humanos, de forma a ter sempre emconta as leis naturais e csmicas que nos governamdesde sempre e para a nossa evoluo espiritual,para assim trilharmos de forma mais harmoniosa aescola da vida.No discurso que faz a opinio popular vemos quenem sempre h um compromisso com o progresso ea verdade, sendo muitas vezes erros e promessasvazios edificados a fim de garantir o poder temporale apenas material, de forma vitalcia e em troca defavores que no se baseiam na tica. A lei dasobrevivncia assim faz a astcia sua melhor armana polt ica separada de propsitos evolutivos eespirituais.Em muitos livros h a sabedoria legtima, apesar determos mais sintonia com a Bblia. Contudo, no sepode alegar superioridade de um livro sagrado a8 9. Sociedades Secretas e Magiaoutro, sem ao menos conhecer todos e a Unidade dapalavra dos msticos e iluminados de todos ostempos, uma vez que estes sempre estiveram almde qualquer tempo, o qual arbitrrio. Achar que omundo ou tudo o que existe apenas o queconhecemos em nossa conscincia tridimensionallimita o nosso contato com a Conscincia Csmica, ecom a permanncia dessas verdades quetranscendem os livros.O mstico deve ver algo divino onde o materialistano v, sob pena de ser mais um que concebe arealidade total como a matria e algo limitado aneurnios e a um corpo fsico perecvel e sentidosilusrios. Tem para tanto de buscar a fora superiore espiritual, que eterna e imutvel.Lembro que quando era criana era comum sabercontar at dez, ou em brincadeiras isso ser exigidopara participar. Nesse passo, tal verdade dosinocentes era tudo o que os pitagricos buscavamconhecer, pois contar at dez traduzir o Divino.No a toa que Yeheshua, O Grande Arquiteto do9 10. Sociedades Secretas e MagiaUniverso (Jesus o Cristo) disse que para entrar noReino dos Cus se deve antes se tornar semelhanteao pequenino (semelhante a criana). anti-cient fico e at imoral falar de algo que no seconhece profundamente. Assim se procedeatualmente em relao s sociedades de iniciao,muitas que sempre trabalharam pelo bem dahumanidade e pelo Divino, que so acusadas dosmaiores absurdos, impropriamente. Julgadas semqualquer fundamento de conspirao mundial oudemonacas, sem qualquer prova. No que noexistam tais ordens de forma ainda mais secreta,mas no se deve de forma alguma confundir as lojasbrancas a que conhecemos com aquelas que sedesviam do caminho. Separar o joio do trigo necessrio, e grande parte do material queconhecemos vem de fontes de segunda mo eoriginrias de fices e romances absurdos, cujosautores admitem at as invenes.Percebo que na interpretao de certos smbolostradicionais ligados aos mistrios ou mesmo10 11. Sociedades Secretas e Magiapresentes em religies muito antigas, usa-se determos mesquinhos e leva-se a interpretaoerrnea de dualismo, onde a diferena vista comomaligna e sem funo ou equilbrio. Para tanto,figuras como o hexagrama e o pentagramaperderam em muito seu significado original, e aindaforam injustamente acusados de diablicos e coisasdo gnero, mesmo um smbolo egpcio como o olhoque tudo v sugerido como propriedade de umaou outra ordem, quando egpcio e apenas significaonipresena de Deus. A treva medieval, a ignornciapersiste e d seus passos de regresso na mente dosmais fant icos e conspiradores de planto.De todo o material srio de ocultismo que se podepesquisar, a maioria se trata de coisas positivas eboas, para a evoluo do ser humano e dahumanidade. Somente fundamentalistas, emdiversos segmentos religiosos, e quem mesmodesconhece a antiga sabedoria (muita dela presentena Bblia e outros livros sagrados), poderia separ-ladas suas vises ou mesmo do que ensinavam osmestres, os quais parecem em todo o mundo dizeralgo parecido, e o mstico sempre encontra umponto comum e equilibra as diferenas naturais,11 12. Sociedades Secretas e Magiasem contudo deixar de crer no que cr. medida que o ser humano se tornou maistolerante e compreendeu outros modos de ver omundo, tambm deixou de seguir dogmatismosantes seguidos cegamente, procurando mais umcontato direto com a sua busca espiritual, sendo omstico algum que se contenta mesmo porexperimentar, no por apenas ouvir falar. Cadaescola tem os seus princpios, porm em comum ha busca do bem maior e da iluminao.Certos segredos existem mesmo como poder ousuperao em relao a limitaes corporais, e ofaquir e outros so exemplos. Porm a nossa vidamoderna e capitalista se distancia tanto destaentrega, ou da entrega do santo ou sadu, quebuscamos apenas formas simples de acreditar oucrer, acontecendo milagres que podem mesmopassar despercebidos, ou poderes que mesmodespertos ficam no inconsciente de nossacompreenso.12 13. Sociedades Secretas e MagiaVivemos no mundo, apesar de muitos de ns nosvermos um tanto solitrios. Talvez a nossabioenergia de espiritualistas e busca deconhecimentos esotricos nos coloque em contatocom pessoas do mesmo plano vibracional, que soraras, no devendo isso provocar preocupao.Mesmo se um jovem mstico entrar em umabalada, ele percebe que os sons e as cores alicont idos tem seu significado oculto, assim comotoda a natureza e acontecimentos so para eleensinamentos de uma ordem elevada. A solidoaparente vem no deserto da sabedoria, premiadaum dia com o osis da experincia mstica.Conheo diversas cincias antigas e ocultas,algumas at oraculares. Contudo, desde a minhaprimeira obra sobre a moral (Axiologia), entendiapenas possvel prever o destino, que difere dofuturo, e isso pela vontade do Csmico. comotrilhar um caminho planejado e mudar de plano nametade do trajeto, ou mesmo desistir de trilh-lo.Vejo assim com desconfiana qualquer previsopara o futuro de forma f