Programa das Disciplinas -...

of 15 /15
*Primeiro Termo de Retificação do Edital do Vestibular 2013-1. PROGRAMA DAS DISCIPLINAS PROVA OBJETIVA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Compreensão e uso adequado da língua Construção de diferentes discursos Respeito às variações lingüísticas Conhecimento lingüístico Produção textual Atitude de pesquisa Uso da tecnologia Desmitificação da mídia CONTEÚDOS Compreensão e Interpretação de Texto(s) Aspectos lingüísticos Literatura Brasileira Obras e Autores (ver quadro abaixo) AUTOR OBRA EDITORA 1. Mário de Andrade Amar, verbo intransitivo Editora Agir 2. Nelson Rodrigues Beijo no Asfalto Nova Fronteira 3. Jorge Amado Capitães da Areia Companhia das Letras 4. Silveira de Souza Ecos no Porão – volume 2 Editora da UFSC Acervo digital da Editora da UFSC 5. Guido Wilmar Sassi Geração do Deserto Editora Movimento OBSERVAÇÕES 1. É fundamental a leitura integral da obra. 2. Faz-se necessário o conhecimento sobre o contexto social, cultural, histórico e estético das obras relacionadas. 3. A leitura reflexiva dessas obras desenvolve a capacidade de análise, interpretação de textos e a identificação das características dos diversos gêneros literários.

Embed Size (px)

Transcript of Programa das Disciplinas -...

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

    PROVA OBJETIVA

    LNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Compreenso e uso adequado da lngua

    Construo de diferentes discursos

    Respeito s variaes lingsticas

    Conhecimento lingstico

    Produo textual

    Atitude de pesquisa

    Uso da tecnologia

    Desmitificao da mdia CONTEDOS Compreenso e Interpretao de Texto(s) Aspectos lingsticos Literatura Brasileira Obras e Autores (ver quadro abaixo)

    AUTOR OBRA EDITORA

    1. Mrio de Andrade Amar, verbo

    intransitivo Editora Agir

    2. Nelson Rodrigues Beijo no Asfalto Nova Fronteira

    3. Jorge Amado Capites da Areia Companhia das Letras

    4. Silveira de Souza Ecos no Poro volume

    2

    Editora da UFSC

    Acervo digital da

    Editora da UFSC

    5. Guido Wilmar Sassi Gerao do Deserto Editora Movimento

    OBSERVAES 1. fundamental a leitura integral da obra. 2. Faz-se necessrio o conhecimento sobre o contexto social, cultural, histrico e esttico das obras

    relacionadas. 3. A leitura reflexiva dessas obras desenvolve a capacidade de anlise, interpretao de textos e a identificao

    das caractersticas dos diversos gneros literrios.

    http://www.editora.ufsc.br/http://www.editora.ufsc.br/

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    LNGUA ESTRANGEIRA INGLS OU ESPANHOL

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Identificao de tipos de textos

    Utilizao de estratgias para identificar informaes especficas e para obter o significado geral do texto

    Reconhecimento de temas centrais e secundrios

    Identificao de idias desenvolvidas nos textos e as relaes existentes entre elas

    Reconhecimento de palavras-chave

    Utilizao de informaes visuais que auxiliem na compreenso textual

    Correlao de palavras e expresses com sentido equivalente na lngua estrangeira

    Reconhecimento de palavras e expresses equivalentes entre a lngua estrangeira e a lngua portuguesa

    Identificao de elementos de referncia, dentro de um mesmo texto

    Leitura detalhada, buscando chegar a concluses lgicas

    Associao informaes, visando complementao de textos

    Conhecimento da estrutura gramatical da lngua estrangeira que propicie a compreenso dos textos utilizados na prova

    FSICA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Problematizao de fatos e fenmenos

    Aplicao das Leis da Fsica no cotidiano

    Quantificao de grandezas

    Busca de regularidade

    Interveno na realidade

    CONTEDOS

    Mecnica (Grandezas fsicas e medidas; Cinemtica; As leis de Newton; Conservao da Energia; Conservao da Quantidade do Movimento; Gravitao Universal; Hidrosttica).

