Manual Soldador Railtech

download Manual Soldador Railtech

of 41

  • date post

    20-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    704
  • download

    41

Embed Size (px)

Transcript of Manual Soldador Railtech

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 1

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

PROCEDIMENTO ESPECFICO PARA SOLDA ALUMINOTRMICA

PROCESSO LP COM CADINHO CS ( STANDAR )VERSO 2.0 MAIO DE 2003

Derechos Reservados Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 2

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

NDICE 1 - INTRODUO 4

2 - PROCEDIMENTO PARA APLICAO DE SOLDA ALUMINOTRMICA 2.01 2.02 2.03 2.04 2.05 2.06 2.07 2.07.1 2.08 2.08.1 2.08.2 2.09 2.09.1 2.09.2 2.09.3 2.10 2.10.1 2.11 2.12 2.13 2.14 2.15 2.16 2.17 3 .0 3.01 3.02 Antes de sair para o local de trabalho Preparao da junta Ajuste da junta Abertura do Kit Colocao dos Moldes Vedao dos Moldes Pr-aquecimento Colocao do tampo (plug) Cadinho CS (standard) Preparao de um cadinho novo Reutilizao de um cadinho usado Corrida Centralizao do Cadinho Durante o pr-aquecimento Reao Retirada da Cuba de Escria Retirada do Cadinho CS (standard) Corte (rebarbagem) Corte dos cachimbos Esmerilhamento Tensores e trfego Acabamento da Solda Limpeza Marcao e Traado Controle de qualidade do trabalho Inspeo visual Controle Geomtrico

5 5 6 6 11 12 15 17 19 19 20 22 22 23 24 25 26 27 27 28 29 29 30 30 31 32 32 33

ANEXO 1: Lista de verificao de controle de qualidade da solda ANEXO 2: Recomendaes simplificadas do texto ANEXO 3: Lista de equipamentos de aplicao ANEXO 4: Linha de pr-aquecimento ANEXO 5: Solda de reparo (Solda Larga) ANEXO 6: Solda de transio (perfis diferentes e trilho novo com trilho desgastado)

34 35 36 38 39 40

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 3

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

PREFCIO

Este manual se refere s instrues para aplicao de solda RAILTECH processo LP CS para soldas de 25mm, usando pasta de vedao, pr-aquecimento com Oxignio / Propano e Cadinho CS (standard). Este manual no substitui as normas prprias das Ferrovias sobre segurana para soldagem.

NOTA: O kit standard foi desenhado para soldar trilhos com o mesmo perfil, com no mximo 3 mm de diferena de altura. Quando a diferena supera este limite ou quando os perfis so diferentes, necessrio utilizar um molde especial de transio. Favor consultar o fabricante.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 4

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

1 - INTRODUO O objetivo deste manual descrever o procedimento de aplicao da solda aluminotrmica LP CS. Este processo utiliza moldes refratrios, poro de solda, pasta de vedao e cadinho CS. - Pr-aquecimento com Oxignio - Propano O procedimento de pr-aquecimento realizado com um maarico para oxi-propano. necessrio utilizar cilindros de propano e oxignio com capacidade de fornecer as presses estabelecidas (ver 2.07). Probe-se a utilizao de qualquer outro gs. necessrio tambm utilizar a linha de pr-aquecimento descrita no Anexo. - Cadinho CS O cadinho CS um cadinho de magnesita reutilizvel. - Embalagem do Kit Cada kit de solda do procedimento descrito neste manual contm o seguinte: Duas metades de moldes laterais, um molde de patim e um tampo (plug). Uma poro de solda embalada em saco plstico selado. Bujo de abertura automtica. Um pacote de pasta de vedao.

Todos estes itens encontram-se embalados em uma caixa de papelo. - Recomendaes Os moldes laterais e o molde de patim devem sempre ser manejados com cuidado, afim de evitar trincas e ser protegido contra umidade. As pores de solda Aluminotrmica sempre devem ser armazenadas em lugar seco. No se deve utilizar uma poro Aluminotrmica que est ou tenha estado mida ou tenha a possibilidade de conter umidade. Sempre se deve proteger todo o material de solda contra qualquer umidade.

Solicite sempre o material correto, afim de que sejam adequados ao perfil e tipo de trilho.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 5

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2 - PROCEDIMENTO PARA APLICAO DE SOLDA 2.01 - Antes de sair para o local de trabalho Assegure-se que todo o material necessrio para a aplicao da solda sejam levados ao local. - Equipamentos de segurana EPIs aprovados pela ferrovia para execuo do trabalho. - O nmero adequado de kits com o tamanho adequado para a realizao do trabalho (ver identificao do kit no ponto 2.04). - Propano e oxignio suficientes para o trabalho, reguladores, mangueiras, maarico e suportes necessrios (a linha de pr-aquecimento completa em bom estado). - Jogo completo para aplicao (placa de fundo, placas laterais, prensa de fixao, cuba de escria, etc.). - Ferramentas para controle (trena, rgua de 1 metro, cunhas, escova de ao, clibre de folga, martelo. cronmetro, crayon para marcao, extintor, lima e termmetro. - Manual de aplicao de solda. - Equipamentos para preparao e acabamento (serra de trilhos, combustvel, discos abrasivos, esmerilhadora, rebolos abrasivos, etc.). - Cadinhos CS suficientes para o nmero de soldas a serem aplicadas. - Consumveis (pasta de vedao, areia seca, acendedores, etc.). Sugere-se estabelecer uma lista de verificao de todo o material e equipamentos necessrios para o trabalho ser realizado;

Para obter melhores resultados na solda, esta dever ser realizada em temperaturas superiores a 0C. Em caso de temperaturas de 5C ou inferiores, deve-se seguir os procedimentos relativos a baixas temperaturas (ver ponto 2.02).

