Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez

Click here to load reader

  • date post

    06-Jul-2018
  • Category

    Documents

  • view

    220
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez

http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 1/51
Raul V. Martinez
A palavra monômeros  - do grego monos, único, e meros, parte, quando aplicada ao Zodíaco, representa uma lista de significados ou de propriedades de cada um dos seus 360 graus. A. Volguine, em artigo publicado na revista Les Cahiers Astrologiques número 3 !mar-abr "#$, p%gina &3, com o título A Pré-História dos Graus-Monômeros, falando da antiguidade desses símbolos, cita 'igidius, (igulus, (irmicus )aternus e *caliger, entre os mais pr+imos de nossa poca, autores que transcreveram ou citaram  graus  da  Esfera  Bar!ri"a  !*paerae /arbaricae Apotesma$, lembrando que !rara significava na poca estrangeiro e se aplicava tudo que n1o fosse grego ou latino.
A. /ouce-2eclercq, na L#Astrologie Gre"que, aris, 4"", p%gina 5#, di que a 7sfera
/arb%rica se identifica com a esfera celeste egípcia. 7ssa esfera, por sua ve, se divide emduas partes8 a Clara $idera, que trata da influ9ncia das estrelas, e a  Miriog%nesis,  que considera os significados dos diferentes graus do Zodíaco. *caliger, no seu  Astronomi"on !#:5$, trata monômeros  e mirog%nesis  como sin;nimos, empregando os dois termos indiferentemente.
<utros autores antigos tambm mencionam C&r"ulos Astrológi"os do Egito, que serviam como tabelas astron;micas e meios divinat+rios. = o caso, por eempo, do >írculo de <uro de <simandias, fara+ que, segundo ?iodoro, reinou em torno de 400 anos antes de *es+stris. <u se@a, possivelmente trata-se de amss BB. Ap+s essas consideraCDes, Volguine conclui que a origem dos mon;meros remonta no mínimo a essa poca.
A mais antiga lista de mon;meros que se conece a do Calendário Tebaico, apresentado  por . >ristian, no livro  L'Homme (ouge des )uileries  !4#5$, reeditado por EuF Gredaniel, aris, "::. 7sses mesmos *+ Graus foram transcritos por *caliger !600$, que afirma que os estava reproduindo de obra de Aben 7ra !sculo HBB$. 7ssa lista tambm consta do Astrolaium Pianum, de Ioannes Angelus !comeCo do sculo HVB$.
Auger-(errier, no livro ulgamentos Astronômi"os sore as .ati/idades  !primeira ediC1o, ##0$ d% eatamente as mesmas definiCDes e interpretaCDes que Aben 7ra e *caliger. >ristian reprodu o teto de Auger-(errier, conforme I. Jiero !p%gina ## -  Les Cahiers
 Astrologiques no.3"-&0$.
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 2/51
Outras listas de Graus Simbólicos
obert (ludd !#:& - 63:$ no seu )ratado Geral de Astrologia, traduido para o franc9s  por ierre iobb e editado em "0: por J. ?aragon, classifica os graus em categorias8 tenebrosos, luminosos, masculinos, femininos, infernais, onoríficos e vaios.
?emtrio de Goledo, no livro 0 .1mero $agrado, 7diCDes *ombra e 2u, GFpografia /aptista de *oua, io de Ianeiro !sem data$, publica esses graus de (ludd. Bsidoro KominsLF publicou outra srie em ":, sem especificar sua origem.
)arc 7dmund Iones, em "5#, foi com a mdium clarividente 7lsie Meeler a um parque de *an ?iego, >alif+rnia, onde ficaram em um lugar tranqNilo. 7le levava um maCo de 360 ficas, uma para cada grau do Zodíaco, todas em branco, com eceC1o de uma pequena marca, apenas visível, no canto superior direito, indicando um signo e o grau. As ficas foram embaraladas e retiradas aleatoriamente, uma por ve, sem que fossem identificadas. As visDes interiores da senorita Meeler para cada fica foram anotadas por Iones. 7sse trabalo foi feito em apenas um dia. <u se@a, ouve um intervalo de tempo bastante curto  para a visualiaC1o e anotaC1o de cada uma das 360 imagens. 7ssa srie passou a ser  conecida como $aian $2mols. ?ane udFar a utiliou, inicialmente, no livro )he  Astrolog2 of Personalit2 e depois em An Astrologi"al Mandala, onde consta este relato. Iones posteriormente publicou )he $aian $2mols com algumas modificaCDes, com base na eperi9ncia adquirida com o uso dessas imagens.