    Termologia (Temperatura e Dilatao; Comportamento dos Gases; Leis da Termodinmica; Mudanas de Fase).

    tica e Ondas (tica geomtrica; Movimento ondulatrio; Ondas sonoras). Eletricidade e Eletromagnetismo (Carga eltrica; Campo Eltrico; Potencial Eltrico; Capacitores; Corrente

    Eltrica; Circuitos eltricos; Campo Magntico; Induo Eletromagntica Ondas eletromagnticas). Noes de Fsica Moderna (Limites da Mecnica Clssica; Princpios da Mecnica Relativstica; Efeito

    fotoeltrico; Dualidade onda-partcula).

    MATEMTICA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Leitura e representao

    Organizao, investigao e resoluo

    Contextualizao

    CONTEDOS

    Conjuntos Razes e Propores Relaes, Funes, Equaes e Inequaes Progresses Anlise Combinatria Matrizes, Determinantes e Sistemas Lineares Polinmios e Equaes Algbricas Geometria Plana Geometria Espacial

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    Geometria Analtica

    QUMICA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Historicidade/tica

    Cincia/tecnologia/pesquisa

    Contextualizao/prtica

    CONTEDOS Introduo Estrutura Atmica Classificao Peridica dos Elementos Ligaes Qumicas Leis Peridicas Estados Fsicos e Estrutura da Matria Equaes e Reaes Solues Funes Qumicas Propriedades Coligativas Eletroqumica Termoqumica Cintica Qumica e Equilbrios Qumicos Equilbrio Inico Qumica Orgnica A Qumica Aplicada e o Meio Ambiente

    BIOLOGIA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Promoo da sade individual e coletiva

    Comportamento investigativo

    Interao do ser humano no ambiente

    Viso ecolgica

    Compreender a contnua transformao da vida

    Compreender as diferentes tecnologias e suas ticas

    CONTEDOS A investigao nas cincias biolgicas Caractersticas dos seres vivos e sua diversidade Biologia Celular Citologia Reproduo e Desenvolvimento dos seres vivos Histologia Tecidos animais e vegetais/caractersticas e funes Gentica Origem da Vida e Evoluo Seres Vivos (Classificao, morfologia e fisiologia dos diferentes grupos) Ecologia Sade e Higiene

    GEOGRAFIA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Compreenso da linguagem cartogrfica

    Contextualizao scio-espacial

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    Interao/ao

    CONTEDOS O Globo Terrestre e a Situao Geogrfica do Brasil e de Santa Catarina A Dinmica da Natureza e sua Importncia na Organizao do Espao A Formao Econmico-Social e Espacial do Brasil e de Santa Catarina (Aspectos naturais; Aspectos

    humanos; Atividades econmicas). O Espao Mundial Contemporneo (Os plos de poder na economia globalizada; As regies perifricas:

    Amrica Latina, frica e sia; As recentes mudanas no mundo atual). O Desenvolvimento e a Questo Ambiental

    HISTRIA

    COMPETNCIAS E HABILIDADES

    Ser humano situado no tempo e no espao

    Ser humano sujeito da histria

    Ser humano cultural e social

    Ser humano e as diferentes linguagens

    CONTEDOS

    Civilizaes da sia, Europa e frica Civilizaes da Amrica Brasil e Santa Catarina

    HISTRIA E GEOGRAFIA DE SANTA CATARINA

    CONTEDOS A OCUPAO, EXPLORAO E POVOAMENTO DO TERRITRIO CATARINENSE

    Os primeiros contatos dos europeus com os indgenas O reconhecimento e povoamento do litoral e do planalto As imigraes e migraes: colonizaes - estabelecimento e expanso ECONOMIA, POLTICA, QUADRO SOCIAL.