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 6

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.02 - Preparao da junta - Separe os dormentes se for necessrio. No mnimo 10 cm desde a borda do trilho borda do dormente. - Desmonte as placas de apoio se necessrio. - Desmonte as fixaes em 2 ou 3 dormentes em cada lado da folga. Tratando-se de curva, o nmero de dormentes serem soltos depender do raio. - Elimine a oxidao com a chama do maarico e limpe com a escova de ao uns 10 a 15 cm das pontas de cada trilho para eliminar xido, graxa, tinta, limalha. Pontas de trilhos limpas inadequadamente causam zonas porosas na solda. - Se a solda for executada quando h vento, chuva, neve ou temperaturas inferiores a 5C, aplique um aquecimento suplementar de 43C nas pontas dos trilhos sobre uma distncia de 90 cm em cada direo da junta e retarde o resfriamento da solda aps aplicada. - Verifique se as pontas dos trilhos esto marteladas ou se existem rebarbas ou deformidades (consulte as especificaes e normas da Ferrovia). - Verifique se existem fissuras nas pontas dos trilhos. - Retire os cabos de sinalizao e esmerilhe o excesso de cobre. - O uso de tensores de trilhos recomendado quando existem temperaturas menores que 0C.

2.03 - Ajuste da junta Deve-se considerar quatro parmetros para o ajuste da junta a ser soldada; folga, alinhamento horizontal, alinhamento vertical e toro. Este ajuste especificamente importante pois determina a qualidade dimencional da solda e sua vida til.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 7

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Se a solda est baixa, alta ou com um desalinhamento vertical, a solda fadigar a cada passagem de roda, o que ocasiona uma solda com uma curta vida til e uma deteriorao progressiva da geometria da via. Para ajustar a junta pode-se utilizar cunhas ou qualquer outro equipamento ou ferramenta de alinhamento. Para maior facilidade, segurana e rapidez, recomenda-se utilizar os Cavaletes de Alinhamento (ver abaixo). Como regra geral, evite todos os golpes que possam danificar o trilho durante a operao de ajuste. Utilize os cavaletes de alinhamento para trabalhar com mais facilidade, segurana e cuidado (ver continuao da ilustrao).

a) Folga da solda Esta o espao entre os trilhos a serem soldados. Esta folga deve ser de 25 mm 2 mm. Essa dimenso deve ser medida com um clibre ou uma trena em ambos os lados dos trilhos, na altura do boleto e na base do patim; desta maneira se obtm quatro medidas. Os valores limites das quatro medidas devem encontrar-se conforme a marca de tolerncia determinada anteriormente (25 mm 2 mm). A folga deve permanecer constante durante a operao. Utilize os tensores de trilhos para manter a folga adequada se necessrio.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 8

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Com o objetivo de obter este valor (25 mm 2 mm), pode ser necessrio cortar os trilhos. Neste caso, utilize somente uma serra de trilhos. Soldar diretamente sobre cortes executados com maarico completamente proibido. As reclamaes por defeitos de solda surgidos sobre trilho cortado com maarico no sero consideradas.

Utilize equipamento em boas condies, fixado corretamente sobre o trilho, afim de obter cortes perpendiculares (se os cortes no forem completamente perpendiculares, no se poder obter a distncia correta). No se recomenda cortar os trilhos com maarico, isto pode ocasionar microfissuras. Se as pontas j esto cortadas com maarico, sempre corte-as novamente com uma serra, seguindo as instrues do fabricante.

Precauo! Atenha-se estritamente s instrues de segurana (manual) referente ao uso da serra de trilhos. Se o manual no estiver disponvel, consulte seu supervisor.

As pontas dos trilhos danificadas (rebarbas, fissuras, defeitos, deformidades na superfcie, cortes prvios com maarico, etc.) devem ser cortadas novamente, se, o defeito encontra-se em uma pequena rea. Se o defeito no pequeno (quer dizer, se estende-se sobre uma rea significativa do trilho), consulte o encarregado presente no trabalho. Algumas vezes pode ser necessrio cortar um pequeno pedao de cada trilho para eliminar o defeito da ponta do trilho e manter uma distncia adequada entre eles.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 9

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

b) Ajuste vertical Antes de soldar, as pontas dos trilhos devero ter uma flecha, para que quando a solda se esfriar, a solda no baixe. A flecha deve ser medida como indicado nas figuras abaixo. Tome as medidas das pontas com a rgua. A medida para a flecha ser determinada pelo comprimento da rgua.

As medidas so determinadas pelas normas e especificaes da Ferrovia c) Alinhamento horizontal O alinhamento dever ser medido pelo lado interno do trilho.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 10

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

d) Toro dos trilhos Deve-se verificar a toro de ambos os trilhos. Verifique a superfcie do lado interno do boleto do trilho e o patim do trilho interno. Devem estar alinhados com o patim e alma.

Nota 1: Os dois extremos a serem soldados devem permanecer secos e limpos depois do contato.

