Portfolio Diana Marcelino

download Portfolio Diana Marcelino

of 64

  • date post

    09-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Portfolio de Arquitectura

Transcript of Portfolio Diana Marcelino

  • 1

    PORTFLIO DE ARQUITECTURADiana Marcelino2009

  • Estgio InternacionalAmesterdo 2009

    Concursos

    Colaboraes2009-2007

    Acadmicos2006-2003

    Pg. 5

    Pg. 17

    Pg. 27

    Pg. 33

  • 3

    A entrada no mundo da Arquitectura foi uma acto consciente e ponderado. Longe de saber o que implicava ser arquitecto foi na Universidade Lusada do Porto que aprendi e desenvolvi capaci-dades e vontade de fazer da arquitectura uma profisso. Durante o perodo acadmico aprendi a desenvolver uma metodologia de trabalho prpria. Foi sempre importante manter um contacto fsico com o local, umas vezes para relembrar o mesmo, outras para confirmar a exequibilidade de uma ideia. O trabalho comeou quase sempre sob a forma de maquete. E assim, encontrei nas ma-quetes, um modo de expresso e apresentao.

    Aps a concluso da licenciatura em 2006, seguiu-se o estgio de admisso Ordem dos Arquitectos com o Arq. Miguel Reguei-ras. Seguem-se alguns trabalhos em colaborao com o Arq. Lus Moreira, nomeadamente a reconverso de um armazm numa loja, para a empresa Spneus, bem como, alguns trabalhos de modelao tridimensional.

    Em 2009, a atribuio de uma bolsa pela Direco Geral das Artes ao abrigo do programa Inov Art, possibilitou a realizao de um

    estgio internacional no gabinete de arquitectura Korth Tielens Architecten Bv em Amesterdo, na Holanda, com a durao de trs meses. Para alm da adaptao a uma cultura nova, tambm uma nova forma de abordar a arquitectura permitiram um grande enriquecimento pessoal. As visitas in loco a exemplos de arquitec-tura Holandesa foram das experincias mais intensas vividas at hoje enquanto arquitecta.No gabinete, pude desenvolver maquetes de diferentes escalas e aprender a manusear equipamentos prprios para a modelao dos diferentes materiais. Aprender a compatibilizar programas in-formticos, utilizando-os de forma acertiva para dar resposta s necessidades de trabalho trata-se de uma vantagem hoje em dia.

    Neste portflio encontram-se trabalhos desenvolvidos em diferen-tes perodos de um percurso ainda em desenvolvimento. Numa conjuntura actual longe de beneficiar a profisso, mantem-se a esperana num futuro mais promissor e conscinte da responsabi-lidade cvica inerente profisso.

    Diana Marcelino

  • 5

    ESTGIO INTERNACIONALAmesterdo 2009

  • Edifcio Kolenkitbuurt

  • 7

    Kolenkitbuurt Plafond

    Maquete realizada para os Korth Tielens Architecten no mbito do Est-gio Internacional realizado na Holanda.

    Trata-se de uma maquete escala 1/20 que tinha como objectivo o es-tudo de vazios cilndricos no tecto das varandas de um edifcio multifa-miliar em Kolenkitbuurt, na zona oeste de Amesterdo.Realizada em mdf, todas as partes constituntes foram coladas e reves-tidas a folha de papel com tijolo escala, tratado previamente em pho-toshop.

    Maquete Esc.: 1/20

    Perspectiva do Edifcio

  • Edifcio Ijburg

  • 9

    Ijburg Blok 46b

    Ijburg uma zona residncial em construo no lado este de Amesterdo.Fica situada no Lago IJ e est a ser construda sobre ilhas artificiais. Quando concluda, esta rea ter 18.000 casas para 45.000 residentes. Tambm esto planeados para esta zona residncial, escolas e lojas, restaurantes, centros de lazer, uma praia e um cemitrio.

    Realizada para os Korth Tielens Architecten esta maquete tem como objec-tivo localizar e contextualizar um edifcio multifamiliar situado no interior de um quarteiro em Ijburg.A escala 1/500 permite neste caso localizar o edifcio, perceber as suas relaes com a vizinhana e revelar alguns dos elementos formais carac-terizadores do mesmo. Este edifcio com uma fachada sui generis, uma curva para uma praa que representa uma brisa de Ijburg foi realizada em espuma, carto e polyester.

    Maquete Esc.: 1/500

  • Pontes Lelylaan

    Station Lelylaan uma estao ferroviria da zona oeste de Amester-do e fica situada na vila de Slotervaart. Construda em 1986 para es-tabelecer a ligao entre a Estao Central e o Aeroporto de Schiphol, apresenta-se hoje como um verdadeiro interface, oferecendo trans-portes variados como o metro, o tram e os autocarros.

    Neste contexto e no sentido de melhor servir a populao desta rea surgem duas pontes para pees e bicicletas.Estas pontes, baseadas no conceito origami, so como dobras de papel que se adaptam e moldam ao terreno de modo a criar espao pblico. As suas guardas procuram protagonismo dada a sua elegncia e a possibilidade de apropriao.

    Estas maquetes e desenhos representam estudos formais para as duas pontes, bem como, as possibilidades formais possveis a desenvolver. Foram realizadas em carto e a envolvente em espuma.