    A histria poltica e administrativa em Santa Catarina - da colonizao Repblica A escravido e o preconceito A configurao de um novo espao econmico, poltico e social no sculo XIX A evoluo econmica-social: de subsistncia subsidiria; o rural e o urbano; a industrializao; poltica de

    urbanizao e a modernidade Os movimentos e rebelies poltico-sociais - sculo XIX e XX Os impactos da 1 Grande Guerra, do Estado Novo e da 2 Grande Guerra em Santa Catarina O modelo catarinense de desenvolvimento. Planos de Governo A definio do territrio e a atualidade catarinense - Santa Catarina nas ltimas dcadas AS REGIES GEOECONMICAS DE SANTA CATARINA FORMAO, CARACTERIZAO, DELIMITAO, LOCALIZAO, ABRANGNCIA, ATIVIDADES

    A regio Sul O planalto O Vale do Itaja A regio de Florianpolis A regio Nordeste O ESPAO CATARINENSE

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    Dinmica populacional: colonizao, migraes, grupos tnicos, distribuio por sexo, faixa etria, atividades econmicas, ocupao

    Estrutura urbana: crescimento e dinmica das cidades no Estado A produo artesanal e manufatureira no Estado O comrcio e servios: oferta, distribuio e abrangncias A indstria: caracterizao, fomento, aspectos econmicos, sociais e polticos O turismo: sustentvel e predatrio; turismo como atividade econmica no Estado A agricultura e a questo agrria em Santa Catarina: o debate sobre a questo agrria, os problemas

    agrrios em Santa Catarina, a agricultura e o meio ambiente A pesca em Santa Catarina: artesanal e industrial Comunicao e transportes O Mercosul: as iniciativas de integrao e as contradies do Mercosul O MEIO AMBIENTE CATARINENSE

    Os conjuntos das paisagens naturais catarinenses: os aspectos fsicos (relevo, vegetao, clima, hidrografia) As transformaes do meio ambiente: uso do solo, manejo, industrializao, urbanizao, fronteiras

    agrcolas. Os grandes problemas ambientais: poluio, desmatamento, cheias, manejo, violncia, misria, fome, gua. A ARTE E CULTURA CATARINENSE: SCULOS XIX E XX

    Os movimentos artsticos e literrios em Santa Catarina A educao em Santa Catarina Tendncias e impasses contemporneos

    PROVA DE REDAO

    REDAO

    O Candidato ao desenvolver sua redao precisar ser capaz de demonstrar habilidade na produo de textos, construindo uma dissertao que atenda ao tema proposto e apresente:

    Fluncia, clareza, coerncia e coeso lingstica;

    Idias organizadas e em seqncia lgica e coerente;

    Argumentos encadeados de forma coesa;

    Relao entre os temos da orao e entre as oraes no perodo;

    Paragrafao correta;

    Respeito s normas gramaticais e ortogrficas em vigor; pontuao adequada;

    Aplicao de conceitos das vrias reas de conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto.

    O CANDIDATO DEVER AINDA:

    Observar o limite mnimo de 20 (vinte) linhas e o mximo de 30 (trinta) linhas;

    Utilizar caneta esferogrfica fabricada em material transparente com tinta na cor azul ou preta;

    Escrever com letra legvel;

    Evitar rasuras, espaos vagos entre palavras e linhas em branco entre os pargrafos;

    Dar um ttulo ao texto.

    PROVA PRTICA DE HABILIDADE ESPEFFICA

    CURSO: ARTES VISUAIS (LICENCIATURA E BACHARELADO)

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    DESENHO DE OBSERVAO

    CONTEDOS

    Memorizao e interpretao

    Noes sobre o processo de viso

    Fatores representativos no desenho: volume, expressividade

    Criao O candidato dever portar, para a realizao da prova de conhecimento especfico, os seguintes materiais: 01 (um) lpis HB 01 (um) lpis 6B 01 (uma) borracha plstica branca 01 (um) apontador

    canetas esferogrficas fabricada em material transparente com tinta na cor azul ou preta; INDICAO BIBLIOGRFICA

    01. EDWARDS, Betty. Desenhando com o lado direito do crebro. Ediouro, Rio de Janeiro, 2000. 02. WONG, Wucius. Princpios de Forma e Desenho. So Paulo: Martins Fontes, 1998.