Adriano >arelli, em "#, publicou sua srie, procurando combinar sries anteriores. J% ainda outras, como a da Ada )uir e a de 7. >. )ateOs.
Volosera e Calendário Tebaico, !untos
K. Jitscler, em Pou/oirs $e"rets des Mots et des $2moles !7ditions de la /aconniPre,  'eucQtel, *uiCa$, informa, na p%gina 5, que para cada grau do Zodíaco ser1o apresentadas duas imagens simb+licas. A primeira do livro de Iandu !$ e a segunda do livro de Andr >ostesPque !5$.
!$ - Iandu !I. ?ua - Ancien Vice-resident (ondateur et rofesseur au >entre dR7tudes astrologiques de (rance aris$  Les *+ 3egrés du 4odiaque $2molisés 5ar l'6mage et 5ar la Caale
!'ouveau rocd de ectification delRJeure de la 'aissance$ Bllustr de 360 dessins de )lle. >laude 2uer. =ditions 'iclaus, aris, "3"
 'a p%gina , Iandu di que entre as obras dos diferentes autores que se ocuparam da quest1o dos Eraus *imb+licos, desde tolomeu, ateve-se ao teto de Antonio /orelli !.$, complementando-o com desenos e coment%rios. ?i que tambm se utiliou da vela ediC1o de >ristian !.5$, para obter o lado benfico ou malfico de diferentes graus ou imagens.
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 3/51
!.$ - "ntonio #orelli, clarividente italiano do sculo HBH, autor do manuscrito conecido como Volosera, que contm 360 descriCDes simb+licas, uma para cada grau do Zodíaco.
*eparial traduiu essa srie para o ingl9s, ampliando os significados atribuídos a cada um
dos graus. (oi publicada na Bnglaterra em 4"4, acompanada de outra srie, a de >arubel, pseud;nimo de Ion Gomas !456-"04$, que a teria re"eido  mediunicamente e a interpretado.
!.5$ - .>ristian, na @% citada obra L'Homme (ouge des )uileries !4#5$. !5$ - Andr >ostesPque -  La Prédétermination de L'A/enir , 7ditions des >aiers Astrologiques, 'ice, "&, transcreve o >alend%rio Gebaico.
<u se@a, das duas imagens apresentadas por Jitscler para cada grau do Zodíaco, a primeira foi retirada da Volosfera e a segunda do >alend%rio Gebaico, conforme foram transcritas por  Iandu e por >ostesPque, respectivamente.
Tradu$%o &iteral dos Graus Simbólicos da Volosera e do Calendário Tebaico !apresentados por K. Jitscler, em Pou/oirs $e"rets des Mots et des $2moles$
'ries
A 0. Sm omem robusto, com membros um pouco pesados, est% em p,   caminandoT sua m1o direita balanCa uma clava, a m1o esquerda   est% apoiada no quadrilT uma pele de animal ou um pano grosseiro   lanCado sobre o corpo atenua a nude. 7le d% a impress1o de forCa
  tranqNila mas decidida.
  ou U Sm omem segurando com a m1o direita uma foice e com a   esquerda uma atiradeira.
A 05. Sm belo cavaleiro sobre um cavalo de raCa, arreado ricamente.   >om a m1o direita mane@a um sabre, com a esquerda mantm as   rdeas, dominando sem piedade o cavalo, que se empina vendo se   introduir sob suas patas formas reptilianas.
  ou U Sm omem com cabeCa de c1o, a m1o direita estendida e
  fecada em sinal de ameaCa.
A 03. Sma muler de compania agrad%vel est% sentada em uma cadeira   baia, em seu aposentoT seu olar doce, sorridente, seu   vestido eleganteT seu braCo direito e sua m1o esboCam um gesto   como se dese@asse eplicar alguma coisa a algum que n1o se v9.   Atr%s dela, uma muler est% semi-deitada sobre um tapete, pouco   vestida, em uma pose lasciva e provocante.