  • 11

    Bruggen Lelylaan

    Ponte 1 Linha nica

    Ponte 1 Linha Dupla

  • Ponte 2 Linha nica

    Ponte 2 Linha Dupla

  • 13

    Bruggen Lelylaan

    Estudos conceptuais da guarda

  • Casas Berflo Es 2

  • 15

    Berflo Es 2

    Aps concluso do plano de urbanizao e in-cio da contruo de 66 habitaes unifamiliares tornou-se necessrio representar 2 tipologias escala 1/50 para promoo imobiliria.

    Esta maquete realizada para os Korth Tielens Ar-chitecten procura mostrar as vivncias possveis nestas residncias, desde fazer um barbecue no ptio at entrar dentro de casa. O telhado e o 1 piso so removveis de modo a permitir a leitura da organizao espacial e todas as divises es-to mobiladas para demonstrar como se vive em cada espao. Realizada em mdf, esta maquete procura ser realista e indicar ao comprador um modo de vivncia. O mobilirio tambm foi re-alizado manualmente e as cores utilizadas nos interiores (paredes e pavimentos) e exterior so as cores previstas. Maquete Esc.: 1/50

    Implantao

  • 17

    CONCURSOS

  • Instant House Competition | Expo Milo 2015

    Temporary Housing Units for Young Guests

    Arquitectura: Diana Marcelino Lus Moreira Mrio Lima

    Localizao: Milo, Itlia

    Data: 2009

  • 19

    O concurso Instant House est associado Expo 2015 que vai ter lugar na cidade de Milo em Itlia.A localizao escolhida para estas residncias temporrias consiste num quarteiro verde situado entre o centro da cidade de Milo e a rea da expo, com acessibilidades nas imediaes de modo a garantir uma mobilidade sustentada.

    O conceito deste trabalho consiste num espao pblico ntimo no qual os visitantes se possam sentir em casa e com vontade de par-tilhar as refeies com os visitantes de outros pases. A proposta fala de encontro, igualdade e famlia urbana. A forma circular da planta da residncia representa de uma forma abstracta o princpio de igualdade. A interveno explora uma forma de circulao, de visualizao e uso. escala urbana, a conjugao e repetio dos

    mdulos residnciais remetem para uma hlix de ADN que serpen-teia pelo parque criando locais de encontro, caminhos, transfor-mando-se num pedao de cidade. Seguindo o tema da Expo de Milo: - Feeding the Planet, Energy for Life a proposta baseada no princpio de comunidade.

    Temporary Housing Units for Young Guests

    Planta de Localizao

  • Mdulo Residncial de 30 m2

    Mdulo Residncial de 60 m2

  • 21

    Temporary Housing Units for Young Guests

    Corte A

    Fotomontagens Interiores

    Corte C

  • Centro Escolar da Ouca

    Concurso Pblico

    6 CLASSIFICADO

    Arquitectura: Jos Miguel Regueiras

    Colaboradores: Diana Marcelino Lus Moreira Mrio Lima

    Localizao: Ouca, Vagos

    Data: 2008

  • 23

    Centro Escolar da Ouca

  • O concurso para o Centro escolar da Ouca pretendia uma tipologia que integrasse ncleos de ensino para Educao Pr-Escolar e para 1 Ciclo do Ensino Bsico.

    A proposta parte de uma implantao em espinha. A en-trada do Centro fica situada a meio do eixo principal de circulao que faz a distribuio para os espaos mais pblicos (biblioteca, refeitrio e sala polivalente), para as salas de aula e recreio. Entre os volumes construdos, ptios, espaos verdes e hortas criam ambientes e vistas para as salas de aula.

    Planta Piso 0

  • 25

    Centro Escolar da Ouca

    Cortes

    Cortes de Fachada

  • 27

    COLABORAES2009-2007

  • Escultura para Vale de CambraEscultura: Jos Antnio Nobre

    Colaboradores: Diana Pimento Lus Moreira

    Localizao: Vale de Cambra

    Data: 2009

  • 29

    Escultura Vale de Cambra

    Este trabalho trata-se de uma colaborao com o Arqui-tecto Lus Moreira que teve como objectivo a elaborao de uma sequncia de desenhos e imagens fotorealistas para o Escultor Antnio Nobre.

    Foram realizados 2 estudos cromticos da escultura, um caracterizado pelo amarelo e vermelho de duas das suas partes constituntes e outro, lils e a cor do ao inox. Es-tes estudos tem como fim, a percepo da escala e da geometria no contexto da pea por parte do escultor.

    Alados

  • Loja Spneus

    Num contexto industrial, foi solicitado pela em-presa Spneus, a transformao e adaptao de um armazm numa loja da marca.

    Era necessrio criar um espao flexvel que al-bergasse vrios servios como a lavagem de au-tomveis, um armazm de grandes dimenses, uma rea administrativa, uma recepo e loja.

    Formalmente, atravs das transparncias procu-ra-se estabelecer uma relao visual entre as di-cotomias veculo/cliente e zona de espera/zona de trabalho, sendo estas relaes inspiradoras de confiana.

    Cliente: Spneus

    Arquitectos: Diana Marcelino Lus Moreira

    Localizao: Santa Maria da Feira

    Data: 2008