    CURSO: MSICA (LICENCIATURA)

    Prova de Habilidade Especfica* CONTEDOS PROVA OBJETIVA (DE MLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E)

    I - Alturas musicais Grafia e reconhecimento em partitura dos nomes das notas; sinais de alterao; enarmonia; Transposio (transposio por intervalos, transposio de tonalidade) II - Valores de ritmo, andamento e sinais de interpretao Grafia e reconhecimento das figuras de notao musical; Compassos simples e compostos; Sinais de tempo e/ou movimento; Sinais de interpretao e/ou fraseado; Sinais de ornamentao; Sinais de repetio e abreviatura III - Intervalos Montagem, reconhecimento, qualificao e inverso de intervalos em partitura IV - Escalas e Armaduras de Clave Montagem e reconhecimento em partitura de escalas maiores, menores, relativas, homnimas, enarmnicas; nomes dos graus das escalas maiores e menores, armaduras de clave maior e menor diagramadas no ciclo de quintas; modos diatnicos; srie harmnica V - Acordes, harmonia e princpios de conduo de vozes Montagem e reconhecimento de acordes em partitura e cifras; trades; ttrades; inverso de acordes; campo harmnico; modulao; cadncias; Encadeamento de acordes na escrita para 4 vozes; Grafia e reconhecimento da notao em graus e cifras, smbolos bsicos de inverso e baixo cifrado; Anlise harmnica

    LEITURA MUSICAL

    Execuo de frases rtmicas primeira vista.

    Entoao meldica primeira vista (solfejo)

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    EXECUO INSTRUMENTAL E/OU VOCAL

    Executar uma pea de livre escolha em seu instrumento ou voz, com durao total mxima de 05 minutos.

    INDICAO BIBLIOGRFICA

    BENNETT, Roy. Como Ler uma partitura. 1990. Jorge Zahar

    BENNETT, Roy. Elementos bsicos da msica. 1998. Jorge Zahar

    BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princpios de harmonia funcional. So Paulo: Annablume, 2006.

    CHEDIAK, Almir. Harmonia & Improvisao. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1991.

    HINDEMITH, Paul. . So Paulo: Irms Vitale, 1998.

    GUEST, Ian. Harmonia, mtodo prtico. v. 1. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.

    LACERDA, Osvaldo. Compndio de Teoria Elementar de Msica. So Paulo: Ricordi, 1966.

    LIMA, Marisa Ramires Rosa de. Harmonia: uma abordagem prtica. So Paulo: edio do autor, 2008.

    MED, Bohumil. Teoria da msica. Braslia: Musimed, 1996.

    CURSO: MSICA (BACHARELADO) OPES: PIANO

    Prova de Habilidade Especfica CONTEDOS

    PROVA OBJETIVA (DE MLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E)

    I - Alturas musicais Grafia e reconhecimento em partitura dos nomes das notas; sinais de alterao; enarmonia; Transposio (transposio por intervalos, transposio de tonalidade) II - Valores de ritmo, andamento e sinais de interpretao Grafia e reconhecimento das figuras de notao musical; Compassos simples e compostos; Sinais de tempo e/ou movimento; Sinais de interpretao e/ou fraseado; Sinais de ornamentao; Sinais de repetio e abreviatura III - Intervalos Montagem, reconhecimento, qualificao e inverso de intervalos em partitura IV - Escalas e Armaduras de Clave Montagem e reconhecimento em partitura de escalas maiores, menores, relativas,

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    homnimas, enarmnicas; nomes dos graus das escalas maiores e menores, armaduras de clave maior e menor diagramadas no ciclo de quintas; modos diatnicos; srie harmnica V - Acordes, harmonia e princpios de conduo de vozes Montagem e reconhecimento de acordes em partitura e cifras; trades; ttrades; inverso de acordes; campo harmnico; modulao; cadncias; Encadeamento de acordes na escrita para 4 vozes; Grafia e reconhecimento da notao em graus e cifras, smbolos bsicos de inverso e baixo cifrado; Anlise harmnica

    LEITURA MUSICAL

    Execuo de frases rtmicas primeira vista.

    Entoao meldica primeira vista (solfejo) EXECUO MUSICAL

    (a) Sonata: um movimento em andamento rpido; (b) Uma pea de compositor brasileiro; (c) Uma pea de livre escolha; (d) Uma pea de confronto; (e) Leitura primeira vista de uma obra original para piano selecionada pela banca examinadora.