Nota 2: Quando se realiza solda em curvas, ser mais fcil eliminar a toro horizontal com o uso de barras tensoras.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 11

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.04 - Abertura do kit Os kits devem ser armazenados em um local seco onde no devem sofrer nenhum dano; no empilhe mais de 4 kits e use um pallet para distribuir o peso. Quando for usado pallet, no empilhe mais de 2. Uma seta impressa na embalagem, indica a posio correta da caixa durante seu manuseio. O kit deve ser conservado em sua embalagem original, fechado, sem nenhum dano ou vestgio de umidade. A identificao do processo, tipo e tamanho do trilho, se encontra na embalagem do kit. Assegure-se que o kit correspondente aos trilhos a serem soldados.

Uma etiqueta na embalagem plstica da poro de solda, indica o lote e os nmeros de referncia da poro. Esta etiqueta deve ser retirada e colocada na planilha de controle e registro dos trabalhos referente a solda.

Deve-se registrar o nmero de referncia indicado nesta etiqueta (Ver ponto 2.17 Marcao e Traado)

EXEMPLO:

132 LPCS LPCS 8 CP 25 Y 25 ENERO 92 VS001

Trilho e Processo Carga de solda, folga e dureza Data e lote

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 12

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.05

Colocao dos Moldes

Os moldes devem ser colocados centradamente sobre a folga assegurando que partes iguais do trilho estejam dentro da cavidade do molde. Se existir uma diferena vertical do trilho (desgaste) que exceda 3 mm, recomenda-se utilizar um molde para trilho novo com trilho usado. Esmerilhe qualquer rebarba que impea os moldes de se ajustarem perfeitamente ao trilho. Os moldes nunca devem ser colocados sobre um furo. Sugerimos que a borda do furo no fique mais prximo que 10 cm da ponta do trilho. As instrues de seu manual de solda para Ferrovias pode indicar uma distncia maior, siga tais recomendaes.

Para colocar os moldes, siga os seguintes procedimentos. a) Verifique o estado dos moldes, limpe a areia solta. Com uma lima, talhe em cada metade do molde uma abertura para que vaze a escria. b) Coloque e centralize sobre a folga a prensa de fixao.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 13

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

c) Coloque cada placa lateral sobre sua metade de molde.

d) Coloque a metade de um molde (centrado verticalmente em relao a folga). Mantenha fixa esta metade de molde com a ajuda de sua mo. A alavanca da placa dever ficar do lado oposto a prensa de fixao.

e) Coloque a outra metade do molde em seu lugar, ajustando e centralizando-o. As duas metades do molde devem estar perfeitamente encaixadas e alinhadas entre si.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 14

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

f) Termine a fixao do conjunto das duas metades do molde. Aperte a prensa. Tenha cuidado para no quebrar ou danificar os moldes quando apertar a prensa. Depois de apertar, recomendamos cobrir a parte superior dos moldes com carto para impedir que caia qualquer material dentro dos moldes. PRECAUO: A PRESSO DOS PARAFUSOS DA PRENSA DE MOLDE, PODE OCASIONAR RUPTURAS NOS MOLDES E COMO CONSEQUNCIA O VAZAMENTO DE AO LQUIDO O QUAL PODE CAUSAR PROBLEMAS GRAVES.

g) Cuide para que durante o trabalho no tenha cado areia no interior do molde. Se necessrio limpe-o. Esta operao ser impossvel depois da colocao do molde de patim (etapa seguinte).

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 15

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

h) Coloque o molde de patim na placa de fundo. Assegure-se que est bem encaixado (na placa). Coloque ao redor do molde pasta de vedao a qual deve ficar somente ao redor do molde (nunca deve ficar pasta na superfcie do molde). Nota: proibido adicionar gua a pasta de vedao. Se esta estiver ressecada, substitua por outro pacote.

i) Coloque o conjunto molde de patim e placa de fundo sob o patim do trilho e ao lado dos moldes laterais, centralize bem o molde de fundo (assegurando-se que a cavidade central do molde est bem dividido em ambos os lados), marque com uma caneta ou objeto pontiagudo os quatro pontos de interseco com o patim do trilho. Posicione o conjunto abaixo do molde lateral, encaixe a placa de fundo e segure cada uma das alavancas com as duas mos virando-as ao mesmo tempo, assegurando-se que o molde de patim ficou bem colocado e centralizado com as marcaes feitas anteriormente no molde.

2.06 - Vedao dos Moldes A vedao dos moldes a vedao entre os trilhos e os moldes. Um trilho alinhado inadequadamente e moldes desalinhados, aumentam as possibilidades de vazamento, devido m vedao. Aplique uniformemente com a mo a pasta de vedao ao redor do perfil completo do trilho, incluindo a parte inferior do patim. O mais importante a qualidade da aplicao na primeira camada aplicada.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 16