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 4/51
  ou U Sm omem, com a m1o direita estendida e aberta, e a esquerda   atravessada em sua cintura.
A 0&. Sm bosque de %rvores com muitas plantas e ess9ncias de
  espcies e cores diferentes, no qual passeia um omem rústico. Ao  abrigo de uma moita, um omem grosseiro se dissimula.
  ou U Sm omem com cabelos arrepiados, segurando com a m1o direita   um gavi1o e com a esquerda um cicote.
A 0#. Sma porC1o de cu noturno transtornado por uma violenta   tempestade, os trovDes listram a nuvem, revelando uma massa   rocosa, ao longo da qual, indiferente a tormenta, um omem   forte, musculoso, decidido, sobe alegremente.
  ou U ?ois omens8 um cortando lena com um macadoT o outro   segurando com a m1o direita um cetro.
A 06. 'a montana, tendo seguido um camino em curvas e abrupto, um   omem a cavalo, na borda de um talude, ola altivamente em torno   deleT a seus ps, no fundo do vale, trabaladores se atarefam.
  ou U Sm rei, coroa na cabeCa, segurando com a m1o direita uma   esfera e com a esquerda um cetro.
A 0:. Sm camino solit%rio no campo, conduindo a um pequeno   bosqueT o camino ladeado por um muro que pro@eta uma lina de   sombra, na qual corre uma raposa na direC1o do pequeno bosque.
  ou U Sm omem com armadura e tendo uma fleca colocada no arco.
A 04. Sm omem em c+lera provoca outros que @ogam pacificamente   bolas em uma praCa pública. Sm punal na m1o, tendo dilacerado um   carta, ele treme de raiva, constatando o pouco efeito que produ.
  ou U Sm omem com um capacete na cabeCa, tendo na m1o direita uma   atiradeira.
A 0". Sm omem em p sobre um terraCo elevado, os braCos cruados   sobre o peito, em uma pose altiva, ola com ar conquistador o   panorama de uma cidade a seus ps.
  ou U Sm omem, com a cabeCa nua, tendo na m1o esquerda uma   espada.
A 0. A esquerda8 um campo de batala, mortos e feridos. A direita8
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 5/51
  um quadro de caCa, faisDes, perdies, coelosT no meio, um omem   armado.
  ou U Sm omem perfurando um urso com um golpe de lanCa.
A . Sma muler recostada sobre um sof% ou div1, em uma posiC1o e  com tra@e leve igualmente elegantes e um tanto equívocos, o   vestido parecendo prestes a escorregar da esp%dua.
  ou U Sma muler em p, segurando com a m1o direita uma cave.
A 5. Sm omem segurando seus dois pequenos filos pelas m1os,   passeia com eles em seu @ardimT se entrev9 a casa simples atravs   dos ramos. < pai am%vel, e entretanto ele parece atormentado   por uma idia que se percebe a ra1o no espelo de %gua que le   mostra seu refleo adornado, cingido por uma faia, etc.
  ou U Sma %guia com as asas abertas, voando em redor de seu nino.
A 3. Sma montana iluminada pelo sol poente. *obre seu cume se   perfila um omem @% idoso, um pouco curvado, segurando um cetro   com a m1o direita e uma coroa real com a m1o esquerda. Sm amplo   manto esconde seu tra@e.
  ou U Sm omem lutando com um carneiro que mantm pelos cifres.
A &. Sm omem bem tra@ado e de boa apar9ncia !g9nero Gastevin   aburguesado$ sai de um celeiro bem suprido e apresenta,   levantando o braCo, um copo ceio de vino. ?iante dele um c1o e   um le1o sentados se olam amigavelmente.
  ou U Sm omem em p, as m1os entrelaCadas.
A #. Sm omem em perigo de se afogar se debate contra a correnteT   um pouco acima se v9 a passarela que se desmoronou sob seus   passos.
  ou U Sm omem com armadura, cabeCa nua, com os braCos afastados e   estendidos.
A 6. Sma muler em p, um pouco inclinada para frente, tem em   equilíbrio uma balanCa cu@os pratos contem, um deles um copo de   vino, e o outro, pecas de ouro, diamantes, prolas etc.
  ou U Sm omem derramando a %gua contida em um vaso.