    INDICAO BIBLIOGRFICA

    BENNETT, Roy. Como Ler uma partitura. 1990. Jorge Zahar

    BENNETT, Roy. Elementos bsicos da msica. 1998. Jorge Zahar

    BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princpios de harmonia funcional. So Paulo: Annablume, 2006.

    CHEDIAK, Almir. Harmonia & Improvisao. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1991.

    HINDEMITH, Paul. Curso condensado de harmonia tradicion . So Paulo: Irms Vitale, 1998.

    GUEST, Ian. Harmonia, mtodo prtico. v. 1. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.

    LACERDA, Osvaldo. Compndio de Teoria Elementar de Msica. So Paulo: Ricordi, 1966.

    LIMA, Marisa Ramires Rosa de. Harmonia: uma abordagem prtica. So Paulo: edio do autor, 2008.

    MED, Bohumil. Teoria da msica. Braslia: Musimed, 1996.

    A pea de confronto ser fornecida no ato da inscrio. O tempo de durao das peas juntas, no dever ultrapassar 15 minutos. Por ocasio da prova, o candidato dever entregar banca examinadora duas cpias de cada pea a ser executada. As cpias sero devolvidas ao final da prova. A banca poder interromper o candidato a qualquer momento caso julgue conveniente. A banca poder argir o candidato sobre o repertrio e sua experincia musical. Cada candidato ao Bacharelado deve preencher formulrio (modelo abaixo) e apresentar no dia da prova de prtica instrumental.

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    CURSO: MSICA (BACHARELADO) OPO: VIOLO

    Prova de Habilidade Especfica CONTEDOS PROVA OBJETIVA (DE MLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E)

    I - Alturas musicais Grafia e reconhecimento em partitura dos nomes das notas; sinais de alterao; enarmonia; Transposio (transposio por intervalos, transposio de tonalidade) II - Valores de ritmo, andamento e sinais de interpretao Grafia e reconhecimento das figuras de notao musical; Compassos simples e compostos; Sinais de tempo e/ou movimento; Sinais de interpretao e/ou fraseado; Sinais de ornamentao; Sinais de repetio e abreviatura III - Intervalos Montagem, reconhecimento, qualificao e inverso de intervalos em partitura IV - Escalas e Armaduras de Clave Montagem e reconhecimento em partitura de escalas maiores, menores, relativas, homnimas, enarmnicas; nomes dos graus das escalas maiores e menores, armaduras de clave maior e menor diagramadas no ciclo de quintas; modos diatnicos; srie harmnica V - Acordes, harmonia e princpios de conduo de vozes Montagem e reconhecimento de acordes em partitura e cifras; trades; ttrades; inverso de acordes; campo harmnico; modulao; cadncias; Encadeamento de acordes na escrita para 4 vozes; Grafia e reconhecimento da notao em graus e cifras, smbolos bsicos de inverso e baixo cifrado; Anlise harmnica

    LEITURA MUSICAL

    Execuo de frases rtmicas primeira vista.

    Entoao meldica primeira vista (solfejo). EXECUO MUSICAL

    Pea de confronto

    Dois (2) estudos contrastantes escolhidos do op. 6 e/ou op. 31 de Fernando Sor (disponvel em http://www.muslib.se/ebibliotek/boije/Boije_s.htm);

    Um (1) Preldio ou um (1) Estudo de Heitor Villa-Lobos;

    Uma (1) obra de livre escolha do candidato;

    Leitura primeira vista;

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    - Entrevista.

    INDICAO BIBLIOGRFICA

    DUDEQUE, Norton. Histria do Violo. Curitiba: Editora UFPR, 1994. TURNBULL, Harvey, HECK, Thomas. Guitar , in GROVE, George. The New Dictionary of Music & Musicians. Vol. 7. Londres: Macmillan Publishers Limited, 1980.

    BENNETT, Roy. Como Ler uma partitura. 1990. Jorge Zahar

    BENNETT, Roy. Elementos bsicos da msica. 1998. Jorge Zahar

    BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princpios de harmonia funcional. So Paulo: Annablume, 2006.