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

No deixe que os moldes vedados por mais de 10 minutos antes da soldagem. Depois de vedar, coloque a cuba de escria sobre o trilho, debaixo do rebaixamento do molde. Coloque uma pequena quantidade de pasta no rebaixamento. Coloque 25 mm de areia seca na cuba de escria. ADVERTNCIA: SE EXISTE A PRESENA DE UMIDADE EM QUALQUER FORMA ABAIXO DA JUNTA, COLOQUE AREIA SECA PARA SOLDAR. PRECAUO: VEDAR SEM OS DEVIDOS CUIDADOS PODE OCASIONAR VAZAMENTO DE AO LQUIDO E PROVOCAR LESES PESSOAIS. POR RAZES DE SEGURANA O AO LQUIDO E AS CUBAS DE ESCRIA AINDA QUENTES, PODEM OCASIONAR EXPLOSES GRAVES QUANDO POSTAS EM CONTATO COM NEVE, GELO, GUA PARADA E LASTRO CONGELADO DIRETAMENTE ABAIXO DA SOLDA QUE EST SENDO APLICADA, PARA QUE QUALQUER VAZAMENTO SEM IMPORTAR A ORIGEM NO PROVOQUE ACIDENTES GRAVES, COLOQUE AREIA SECA SOB A SOLDAGEM.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 17

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.07 - Pr-aquecimento O pr-aquecimento constitui uma operao de grande importncia. Sua funo consiste em eliminao de umidade residual dos moldes e um aumento de temperatura tanto dos trilhos como dos moldes. obrigatria a utilizao da linha de pr-aquecimento da Railtech, segundo Anexo 4 importante revisar as presses de Oxignio e Propano antes da realizao de cada pr-aquecimento.

Observe a presso quando trabalhar em temperaturas baixas!

O maarico alimentado com propano e oxignio com mangueira com comprimento mximo de 15 m e 10 mm de dimetro interno com vlvulas anti-retorno na parte traseira do maarico, com as seguintes presses de trabalho: Reguladores;

1.4 Bar de propano 5,0 Bar de oxgnioNOTA: Bar = Kg / cm2 As presses de sada dos reguladores devem ser reguladas com as torneiras do maarico abertas. 5,0 Bar 1,4 Bar

Presses com reguladores Harris ou Welder

G L P

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 18

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Assegure-se que os cilindros de propano e oxignio estejam suficientemente cheios para completar a operao. O manmetro do oxignio deve indicar um mnimo de500 lb/pulg2 (PSI) de presso de sada. Com o fim de alcanar o pr-aquecimento adequado, proceda com os seguintes passos: a) Utilizando o parafuso do suporte do maarico, fixe a altura da ponta do maarico a 5 cm do topo do trilho. Com o maarico no suporte, centralize previamente o maarico no interior dos moldes, lembrando-se da importncia de aquecer ambos os trilhos de forma uniforme.

Desmonte o maarico do suporte. Acenda o maarico e abra sucessivamente a torneira do propano e do oxignio de maneira que estas fiquem totalmente abertas (depois feche). Volte a colocar o maarico entre os moldes. A chama dever ter um comprimento aproximado de 35 cm Volte a verificar que a chama est bem centralizada sobre as extremidades dos trilhos. Verifique durante todo o tempo de pr-aquecimento as pontas dos trilhos para assegurar-se que no se fundam. Tambm verifique se o molde no vitrifique. NOTA: No utilize conexes de engate rpido ou acopladores.

IMPORTANTE: b) O tempo de pr-aquecimento marcado aps o ajuste da chama e centralizao do maarico. Um cronmetro a maneira que recomendamos para realizar essa tarefa. Pr-aquea durante 4 a 5 minutos conforme o tamanho do trilho. Durante o pr-aquecimento o assistente pode preparar o cadinho CS (ver ponto 2.08).

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 19

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.07.1 -

Colocao do Tampo

Aproveite o pr-aquecimento para aquecer ligeiramente o tampo. Uma vez que o pr-aquecimento esteja completo, retire o maarico dos moldes, assegurando-se de no danificar as paredes internas dos moldes. Coloque o tampo aquecido nos moldes e pressione com cuidado. Advertncia: No perca tempo entre o final do pr-aquecimento e o incio da reao.

Insira com presso mdia no encaixe.

2.08 - Cadinho CS (Standard) O cuidado durante a preparao do cadinho uma condio essencial para o xito da solda (toda umidade proibida). Todo dia antes da execuo da primeira solda, o cadinho deve ser cuidadosamente seco.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 20

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

IMPORTANTE: O cadinho mal preparado pode provocar conseqncias graves quanto a qualidade da solda. Se chama a ateno do usurio sobre as medidas a serem tomadas para evitar toda aplicao intempestiva. Algumas operaes so bastante longas, o soldador deve atentar para realiz-las corretamente antes da execuo da primeira solda.

2.08.01 - Preparao de um cadinho novo Existem 2 tipos de cadinhos CS, com e sem fundo metlico. O cadinho sem fundo colocado dentro de um fundo metlico reutilizvel utilizando dois (2) pacotes de pasta de vedao para assent-lo. A pasta deve ser bem compacta e uniforme. Preparao com chama: Direcione a chama do maarico para o interior do cadinho e mantenha-a no fundo at que fique vermelho e no haja mais sada de vapor. O tempo da operao de aproximadamente 20 minutos. Antes de realizar a primeira solda, deve-se deixar o cadinho esfriar lentamente durante 30 minutos.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 21

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Preparao por mtodo de falsa corrida Pr-aquea o cadinho com chama durante 5 minutos.