A :. Sm @ovem estudante, um livro na m1o, passeia por um camino
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 6/51
  sombreadoT os raios do sol passam atravs dos ramos e iluminam   seu rosto.
  ou U Sm omem ricamente vestido, em p e im+vel.
A 4. Sm omem e uma muler, ambos em p, se apertam as m1osT eles  tem um ar bom e doce, e o omem esboCa um gesto de proteC1o.
  ou U Sma muler sentada em um trono, a m1o direita levantada.
A ". Sm velo, vestido com um roup1o gasto, em interior pobre,   aperta nervosamente contra seu peito dois sacos de pano, sobre os   quais se destaca a palavra8 <uro.
  ou U Sm omem em p, as m1os estendidas para um cofre de onde   escapa ouro.
A 50. Sm omem se equipa para uma longa e dura viagemT em redor    deles acess+rios diversosT em seu cinto uma bolsa e um punal.
  ou U Sm omem com um capacete na cabeCa, montado sobre um   avestru, e puando um cavalo pelo brid1o.
A 5. Sm omem s+ sobre uma @angada, no meio do oceano encapeladoT   est% maltrapilo, magro, com fome, miser%velT mas enrgico e   mostra bons sinais de destrea.
  ou U Sm c1o sentado em frente de um le1o, igualmente sentado.
A 55. Sm omem, com ar distraído, se afasta de uma fonte da qual   acaba de apanar %gua, que ele deia escapar da vasila, sem se   aperceberT no canto, um urso teima em morder uma %rvore caída no   solo.
  ou U Sm urso sentado mordendo uma viga.
A 53. Sm omem est% sentado sobre o canto de uma mesa debaio de um   caramanc1o, o ar despreocupado, olando na lu o vino de seu   copo, enquanto dois maus companeiros, sentados n1o longe dele,   conversam misteriosamente, o observandoT a direita, tr9s serpentes
combatendo tr9s outras.
  ou U Gr9s serpentes que combatem tr9s outras.
A 5&. Sm omem, preguiCosamente recostado sobre um tapete, @oga com   uma m1o bolas brilantes ou diversamente coloridas, enquanto que   atr%s dele se tem uma muler quase nua, com um cinto guarnecido
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 7/51
  com pedras preciosas, que o ola com um ar dominador e desdenoso.
  ou U Sma muler nua, apenas com um cinto, com a m1o direita   estendida.
A 5#. Sm cavaleiro dando a impress1o de forca, monta um cavalo  bravo que mantm firmemente nas m1os. 7le ola com um ar de   despreo um ser mal formado, com os cabelos desordenados, montado   sobre um carneiro, que se esforCa para @oga-lo no c1o.
  ou U Sm omem com cabelos eriCados, e montado sobre um carneiro.
A 56. Sm personagem real apresenta seu cetro a um clrigo   a@oelado, enquanto que sobre eles, um grande sol pro@eta seus   raios sobre um sol menor.
  ou U Sm sol pro@etando seus raios sobre um sol menor.
A 5:. Sm omem tendo tropeCado vai cair, os braCos para frente,   pr+imo de um drag1o que parece o observar.
  ou U Sm grande drag1o estendido sobre a terra.
A 54. Sma muler loira, ricamente vestida, est% em p, s+, faendo   um gesto de acolimento.
  ou U Sma muler em p, ricamente vestida.
A 5". Sm omem robusto e de apar9ncia umilde abate uma %rvore a   golpes de macadoT no solo um livro, porque o omem se repousa   estudando.
  ou U Sm omem segurando com suas duas m1os uma serra.
A 30. Sma muler pua atr%s dela um cavalo bem arreado, em lugar de   se faer transportar por ele, e mais longe, um omem equipado   para ir guerra parece consultar a 2ua em seu declínio.
  ou U Sma muler puando atr%s dela um cavalo arreado.
Touro
GA 0. Sma muler em p, no g9nero de uma Vit+ria, tem uma espada   cu@a ponta penetra na areia, enquanto um atleta, mantendo um   touro pelos cifres, o derruba com elegQncia.
  ou U Sm atleta derrubando um touro pelos cifres.