    CHEDIAK, Almir. Harmonia & Improvisao. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1991.

    HINDEMITH, Paul. . So Paulo: Irms Vitale, 1998.

    GUEST, Ian. Harmonia, mtodo prtico. v. 1. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.

    LACERDA, Osvaldo. Compndio de Teoria Elementar de Msica. So Paulo: Ricordi, 1966.

    LIMA, Marisa Ramires Rosa de. Harmonia: uma abordagem prtica. So Paulo: edio do autor, 2008.

    MED, Bohumil. Teoria da msica. Braslia: Musimed, 1996.

    Observaes: A pea de confronto ser fornecida no ato da inscrio. O candidato dever iniciar a prova pela pea de confronto. Com exceo da pea de confronto, todas as peas devero ser executadas de memria. O candidato dever estar preparado para discorrer oralmente sobre o repertrio executado, sua experincia musical e sua expectativa com relao ao curso. O tempo de durao das peas juntas, no dever ultrapassar 15 minutos. Por ocasio da prova, o candidato dever entregar banca examinadora duas cpias de cada pea a ser executada. As cpias sero devolvidas ao final da prova. A banca poder interromper o candidato a qualquer momento caso julgue conveniente. Cada candidato ao Bacharelado deve preencher formulrio anexo (modelo) e apresentar no dia da prova de prtica instrumental.

    CURSO: MSICA (BACHARELADO) OPO: VIOLINO

    Prova de Habilidade Especfica

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    CONTEDOS

    PROVA OBJETIVA (DE MLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E)

    I - Alturas musicais Grafia e reconhecimento em partitura dos nomes das notas; sinais de alterao; enarmonia; Transposio (transposio por intervalos, transposio de tonalidade) II - Valores de ritmo, andamento e sinais de interpretao Grafia e reconhecimento das figuras de notao musical; Compassos simples e compostos; Sinais de tempo e/ou movimento; Sinais de interpretao e/ou fraseado; Sinais de ornamentao; Sinais de repetio e abreviatura III - Intervalos Montagem, reconhecimento, qualificao e inverso de intervalos em partitura IV - Escalas e Armaduras de Clave Montagem e reconhecimento em partitura de escalas maiores, menores, relativas, homnimas, enarmnicas; nomes dos graus das escalas maiores e menores, armaduras de clave maior e menor diagramadas no ciclo de quintas; modos diatnicos; srie harmnica V - Acordes, harmonia e princpios de conduo de vozes Montagem e reconhecimento de acordes em partitura e cifras; trades; ttrades; inverso de acordes; campo harmnico; modulao; cadncias; Encadeamento de acordes na escrita para 4 vozes; Grafia e reconhecimento da notao em graus e cifras, smbolos bsicos de inverso e baixo cifrado; Anlise harmnica

    LEITURA MUSICAL

    Execuo de frases rtmicas primeira vista.

    Entoao meldica primeira vista (solfejo).

    EXECUO MUSICAL

    Uma escala maior em trs oitavas.

    Primeiro movimento de um dos seguintes concertos para violino (sem cadncia): Mozart, W. A. em Sol Maior Bach, J. S. em Mi Maior Viotti, G. B. em L menor (n 22).

    Uma pea de livre escolha (durao mxima: 5 minutos)

    Uma leitura a primeira vista.

    Uma pea de confronto. Observaes: A pea de confronto ser fornecida no ato da inscrio. O tempo de durao das peas juntas, no dever ultrapassar 15 minutos. Por ocasio da prova, o candidato dever entregar banca examinadora duas cpias de cada pea a ser executada. As cpias sero devolvidas ao final da prova. A banca poder interromper o candidato a qualquer momento caso julgue conveniente. A banca poder argir o candidato sobre o repertrio e sua experincia musical. Cada candidato ao Bacharelado deve preencher formulrio anexo no site e apresentar no dia da prova de prtica instrumental.

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    INDICAO BIBLIOGRFICA

    BENNETT, Roy. Como Ler uma partitura. 1990. Jorge Zahar

    BENNETT, Roy. Elementos bsicos da msica. 1998. Jorge Zahar

    BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princpios de harmonia funcional. So Paulo: Annablume, 2006.