-

Coloque um bujo de abertura automtica e despeje como se fosse soldar, uma carga de solda especial ou recuperada (porm seca) e proceda fazer uma corrida em uma cuba de escria com areia seca (assegure-se de no deixar o metal escorrer no lastro, o que pode danificar cabos eltricos). Girar o cadinho sobre sua extenso e deix-lo secar-se assim durante ao menos 30 minutos antes de utiliz-lo.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 22

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Nunca fazer uma falsa corrida em um cadinho mido, pois pode causar: Danos na consistncia do cadinho devido ao sbito aumento de temperatura e da presso de vapor dgua provocada pela reao. Risco de fortes projees de ao para fora do cadinho e perigo de acidentes corporais (queimaduras etc.).

2.08.02 - Voltar a utilizar um cadinho usado Depois de uma interrupo prolongada durante o dia: esquentar durante 10 a 15 minutos com o maarico e executar uma falsa corrida. Depois de uma interrupo de mais de 24 horas: executar os procedimentos e recomendaes detalhadas no pargrafo 2.08.01 preparao de um cadinho novo.

Limpeza: no evitar de limpar o cadinho quando necessrio. Em princpio esta limpeza deve ser feita depois de 15 a 20 reaes, conforme o tamanho da poro. Se passar muito desse nmero, o cadinho obstruido pela escria, ficar pequeno para a carga e as projees do interior do cadinho se elevam, saindo pela tampa, isso muito importante em ser observado. Para fazer a limpeza, proceder da seguinte maneira: No tire a extenso do cadinho. Com a ajuda de um martelo, rompa (golpeando com moderao), movendo desde a parte superior at o fundo, a escria que se encontra acumulada sobre a extenso. Com a ajuda da haste universal e de um martelo, faa uma fenda na escria depositada no interior do cadinho, movendo desde a parte superior at o fundo, seguindo o formato cnico. Dentro do possvel no retire a escria do fundo do cadinho (parte do cadinho mais solicitada, que se encontra imediatamente acima da abertura). Na prtica, a escria constitui uma capa protetora durante as reaes futuras.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 23

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.09 - Corrida

2.09.1 - Centralizao do Cadinho O cadinho est colocado e ajustado em seu suporte. A distncia entre o fundo do cadinho e a parte superior do molde de 25 a 30 mm. A corrida no centro do bujo (vlvula de abertura automtica).

Ao longo da preparao da soldagem, assegure-se que o cadinho esteja sempre ao lado (fora) do trilho.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 24

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.09.2 - Durante o pr-aquecimento: Coloque o bujo de abertura automtica no fundo do cadinho e assente-o com ajuda da haste universal. O bujo de abertura automtica pode ser usado somente uma vez e deve ser removido alguns minutos depois da corrida do ao. Colocar o cadinho sobre seu suporte e vedar com o p, o refratrio ao redor do bujo, despejando por fora 1 cm de distncia do tubo de alumnio. O propsito dessa operao o de assegurar a impermeabilidade entre o bujo e o cadinho, para proteger seu fundo. Coloque a poro no cadinho. muito importante que se utilize exclusivamente a poro que vm no kit. Nunca misture os componentes de poro de 2 kits diferentes (nunca usar uma poro de um kit, o molde de um outro, e o bujo de um terceiro kit, etc.).

-

NUNCA UTILIZE UMA PORO DE SOLDA COM MATERIAL FALTANTE, OU COM UM FURO NA EMBALAGEM. NO ACRESCENTE NADA NA PORO. NUNCA MISTURE DUAS PORES DE SOLDA.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 25

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 26

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.09.3 - Reao Uma vez terminado o pr-aquecimento, colocar o plug (tampo) como indicado na seo 2.07.1 dedicada ao pr-aquecimento. Posicionar o cadinho sobre os moldes. indispensvel que o cadinho fique bem posicionado no centro dos moldes e dos trilhos (o centro do bujo apontado ao centro do plug(tampo)..

-

Acender a poro com o acendedor inserido no centro, cobrir o cadinho com sua tampa.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 27

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

-

A reao acontece em poucos segundos e a corrida ser automtica aps o final da reao. Quando os moldes esto cheios, a escria em excesso correr para dentro da cuba de escria.

No momento em que estiver ocorrendo a reao e a corrida do ao para dentro dos moldes, todos devem manter-se afastados do local. Todo o pessoal deve estar afastado da rea de soldagem at que esteja contido e solidificado todo o material lquido. Jogue areia seca na parte superior dos moldes e cuba de escria. 2.10 - Retirada da cuba de escria. Retire a cuba de escria depois de ao menos 3 minutos completos aps a corrida. Selecione um lugar seco antes de retirar a cuba de escria. Usando luvas, pegue a cuba de escria e transporte-a no mesmo nvel e coloque-a em um lugar seco. Nunca coloque a cuba de escria e seu contedo sobre terra ou areia molhada ou congelada ou sobre gua. Nunca jogue a cuba e seu contedo.. Se no existir um lugar seco, coloque a cuba sobre uma chapa de metal.ADVERTNCIA: O METAL QUENTE, A ESCRIA COLOCADA EM CONTATO COM A UMIDADE, PODE OCASIONAR UMA EXPLOSO.

