Passos Metodológicos da Pedagogia Histórico- Crí 4... · PDF...

Click here to load reader

  • date post

    25-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    231
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Passos Metodológicos da Pedagogia Histórico- Crí 4... · PDF...

  • Passos Metodolgicos da Pedagogia Histrico-

    Crtica

    Prof.Ms.Rita de Cssia Bastos Zuquieri

    Secretaria Municipal de Educao

    EaD - 2013

  • Definir os fins educativos definir, ao mesmo tempo, a sociedade, a cultura e o homem que se quer promover. Educar realmente cultivar a criana para dela fazer um homem. (...). Toda imagem do homem uma imagem social. Fixar fins para a educao escolher um tipo de homem, portanto de homem social, portanto de sociedade. Elaborando fins educativos, opta-se por um modelo, ao mesmo tempo, do homem e da sociedade.

    ( BERNARD CHARLOT)

    Fins educativos ...

  • A Pedagogia Histrico Crtica tem como objetivo

    Pedagogia da

    Existncia

    Pedagogia da

    Essncia

    Superao

  • A produo do saber social.

    Ocorre no interior das relaes sociais

  • Os objetivos propostos pela Pedagogia

    Histrico-Crtica:

    1- Identificao das formas mais desenvolvidas em que se expressa o SABER OBJETIVO produzido historicamente ,reconhecendo as condies de sua produo e compreendendo as suas principais manifestaes ,bem como as tendncias atuais de transformao .

  • 2- Converso do saber objetivo em saber escolar,de modo que se torne assimilvel pelos alunos no espao e no tempo escolar .

    3- Provimento dos meios necessrios para que os alunos no apenas assimilem o saber objetivo enquanto resultado ,mas apreendam o processo de sua produo ,bem como as tendncias de sua transformao.

  • Dessa forma...

    O processo educativo deve permear a cultura clssica(cultura concebida no processo

    histrico da sociedade).

  • A Pedagogia Histrico Crtica usa o termo passos , mas poderamos utilizar momentos , pois as etapas so interdependentes ,cclicas, se relacionam entre si.

  • a elaborao do saber implica expressar de forma elaborada o saber que surge da prtica social.Essa expresso elaborada supe o domnio dos instrumentos de elaborao e sistematizao .

    Para saber mais... Saviani,D; Pedagogia Histrico-crtica - Primeiras Aproximaes -

    10 Ed. 2005, Autores Associados

  • Gasparin (2003)

    Ao abordar os procedimentos didticos dessa metodologia, esclarece que cabe ao professor direcionar os trabalhos com sua turma no sentido de uma mudana de postura, mesmo tendo que se adaptar s regras da instituio de ensino na qual trabalha, no se trata de abandonar todos as normas estabelecidas pela escola ,mas sim , aos poucos , ao planejar sua prtica, postular uma mudana real .

  • Cinco Passos Metodolgicos propostos pela Pedagogia Histrico - Crtica

    Prtica Social Inicial

    Problematizao

    Instrumentalizao

    Catarse

    Prtica Social Inicial modificada

  • 1-Prtica Social Inicial(ponto de partida da prtica educativa)

  • Entendendo a Prtica Social

    Levar em conta a realidade social do aluno.

    o primeiro momento do mtodo articula-se com

    o nvel de desenvolvimento efetivo do aluno

    ,tendo em vista a adequao do ensino aos

    conhecimentos j apropriados e ao

    desenvolvimento iminente ,no qual se deve

    atuar. ( Marsiglia,2011,p23)

    Saiba mais...

    Ana Carolina Galvo Marsiglia , 2011 , A prtica pedaggica histrico-crtica na

    educao infantil e ensino fundamental. Campinas: Autores Associados.

    http://pt.scribd.com/doc/73625593/A-pratica-pedagogica-historico-critica-Ana-Carolina-Galvao-Marsigliahttp://pt.scribd.com/doc/73625593/A-pratica-pedagogica-historico-critica-Ana-Carolina-Galvao-Marsigliahttp://pt.scribd.com/doc/73625593/A-pratica-pedagogica-historico-critica-Ana-Carolina-Galvao-Marsigliahttp://pt.scribd.com/doc/73625593/A-pratica-pedagogica-historico-critica-Ana-Carolina-Galvao-Marsigliahttp://pt.scribd.com/doc/73625593/A-pratica-pedagogica-historico-critica-Ana-Carolina-Galvao-Marsiglia

  • Neste momento alunos e professores se

    encontram em etapas diferenciadas de

    conhecimento

    Viso Sincrtica ( aluno ) saber do senso

    comum,emprico,prtico.(no possuem viso das relaes que formam a totalidade do fenmeno)

    Viso Sinttica _ (professor) saber construdo cientificamente(o professor possui neste momento uma sntese precria )

  • O ponto de partida da

    prtica educativa a busca pela

    apropriao por parte dos alunos, das objetivaes

    humanas.