    CHEDIAK, Almir. Harmonia & Improvisao. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1991.

    HINDEMITH, Paul. . So Paulo: Irms Vitale, 1998.

    GUEST, Ian. Harmonia, mtodo prtico. v. 1. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.

    LACERDA, Osvaldo. Compndio de Teoria Elementar de Msica. So Paulo: Ricordi, 1966.

    LIMA, Marisa Ramires Rosa de. Harmonia: uma abordagem prtica. So Paulo: edio do autor, 2008.

    MED, Bohumil. Teoria da msica. Braslia: Musimed, 1996.

    CURSO: MSICA (BACHARELADO) OPO: VIOLA

    Prova de Habilidade Especfica

    CONTEDOS PROVA OBJETIVA (DE MLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E)

    I - Alturas musicais Grafia e reconhecimento em partitura dos nomes das notas; sinais de alterao; enarmonia; Transposio (transposio por intervalos, transposio de tonalidade) II - Valores de ritmo, andamento e sinais de interpretao Grafia e reconhecimento das figuras de notao musical; Compassos simples e compostos; Sinais de tempo e/ou movimento; Sinais de interpretao e/ou fraseado; Sinais de ornamentao; Sinais de repetio e abreviatura III - Intervalos Montagem, reconhecimento, qualificao e inverso de intervalos em partitura IV - Escalas e Armaduras de Clave Montagem e reconhecimento em partitura de escalas maiores, menores, relativas, homnimas, enarmnicas; nomes dos graus das escalas maiores e menores, armaduras de clave maior e menor diagramadas no ciclo de quintas; modos diatnicos; srie harmnica V - Acordes, harmonia e princpios de conduo de vozes Montagem e reconhecimento de acordes em partitura e cifras; trades; ttrades; inverso

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    de acordes; campo harmnico; modulao; cadncias; Encadeamento de acordes na escrita para 4 vozes; Grafia e reconhecimento da notao em graus e cifras, smbolos bsicos de inverso e baixo cifrado; Anlise harmnica

    LEITURA MUSICAL

    Execuo de frases rtmicas primeira vista.

    Entoao meldica primeira vista (solfejo).

    EXECUO MUSICAL

    Uma escala maior em trs oitavas.

    Um preldio de uma das sutes para violoncelo solo de J. S. Bach, transcrito para viola, ou primeiro movimento de um dos seguintes concertos (sem cadncia):

    Bach, J. C. em D menor;

    Stamitz, C. em R Maior.

    Uma pea de livre escolha (durao mxima: 5 minutos).

    Uma leitura a primeira vista.

    Uma pea de confronto. Observaes: A pea de confronto ser fornecida no ato da inscrio. O tempo de durao das peas juntas, no dever ultrapassar 15 minutos. Por ocasio da prova, o candidato dever entregar banca examinadora duas cpias de cada pea a ser executada. As cpias sero devolvidas ao final da prova. A banca poder interromper o candidato a qualquer momento caso julgue conveniente. A banca poder argir o candidato sobre o repertrio e sua experincia musical. Cada candidato ao Bacharelado deve preencher formulrio anexo no site e apresentar no dia da prova de prtica instrumental.

    INDICAO BIBLIOGRFICA

    BENNETT, Roy. Como Ler uma partitura. 1990. Jorge Zahar

    BENNETT, Roy. Elementos bsicos da msica. 1998. Jorge Zahar

    BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princpios de harmonia funcional. So Paulo: Annablume, 2006.

    CHEDIAK, Almir. Harmonia & Improvisao. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1991.

    HINDEMITH, Paul. . So Paulo: Irms Vitale, 1998.

    GUEST, Ian. Harmonia, mtodo prtico. v. 1. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.

    LACERDA, Osvaldo. Compndio de Teoria Elementar de Msica. So Paulo: Ricordi, 1966.

    LIMA, Marisa Ramires Rosa de. Harmonia: uma abordagem prtica. So Paulo: edio do autor, 2008.

    MED, Bohumil. Teoria da msica. Braslia: Musimed, 1996.