Agua

2.10.1 - Retirada do Cadinho CS Trs minutos e meio (3 1/2) aps o final da corrida do ao e todo o excesso ter sido despejado na cuba de escria, o Cadinho CS pode ser retirado suavemente. Selecione um lugar seco para colocar o cadinho antes de retir-lo.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 28

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.11 - Corte (Rebarbagem) Recomenda-se o uso de uma rebarbadora hidrulica. Este mtodo assegura um melhor alinhamento da solda e evita desprendimento. A altura das lminas, devem ser ajustadas a no menos de 1,5mm acima da superfcie de rolamento do trilho. Depois de cinco minutos da finalizao da corrida, empurre lentamente com um martelo, a metade da parte superior dos moldes sobre uma p, se houver incio de derramamento de qualquer metal, impea colocando novamente a metade superior dos moldes de volta a posio inicial sobre os moldes e aguarde 30 segundos. Uma vez terminada a ebulio do ao, corte (rebarbe) a solda, assegurando-se de no danificar a superfcie Se a temperatura ambiente for inferior a 5C (40F) ou se houver chuva, neve ou vento, cubra a solda com uma calha de retardo de resfriamento imediatamente aps o corte. Desmonte a cobertura depois que a solda tenha resfriado abaixo dos 370C (700F).

2.12 - Corte dos cachimbos Os cachimbos da base podem ser dobrados ligeiramente de maneira que se possa esmerilhar as laterais do boleto e da parte superior. O ngulo entre o cachimbo e a base do trilho no deve exceder 45. Deve-

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 29

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

se ter cuidado quando flexionar os cachimbos para no criar um defeito (rachadura) quando quente na parte superior do patim, e quando frio, no arrancar parte do patim. As cunhas podem ser retiradas depois de no mnimo 15 minutos aps completada a corrida da solda.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 30

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.13 - Esmerilhamento de desbaste O esmerilhamento do perfil do trilho e da solda Aluminotrmica, pode ser feito aps a rebarbagem. O esmerilhamento da superfcie de rolamento do trilho, deve ser feito com um rebolo aprovado para essa funo. O esmerilhamento se completa quando o excesso de material da solda reduzido aproximadamente 0.75 milmetros (0.030). Quando a temperatura da superfcie da solda se estiver acima dos 370 C (700 F), pode-se azular a solda. Quando a temperatura estiver igual ou inferior a 370 C (700 F), no se permite o azulado do trilho. proibido o esmerilhamento do ao base dos trilhos em qualquer lado da solda, e na superfcie de rolamento durante o esmerilhamento de desbaste. Permite-se o esmerilhamento das pontas salientes dos lados interno e externo do trilho durante o esmerilhamento de desbaste sobre a solda que contenha um desajuste horizontal devido ao desgaste do trilho.

2.14 - Tensores de Trilhos e trfego Liberando a solda para o trfego. Se tiver sido usado um tensor hidrulico, libere o tensor depois que a temperatura da solda tenha baixado a menos de 370 C (700 F). Desmonte as cunhas ou cavaletes de alinhamento, no antes de 15 minutos aps a finalizao da corrida. Libere ao trfego somente depois que a solda tenha esfriado a menos de 370 C (700 F) e se tiver completado o esmerilhamento de desbaste. A leitura da temperatura se toma na parte superior e central da solda. Normalmente no se alcana essa temperatura antes de no mnimo 25 minutos.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 31

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.15 - Acabamento da solda Os melhores resultados so obtidos quando o esmerilhamento final, feito quando a solda est completamente fria (recomenda-se esperar 24 horas). Isto nem sempre possvel, mas aproveite o conhecimento deste para planejar o trabalho para que o esmerilhamento final seja o ltimo procedimento antes de se deixar o local de trabalho. Quando executar o esmerilhamento final, utilize uma rgua e verifique conforme se vai avanando. Somente esmerilhe onde a rgua apontar irregularidades. O azulado do trilho ou superfcie da solda no deve ser permitido em qualquer parte ou ao redor da solda. Deve-se empregar um esforo suave e ligeiro na esmerilhadora. A superfcie de rolamento da solda deve alinhar-se em relao a superfcie ao longo do trilho. A superfcie de rolamento da solda deve ser rebaixada para que corresponda exatamente com o perfil dos trilhos existentes. Deve-se aplicar um raio (reta imaginria) nas laterais interna e externa de tal maneira que no permaneam bordas salientes. 2.16 - Limpeza A limpeza pode ser realizada andes do procedimento de esmerilhamento final. O local de trabalho deve ser deixado seguro e limpo. A limpeza inclui os seguintes pontos: As fixaes, placas, pregos, parafusos, talas e pedaos de trilho, devem ser mantidas afastadas dos dormentes ao menos 2 metros de cada junta soldada. Aplicar novamente as fixaes. Repor a brita abaixo da solda. Carregar o caminho. Retirar e carregar todo lixo como embalagens, escria etc..

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 32

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

2.17 - Marcao e traado Para assegurar o acompanhamento posterior, importante que cada solda seja identificada adequadamente e que possua um registro para cada uma. Os procedimentos de marcao estaro de acordo com as instrues das ferrovias. A marcao da solda pode ser feita com giz de cera ou tinta, na alma ou com marcadores metlicos tipo puno ao lado externo do boleto do trilho. A marcao da solda inclue o seguinte: A flecha em que foi realizada a solda. O nmero de identificao do soldador e/ou nome do soldador. O nmero de soldas realizadas nesse ano. A temperatura do trilho. O nmero e/ou identificao da equipe.

