Schulte Kohler Neide - Godoy Ilma COMPLETO · PDF fileNeide Köhler Schulte Ilma Godoy (*)...

Click here to load reader

  • date post

    21-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    222
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Schulte Kohler Neide - Godoy Ilma COMPLETO · PDF fileNeide Köhler Schulte Ilma Godoy (*)...

  • AS DIMENSES DA SUSTENTABILIDADE APLICADAS EM PRODUTOS SLOW

    FASHION

    Neide Khler Schulte

    Ilma Godoy (*)

    Resumo

    O propsito deste artigo apresentar os resultados do Programa de Extenso Ecomoda

    UDESC e da pesquisa em conjunto com o Museu da UFSC e a Ong ALICE. O grupo

    trabalhou no resgate da renda de bilro, artesanato tpico da Ilha de Santa Catarina,

    acompanhou a capacitao das rendeiras, apresentou alternativas de aplicao das rendas

    em outros produtos e criou diversas peas como: roupas, acessrios, objetos de decorao e

    obras artsticas. O projeto foi selecionado para o 1 Paraty Ecofashion que acontece em

    agosto de 2011, em Paraty-RJ, onde sero apresentados os resultados oralmente, em

    exposio e desfile. A proposta que norteou o trabalho foram as dimenses: social,

    ambiental e cultural para a sustentabilidade. As peas foram desenvolvidas com fios e

    tecidos de algodo orgnico e reciclado. O trabalho teve a participao de professores,

    alunos, artesos e demais pessoas da comunidade que aplicaram o seu saber em peas

    exclusivas numa perspectiva da slow fashion que tambm sero expostas no Museu da

    UFSC que ser inaugurado em 2012.

    Palavras chave: sustentabilidade; ecomoda; slow fashion.

    Abstract

    The purpose of this article is to present the results of the extension program Ecofashion

    UDESC and the researc, in partnership with UFSC Museum and the ONG Alice. The

    group worked in the recovery of the Bobbin Lace, a traditional craft from Florianpolis, an

    island in the state of Santa Catarina- Brazil, followed the training of the craftswomen, and

    presented alternatives in the application of the Bobbin Lace in other products, such as:

    apparel, accessories, decorative objects and artistic works. The project was selected for the

    first ParatyEcofashion, which will take place in August in the town of Paraty-RJ, where it

    will be presented the results orally, in an exhibition and in a fashion show. The proposal that

    guided this project was the social, environmental and cultural dimensions for the

  • sustainability. The pieces were developed with organic cotton and recycled yarns and

    fabrics. The project had collaborators such as professors, students, artisans and the

    community, who applied their knowledge in creating exclusive pieces in a slow-fashion

    perspective, whichwill be exhibit in the inauguration of the UFSC Museum in 2012.

    Keywords: Sustainability, Ecofashion, Slow Fashion

    1 Introduo

    Reciclar, reutilizar, reaproveitar, customizar. So conceitos cada vez mais presentes no

    cotidiano dos profissionais envolvidos com o mundo da moda, e que de certa forma, esto

    presentes tambm em toda a sociedade. Cada vez mais os consumidores de diversas esferas

    sociais no Brasil esto se preocupando com o que utilizam, levando em considerao em

    sua deciso de compra, questes scio-ambientais. Estamos vivenciando momentos de

    grandes mudanas climticas, que geram grandes prejuzos, alm da degradao do planeta

    em funo do grande acmulo de resduos e poluentes. Todos esses fatores vm

    dificultando a vida no planeta Terra.

    O designer destes novos tempos, alm de possuir a tarefa de criar colees vendveis e

    imagens do que poder ser usado na prxima estao, gradativamente precisa conscientizar

    seus clientes e consumidores acerca da gravidade que envolve as questes ambientais e o

    consumismo na atualidade. Segundo Papanek (1997, p.14), o

    (...) designer tem sido sempre (...) um professor, estando em posio de informar e

    influenciar o cliente. Com a atual confuso ambiental ainda mais importante que

    ajudemos a orientar a interveno do design, de modo que seja natural e humana. Temos de

    alargar nossas prprias reas de conhecimento, e simultaneamente reorientar os nossos

    modos de trabalhar.

    Com o objetivo de investigar e propor um novo direcionamento para os produtos do

    vesturio o foi criado em 2005 o Programa de Extenso EcoModa UDESC, a partir do

    convite feito por Marly Winckler, presidente da SVB Sociedade Vegetariana Brasileira

    organizadora do 36 Congresso Mundial de Vegetarianismo, em 2004, para participar do

    evento com um desfile. Para o evento foi desenvolvido o projeto de extenso Coleo de

  • Moda para o 1 Veg Fashion, coordenado pelos professores Lucas da Rosa e Neide

    Schulte. O evento foi realizado em Florianpolis, no Hotel Resort Costo do Santinho, no

    perodo de 08 a 12 de novembro de 2004.

    Desde ento o Programa de Extenso EcoModa vem se destacando atravs de seus projetos,

    como um grande difusor dos conceitos de produo sustentvel e do consumo consciente na

    rea da Moda.