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    CURSO: MSICA (BACHARELADO) OPO: VIOLONCELO

    Prova de Habilidade Especfica CONTEDOS

    PROVA OBJETIVA (DE MLTIPLA ESCOLHA A, B, C, D E E)

    I - Alturas musicais Grafia e reconhecimento em partitura dos nomes das notas; sinais de alterao; enarmonia; Transposio (transposio por intervalos, transposio de tonalidade) II - Valores de ritmo, andamento e sinais de interpretao Grafia e reconhecimento das figuras de notao musical; Compassos simples e compostos; Sinais de tempo e/ou movimento; Sinais de interpretao e/ou fraseado; Sinais de ornamentao; Sinais de repetio e abreviatura III - Intervalos Montagem, reconhecimento, qualificao e inverso de intervalos em partitura IV - Escalas e Armaduras de Clave Montagem e reconhecimento em partitura de escalas maiores, menores, relativas, homnimas, enarmnicas; nomes dos graus das escalas maiores e menores, armaduras de clave maior e menor diagramadas no ciclo de quintas; modos diatnicos; srie harmnica V - Acordes, harmonia e princpios de conduo de vozes Montagem e reconhecimento de acordes em partitura e cifras; trades; ttrades; inverso de acordes; campo harmnico; modulao; cadncias; Encadeamento de acordes na escrita para 4 vozes; Grafia e reconhecimento da notao em graus e cifras, smbolos bsicos de inverso e baixo cifrado; Anlise harmnica

    LEITURA MUSICAL

    Execuo de frases rtmicas primeira vista.

    Entoao meldica primeira vista (solfejo). EXECUO MUSICAL

    Uma escala maior em trs oitavas. Um movimento de uma das Sutes para violoncelo solo de J. S. Bach O primeiro movimento de um concerto de livre escolha para violoncelo e orquestra (cadncia opcional) Uma leitura a primeira vista Uma pea de confronto Observaes: A pea de confronto ser fornecida no ato da inscrio. O tempo de durao das peas juntas, no dever ultrapassar 15 minutos. Por ocasio da prova, o candidato dever entregar banca examinadora duas cpias de cada pea a ser executada. As cpias sero devolvidas ao final da prova. A banca poder interromper o candidato a qualquer momento caso julgue conveniente. A banca poder argir o candidato sobre o repertrio e sua experincia musical.

  • *Primeiro Termo de Retificao do Edital do Vestibular 2013-1.

    Cada candidato ao Bacharelado deve preencher formulrio anexo no site e apresentar no dia da prova de prtica instrumental.

    INDICAO BIBLIOGRFICA

    BENNETT, Roy. Como Ler uma partitura. 1990. Jorge Zahar

    BENNETT, Roy. Elementos bsicos da msica. 1998. Jorge Zahar

    BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princpios de harmonia funcional. So Paulo: Annablume, 2006.

    CHEDIAK, Almir. Harmonia & Improvisao. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1991.

    HINDEMITH, Paul. . So Paulo: Irms Vitale, 1998.

    GUEST, Ian. Harmonia, mtodo prtico. v. 1. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.

    LACERDA, Osvaldo. Compndio de Teoria Elementar de Msica. So Paulo: Ricordi, 1966.

    LIMA, Marisa Ramires Rosa de. Harmonia: uma abordagem prtica. So Paulo: edio do autor, 2008.

    MED, Bohumil. Teoria da msica. Braslia: Musimed, 1996.

    CURSO: TEATRO (BACHARELADO E LICENCIATURA)

    Prova de Habilidade Especfica CONTEDOS

    Jogos Teatrais: divididos em 4 (quatro) grupos de 25 indivduos, avaliados perante uma banca examinadora, formada por 03 (trs) professores, tendo cada grupo 2 horas para desenvolver esses Jogos. Os Jogos Teatrais sero baseados nos livros:

    01. BOAL, Augusto. Jogos para atores e no-atores. Rio de Janeiro. Ed. Civilizao Brasileira: 2005. 02. SPOLIN, Viola. O jogo teatral na sala de aula. So Paulo. Ed. Perspectiva: 2007.

    Observao: O candidato dever portar, para a realizao da prova de conhecimento especfico, roupa de trabalho corporal