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 8/51
GA 05. Sm omem cansado ou morrendo est% estirado no solo, sob os   raios do sol se pondo entre as nuvens, e, passando perto dele uma   muler deitada indolentemente sobre uma espcie de carro pequeno,   semi-vestida, se faendo puar por um cavalo, passo a passo.
  ou U Sma muler se dependurando na cauda de um cavalo.
GA 03. Sma muler de idade madura, rude, do campo, cole belas uvas   e as coloca em um cesto que @% contem outras bonitas frutas,   enquanto uma muler idosa, de maneiras equivocas, se dissimula   sob um vu.
  ou U Sma muler vela semi-velada.
GA 0&. Sm le1o furioso, rugindo, estende uma pata para um arcote em   camas que ecita sua c+lera, enquanto que uma espcie de   E+rgona, com semblante ealtado, mane@a um cicote em um gesto   desordenado.
  ou U Sma muler segurando com a m1o direita um cicote.
GA 0#. Sm pomar com as %rvores carregadas de frutasT na frente um   campo onde pastam ovelas pr+imas de um omem de ar bondoso, que   corta lenaT sob um teleiro um boi est% deitado.
  ou U Sm boi abaia-se perto de sua man@edoura.
GA 06. Sma sala de confer9nciaT um omem no apogeu de sua gl+ria   est% sobre o estrado, com um rolo de papel na m1o e com a fronte   cingida de louroT na beira do estrado est% um omem com tr9s   cabeCas, olando cada uma um lado diferente, significando a vasta   intelig9ncia do su@eito.
  ou U Sm omem de tr9s cabeCas, estendendo a m1o direita.
GA 0:. Sm canto de parque onde pasta uma vaca domstica, enquanto   que um pouco mais longe, uma bela e graciosa muler se admira em   um espelo de m1o.
  ou U Sma bela muler em p.
GA 04. ?e um rio acrescido pelas cuvas, um velo se esforCa para   retirar alguns ramos, enquanto sua muler sentada em uma grande   pedra ola sem ver, em torno dela, absorta por sua dificuldade.
  ou U Sma muler triste, sentada sobre um monte de pedras.
8/16/2019 Monômeros Ou Graus Simbólicos - Por Raul v Martinez
http://slidepdf.com/reader/full/monomeros-ou-graus-simbolicos-por-raul-v-martinez 9/51
GA 0". Sm omem corpulento, parecendo um bom menino e feli, est% em   p no meio de seus animais domsticos, aos quais ele d% gr1os, ou   que pastam em torno dele.
  ou U Sm omem perseguindo diante dele ovelas e cabras. GA 0. 7m um campo um boi est% deitado ao sol e dois melros est1o   empoleirados sob seu dorsoT um c1o bonito brinca com duas alegres   muleres pr+imos de uma serpente.
  ou U Sm c1o brincando entre duas muleres.
GA . Sm omem coroado est% sentado em um trono, em uma sala onde   est1o acumulados indicadores de grande riqueaT sobre um   candelabro est% empoleirado um corvo que lanCa um olar de inve@a   sobre o omem coroado.
  ou U Sm corvo empoleirado.
GA 5. Sma planta com uma bela flor de cor laran@a, na qual est1o   pousadas duas borboletas batendo as asas, e pr+imo dela, duas   muleres, as m1os entrelaCadas.
  ou U ?uas muleres, as m1os entrelaCadas.
GA 3. Sm c1o tendo um osso corre a toda velocidade para escapar de   um outro c1o que o persegue para le tomar seu osso, enquanto   duas comadres se in@uriam, prontas a se bater.
  ou U ?uas muleres que se batem.
GA &. Sma marcenaria modesta cu@a porta est% totalmente aberta, mas   o dono barra a entrada com um bast1o, que mantm atravessado.
  ou U Sm omem tendo um bast1o atravessado.
GA #. Sm omem de idade madura, pensativo, sentado a uma mesa sobre   a qual repousam um grosso livro e instrumentos científicos, ola   passar diante de sua @anela um bando de sete íbis fugindo em v;o   r%pido.
  ou U *ete íbis voando rapidamente.
GA 6. Sma mata a borda da qual se aventuram duas vacas brancas, sem   se aperceberem que um tigre est% prestes a saltar sobre elasT e   atr%s de uma moita florida uma muler inclina duas rosas,…