    O presente artigo pretende relatar as experincias de trabalho do Programa de Extenso

    EcoModa UDESC com rendas de bilro, artesanato tpico da cultura aoriana na Grande

    Florianpolis. A coleo de roupas Primavera Silenciosa, apresentada em novembro de

    2010, na Universit degli Studi di Firenze, Itlia, foi o primeiro trabalho com utilizao

    rendas de bilro nas roupas. O segundo trabalho ser apresentado no Paraty Ecofashion em

    agosto de 2011. O diferencial em relao ao primeiro trabalho so as rendas feitas com fio

    de algodo orgnico e com algodo reciclado.

    2. Ecodesign e sustentabilidade ambiental

    2.1. Ecodesign

    Segundo Traversim (2005, p. 1), o termo ecodesign: uma juno entre a palavra grega

    eco, que significa casa, e a palavra inglesa design, que quer dizer planejar,

    desenhar. Resumindo, o ecodesign prope um casamento entre a natureza e a tecnologia,

    tendo a ecologia como base. Os materiais devem ser escolhidos levando em considerao

    sua toxicidade, abundncia na natureza e possibilidade de regenerao ou reciclagem.

    Como a moda uma das indstrias de maior alcance nas camadas sociais e tambm a que

    tem um dos maiores ndices de poluio em toda sua cadeia produtiva, os designers de

    moda precisam considerar as questes ambientais em suas criaes em todo processo

    produtivo, utilizando tecidos ecolgicos, evitando os sintticos e as peles. Os consumidores

    esto buscando cada vez mais por inovaes e por produtos menos poluentes.

    2.2. Sustentabilidade ambiental

    O conceito de sustentabilidade ambiental foi criado no incio da dcada de 70, na

    Conferncia das Naes Unidas sobre o Meio Ambiente, para sugerir que era possvel

    conseguir um crescimento econmico e a industrializao sem destruir o meio ambiente. O

  • modelo proposto para o desenvolvimento sustentvel foi uma tentativa para harmonizar o

    desenvolvimento humano com os limites da natureza.

    Na viso de Vezzoli (2005, p.27), as aes humanas para serem consideradas sustentveis

    devem atender aos seguintes requisitos: a) basear-se fundamentalmente em recursos

    renovveis e, ao mesmo tempo, otimizar o emprego dos recursos no renovveis

    (compreendidos como ar, gua e o territrio); b) no acumular lixo que o ecossistema no

    seja capaz de reutilizar (isto , fazer retornar as substncias minerais orgnicas, e, no

    menos importante, as suas concentraes originais); c) agir de modo com que cada

    indivduo e cada comunidade das sociedades ricas permanea nos limites de seu espao

    ambiental, bem como que cada indivduo e cada comunidade das sociedades pobres possa

    efetivamente gozar do espao ambiental ao qual potencialmente tem direito.

    O grande interesse pela questo ambiental atravs de encontros, trabalhos acadmicos e

    reunies envolvendo naes de todo o mundo demonstra uma crescente preocupao na

    utilizao dos recursos da Terra e, apesar de todo o reconhecimento da importncia de um

    desenvolvimento compatvel com os ciclos naturais, caminha-se para um futuro que desafia

    qualquer noo de desenvolvimento sustentvel, e de respeito natureza.

    Diante de uma crescente necessidade de mais e mais produtos diferenciados no mercado,

    observa-se hoje, a grande preocupao, sobretudo na questo do gerenciamento ambiental

    adequado na conservao dos recursos naturais para futuras utilizaes (e geraes).

    2 Colees ecomoda com rendas de bilro

    2.1 Coleo Primavera Silenciosa

    Partindo dos conceitos de ecodesign e sustentabilidade ambiental, a coleo Primavera

    Silenciosa homenageia a biloga Rachel Carson, considerada pelo jornal britnico The

    Guardian, em 2006, como a pessoa que mais contribuiu para a defesa do meio ambiente

    natural em todos os tempos. Com sua obra Primavera Silenciosa, publicada em 1962,

    Carson inicia uma verdadeira revoluo em defesa do meio ambiente natural,

    desencadeando investigaes sobre os danos dos inseticidas e outros produtos qumicos

    sade humana e para as demais formas de vida. Contudo, a indstria qumica

    multimilionria gastou milhares de dlares para difamar sua pesquisa e seu carter. Por ser

    cientista, sem doutorado, mulher, amante de pssaros e coelhos, ter gatos, ser solteira aos

  • 54 anos, foi considerada uma histrica cuja viso alarmista do futuro podia ser ignorada ou,

    caso necessrio, silenciada.

    Figura 1 Rachel Carson Fonte:

    http://clinton2.nara.gov/WH/EOP/OVP/24hours/carson.html

    Rachel, ao mesmo tempo, lutava contra um inimigo mais poderoso do que a indignao das

    corporaes: um cncer no seio que evoluiu rapidamente para uma metstase. Ela deixou o

    alerta de que a humanidade parece estar se envolvendo cada vez mais em experincias de

    destruio de si prpria e de seu mundo.

    Processo da criao e produo

    Com a colaborao de alunos da