A mesma informao, juntamente com a localizao da solda, pode ser anotado em uma folha de registro. importante que tais registros contenham a etiqueta adesiva destacvel da embalagem da poro de solda correspondente.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 33

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

3 - Controle de qualidade do trabalho A qualidade controlada quando o soldador tiver cumprido com todas as medidas de precauo requeridas em cada etapa do trabalho, desde a preparao do local de trabalho at a limpeza do mesmoPara obter a melhor qualidade e contar como guia, pode-se elaborar uma forma de autoavaliao. Recomenda-se amplamente o estabelecimento de um ciclo de capacitao e certificao para os soldadores. Normalmente o soldador deve revisar a qualidade final da solda e se fr o caso, notificar a solda que no cumpra totalmente com os quesitos de qualidade. Informar os seguintes pontos: - Quando verificar que a solda realizada contm um defeito na superfcie (falta de metal, fissuras, incluses, danos nos trilhos soldados, etc.). - Se durante a realizao do trabalho, ocorrer um incidente ou erro de manipulao (desmoldagem demasiado precoce ou tardio, vazamento, folga incorreta, fuso da ponta do trilho, movimentao do trilho devido a alterao repentina da temperatura, circulao antes do previsto, esmerilhamento excessivo, etc.) qualquer fato que indique que a qualidade final da solda no confivel. - Se a solda no cumpre com os requisitos geomtricos e no pode ser aceita. Nestes casos, dever notificar imediatamente o supervisor e descrever detalhadamente a natureza do incidente ou defeito que possam ajud-lo a tomar uma deciso sobre o ocorrido. 3.01 - Inspeo visual O setor responsvel da Ferrovia estabelecer os procedimentos de inspeo visual. Guie-se por tais instrues e procedimentos. No caso de no se contar com essas instrues, dever seguir o seguinte: A solda no deve apresentar um grande deslocamento dos moldes, tais como moldes desalinhados ou no ajustados adequadamente. Ao longo do trilho a rea deve ser nivelada, no deve apresentar nenhum defeito (marcas de disco de corte, marcas acidentais causadas pela esmerilhadora, derrame de metal, marcas de marteladas, etc.). A rea fundida no dever mostrar defeitos de superfcie tais como os seguintes: porosidade, fissura de contrao, incluso de areia ou escria, deformao com protuberncia, etctera.

Se no forem cumpridos tais requisitos, a solda no poder ser aceita. Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 34

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

3.02 - Controle geomtrico O setor responsvel da Ferrovia, estabelecer os procedimentos de controle geomtrico. Guie-se por tais instrues e procedimentos. No caso de no se contar com essas instrues dever seguir o seguinte: As doferentes medies propostas abaixo, podem ser executadas com a ajuda de uma rgua biselada de aproximadamente 1 metro de comprimento. a) Verificao de possveis cavidades

No se recomenda a presena de uma cavidade, mas em caso da existncia, no deve exceder uma profundidade de 0,15 mm. c) Verificao de alinhamento horizontal

Com a rgua colocada no lado interno do perfil do trilho, 2/3 abaixo da superfcie de rolamento, o alinhamento no dever exceder: Na figura 1, que a folga no seja maior que Y. Na figura 2, que a folga no extremo da rgua no seja maior que Z.

Y e Z so valores para as ferrovias e devem ser compatveis com a tenso normal esperada sobre um trilho soldado, assim como devem ser compatveis com a capacidade dos soldadores. Se excederem estes valores, a solda deve ser recusada.

Figura 1 Tambm deve ser verificado a extenso da rea esmerilhada.

Figura 2

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 35

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

ANEXO 1LISTA DE VERIFICAAO DE CONTROLE DE QUALIDADE DA SOLDASoldador: Nm. de Solda: Tamanho do Trilho: Item Tipo: Data: Data: Setor: Local: Observao

Categora Segurana Trilho

Alinhamento

Verificar todos os procedimentos de segurana e equipamentos A limpeza das pontas dos trilhos foi feita adequadamente? Foi estabelecida a folga correta (25 mm 2 mm) entre os trilhos com uma serra a disco? So aceitveis as condies da superfcie dos trilhos? Qual a diferena entre a altura dos trilhos? Qual a diferena de desgaste horizontal do perfil dos trilhos? A flecha foi feita adequadamente entre os trilhos? Alinhamento vertical a solda baixa ou alta? A flecha adequada? Alinhamento vertical O alinhamento excede a especificao da Ferrovia? Alinhamento horizontal Esto paralelos o boleto e patim? Alinhamento horizontal O nivelamento excede as especificaes da Ferrovia? Verificou-se o tamanho adequado dos moldes? Ficaram alinhados e encaixados perfeitamene aos trilhos? Os moldes foram cobertos durante a vedao? A vedao dos moldes foi feita adequadamente? O tampo foi colocado adequadamente? Verificou-se o tamanho adequado da poro? Foi conferida a especificao da poro com o trilho: Tipo: Dureza: Estavam em boas condies de trabalho os equipamentos e as ferramentas? Foram utilizadas adequadamente? O cadinho foi inspecionado? Foi centralizado adequadamente aos moldes? O equipamento de pr-aquecimento estava em boas condies de trabalho e segurana? O maarico foi alinhado adequadamente? A presso do oxignio estava correta? A presso do propano estava correta? A chama estava ajustada corretamente? O pr-aquecimento das pontas dos trilhos estava correta? Verificou-se a uniformidade do pr-aquecimento das pontas dos trilhos? As pontas dos trilhos fundiram? Tempo de pr-aquecimento: minutos: segundos: O cadinho retirado foi colocado em lugar seguro? ........minutos aps a corrida. A cuba de escria retirada foi colocada em lugar seguro?............minutos aps a corrida. A parte superior dos moldes foi cortada adequadamente?..........minutos aps a corrida. A rebarbadora foi ajustada adequadamente para o tamanho do trilho? O esmerilhamento foi verificado antes da liberao da via para circulao? O acabamento foi feito conforme as especificaes? Visual S*: Satisfatrio I**: Insatisfatrio Supervisor: Assinatura:

Moldes

Poro Ferramentas Cadinho Praquecimento

Desmontagem

Corte Esmerilhamento Inspeo

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 36

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

ANEXO 2RECOMENDAES DESMEMBRADAS DO TEXTO:

1.-

RESPEITAR OS SEGUINTES TEMPOS: TODOS OS TEMPOS SO MEDIDOS A PARTIR DO FINAL DA CORRIDA.

3 minutos mn. retirar o cadinho e a cuba de escria. 4 minutos mn. retirar a prensa e as placas laterais dos moldes. 5 minutos mn. romper o molde. 5 a 6 minutos mn. rebarbar (cortar) com a rebarbadora. 15 minutos mn. retirar os cavaletes de alinhamento ou as cunhas.2.VEDAR EM DUAS ETAPAS:

1) Se faz uma vedao fina para fechar bem a junta entre o molde e os trilhos. 2) Se faz uma outra vedao para fechar todos os espaos.DEVE-SE USAR CONTEDO COMPLETO DO PACOTE DE PASTA DE VEDAO PARA CADA SOLDA. 3.-

Depois da limpeza com a escova de ao, recomenda-se limpar e secar as pontas dos trilhos com o maarico de 1 a 2 de cada lado. Em caso de trilho molhado aps uma chuva, recomenda-se fazer essa operao sobre uma distncia de 100 mm de cada lado da folga.

4.-

Sempre regular as presses e pr-aquecer com os cilindros na vertical e o cilindro de oxignio deve sempre estar com uma presso mnima de 500 psi, em caso contrrio deve-se substituir o cilindro por um completamente cheio.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 37

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

ANEXO 3

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 38

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 39

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

ANEXO 4

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 40

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

ANEXO 5 SOLDA DE REPARO FOLGA LARGA CA 50

A solda de reparo Folga Larga CA 50 elimina a necessidade de se utilizar um pedao de trilho e aplicao de 2 soldas nos seguintes casos: 1) Substituio de uma solda defeituosa. 2) Eliminao de um defeito no trilho (sempre e quando for inferior a 50 mm de comprimento). 3) Aplicao de uma solda quando no se pode obter a folga normal de 25 2mm. Ao aplicar essa solda devero ser seguidas as indicaes mencionadas neste manual, acrescentando o seguinte: 01. A folga a ser soldada dever ser de 50mm 2mm. 02. As presses so as mesmas indicadas no pargrafo 2.07 03. O desmolde dever ser feito com um tempo de 10 minutos aps o final da corrida. 04. Deve-se utilizar as placas laterais e de fundo especficas para solda larga, bem como todos os equipamentos e ferramental indicados por Railtech e seguir a risca todas as instrues deste manual de aplicao, a fim de evitar possveis problemas na soldagem e conseqentemente afetar a qualidade final da solda.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx

MANUAL LP CS OP - V.2.0 - 12/08/03 PGINA 41

Estos dibujos y anexos, confiados personalmente al destinatario, no deben ser, sin nuestra autorizacin escrita, copiados, reproducidos o comunicados a terceras personas.

ANEXO 6 Solda de transio (perfis diferentes ou trilho novo com trilho desgastado)Para soldar trilhos de diferentes perfis ou de mesmo perfil porm com alturas diferentes em mais de 3 mm, se deve utilizar moldes especiais chamados de Transio. Nem todos perfis diferentes podem ser soldados diretamente. Existe uma limitao efetiva sobre a mxima diferena de altura que pode existir, a qual necessria consultar o fabricante sobre a possibilidade de se fazer a solda. Nestes casos, uma soluo seria utilizar um pedao de trilho com uma altura intermediria, por exemplo, para soldar um trilho TR57 com um TR40, a soluo seria utilizar um pedao de trilho TR50, aplicando uma solda de transio TR57 / TR50 e uma TR50 / TR40. O tamanho mnimo que o trilho intermedirio dever possuir, dever ser recomentdado pela Ferrovia. ATENO: - de suma importncia cuidar para que durante o alinhamento e nivelamento, nenhum dos trilhos estejam inclinados (torcidos) para evitar esforos prejudiciais de toro os quais faro que a solda se rompa com o tempo. As almas dos 2 trilhos devem estar totalmente verticais. - No esquecer de calar corretamente os dormentes ao lado da junta. - Quando a diferena de altura grande, recomenda-se aproximar os dormentes de cada lado da junta. NOTA: Quando os perfis so diferentes, os moldes so disimtricos, portanto existe um molde esquerdo e um molde direito (diferente para cada lado da via). importante especificar no momento do pedido a quantidade de moldes direitos e esquerdos requeridos.

Marconi N 6 Fracc. Industrial San Nicols 54030 Tlalnepantla, Mx. Tel.: (52) 55 5310 9496 / (52) 55 5310 9371 Fax.: (52) 55 5310 2763 www.railtech.com.mx