  • Ponto importante ...

    O saber dos alunos , baseado nas experincias do

    cotidiano ,pode contribuir para a estruturao do

    incio da ao pedaggica

    Mas no pode ser condio para que a ao

    pedaggica acontea.

    MAS

  • PEDAGOGIA TRADICIONAL (HERBART) PEDAGOGIA NOVA(DEWEY) PHC (SAVIANI)

    Ponto de partida no a preparao dos alunos ,cuja iniciativa do professor No ser a apresentao de novos conhecimentos por parte do professor. No ser apenas a assimilao

    Nem a atividade ,que iniciativa do prprio aluno Nem entende o problema como um obstculo que interrompe a atividade dos alunos. Nem coleta de dados (pesquisa dos alunos)

    Ponto de partida ser a prtica social ,comum a professores e alunos. Identificao das questes que precisam ser resolvidas no mbito da prtica social, e quais conhecimentos sero necessrios dominar. Apropriao de instrumentos tericos e prticos

  • No a generalizao No ser a aplicao

    Nem a hiptese Nem a experimentao

    Expresso elaborada da nova forma de entendimento da prtica social,efetiva incorporao dos instrumentos culturais transformados em elementos ativos . A prpria prtica social compreendida agora em termos sintticos pelos alunos

  • Os conceitos cotidianos das coisas e das vivncias so conhecidos pelos sujeitos ,muito

    antes de serem estudados de maneira especfica na escola

    Conhecimento Conhecimento Cotidiano sistematizado

  • A prtica social considerada na perspectiva do

    pensamento dialtico muito mais ampla do

    que a prtica social de um contedo

    especfico pois refere-se a uma totalidade que

    abarca o modo como os homens se organizam

    para produzir suas vidas, expresso nas

    instituies sociais ,como famlia ,escola,

    sindicatos ,igreja.

  • A prtica social inicial sempre uma contextualizao

    do contedo um momento de conscientizao do que

    ocorre na sociedade em relao quele tpico a ser

    trabalhado ,evidenciando que qualquer assunto a ser

    desenvolvido em sala de aula j est presente na

    prtica social ,como parte constitutiva dela .

  • A explicitao do que os alunos j sabem a respeito do tema

    de muita importncia ,todavia ,deve ser assegurada a eles a oportunidade para que mostrem sua curiosidade ,suas indagaes ,suas dvidas ,os desafios da vida cotidiana a respeito do assunto

    Aspectos novos, que devem de conhecer (conhecimentos cotidiano para conhecimento cientfico)

  • 2-PROBLEMATIZAO (levantamento de questes

    apresentadas da prtica social )

  • A Problematizao, que a base para o encaminhamento de todo o processo de trabalho.

  • PROBLEMATIZAO

    Fundamental para o encaminhamento de todo o processo de trabalho docente-discente.

    Elemento chave na transio da teoria e prtica ,entre o fazer cotidiano e a cultura elaborada.

    Neste momento inicia-se o trabalho com o contedo sistematizado.

    o questionamento da realidade apresentada na prtica inicial.

    DESMONTE DA TOTALIDADE, ou seja, hora de mostrar ao aluno as mltiplas faces do assunto.

  • A PROBLEMATIZAO TEM COMO FINALIDADE :

    ... detectar que questes precisam ser resolvidas no mbito da prtica social,e, em conseqncia, quais conhecimentos sero necessrios dominar Saviani(1999,p80)

  • Nesta etapa o aluno inicia juntamente com o

    professor um processo de pesquisa para a

    procura de solues dos problemas

    apresentados ,oriundos da prtica inicial.

    Demonstrando que a realidade composta por

    diversos elementos interligados,que envolvam

    uma srie de procedimentos e aes que

    precisam se discutidas.

  • Assim...

    Em funo dos problemas que precisam ser

    resolvidos no cotidiano das pessoas ou da

    sociedade, ao relacionar o contedo com a

    prtica social, definem-se as questes que

    podem ser encaminhadas e resolvidas atravs

    desse contedo especfico. (GASPARIN, 2003,

    p 37).

  • 3- Instrumentalizao

  • a produo do saber social, se d no interior das

    relaes sociais.A elaborao do saber implica

    expressar de forma elaborada do saber que surge da

    prtica social...(Saviani, 2003,p.77).

  • Intrumentalizao...

    Momento de oferecer as condies necessrias para que os alunos adquiram o conhecimento.

    Ao instrumentalizar, os educandos so colocados no movimento que possibilitam compreender o fenmeno em questo de forma mais

    complexa e sinttica.

    A apropriao dos instrumentos fsicos e psicolgicos permite a objetivao dois indivduos tornando-os rgos da individualidade

    ,o que foi construdo socialmente pela sociedade humana.

  • Instrumentalizao: etapa terica do processo...

    a produo do saber social, se d no interior das relaes sociais. A elaborao do saber implica expressar