Juntos PODEMOS conseguir - .OUTONO 2016 EDI‡ƒO ESPECIAL BRASIL & ALEMANHA ANZEIGE...

Click here to load reader

download Juntos PODEMOS conseguir - .OUTONO 2016 EDI‡ƒO ESPECIAL BRASIL & ALEMANHA ANZEIGE ANZEIGE ANZEIGE

of 8

  • date post

    17-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Juntos PODEMOS conseguir - .OUTONO 2016 EDI‡ƒO ESPECIAL BRASIL & ALEMANHA ANZEIGE...

OUTONO 2016 EDIO ESPECIAL BRASIL & ALEMANHA

ANZEIGE

ANZEIGE ANZEIGE

G

raas a Deus, tudo correubem: os Jogos Olmpicosde Vero de 2016 no Riode Janeiro se passaram eos paraolmpicos,

tambm. Durante meses, um mar depessimistas previa uma catstrofe, masela no aconteceu. Ao contrrio, os jo-gos transcorreram de forma pacfica e,antes de tudo, no houve atentados porterroristas islmicos uma preocupa-o que pairava no ar como uma espadade Dmocles durante os dias destegrande evento esportivo. A parte de al-guns detalhes insignificantes, todos oslocais de competio se apresentaramem condies excelentes, comotambm foi o caso das hospedagens naCidade Olmpica, para os atletas e asgrandes comitivas das respectivas fede-raes olmpicas. verdade: os brasilei-ros podem se orgulhar de tudo o que foirealizado no Rio de Janeiro antes e du-rante os jogos!

Assim aconteceu o que o ex-prefeitodo Rio de Janeiro, Eduardo Paes, no secansava de afirmar: Ns vamos conse-guir! Ento agora tempo de respiraraliviado! Adicionalmente a isso, pesqui-sas do setor de turismo mostram que omaior evento esportivo deste ano teveefeitos muito positivos para que se con-hecesse melhor o 5o maior pas do mun-do isto tambm um sucesso! Mas co-mo o prprio Brasil lida com tudo isso?Ser que os brasileiros simplesmenteesto aliviados que finalmente agora tu-do passou? Ou poder o pas, atravsdisso, ganhar nova vitalidade e recupe-rar uma autoconfiana maior? Afinal,sempre foi esta a alegao do ento pre-sidente Lus Incio Lula da Silva (de2003 a 2011) para que se realizassem noBrasil tanto a Copa do Mundo de 2014como tambm os Jogos Olmpicos de2016. Este duplo desafio de primeira or-dem deveria ocasionar um grande au-mento de prestgio do Brasil.

bem verdade que o Brasil precisa deum novo comeo, tanto a nvel econm-ico como poltico. No setor da econo-mia, a deposta ex-presidente DilmaRousseff manteve a concepo de seuantecessor Lula, ou seja, uma combina-o de uma ascenso econmica atravsdas exportaes com um consumo in-terno subsidiado pelo governo. Porm,o esfriamento da economia mundial,que persiste h alguns anos, tirou destemodelo econmico os seus fundamen-tos principais. No houve uma reaopoltica adequada por parte do governo,e assim, o Brasil entrou em uma criseeconmica de tamanho considervel,com taxas de crescimento cada vez me-nores, desemprego alto e uma inflaoacelerada.

Esta crise ainda no passou e os seusefeitos negativos podero at aumentarnos prximos meses. O novo presidenteMichel Temer, no entanto, formou umtime de especialistas competentes comampla experincia prtica de governo.Assim, o ex-presidente do Banco Cen-tral Henrique Meirelles se tornou mi-nistro da Fazenda e Jos Serra, ex-go-vernador do estado de So Paulo, assu-miu o Ministrio das Relaes Exterio-res. O cargo mais importante do Mi-nistrio da Agricultura ficou com BlairoMaggi, um dos empresrios agrcolasmais bem sucedidos da Amrica Latina,mesmo sendo questionado por boa par-

te do lobby ecolgico do Brasil, que seencontra em plena ascenso.

Igualmente desgastante e dolorososer a luta que o Brasil tem que travarcom as consequncias do escndalo decorrupo em torno da empresa estatalpetrolfera Petrobras. No maior caso depropinas que o pas j presenciou, in-vestiga-se agora tambm o prprio Lu-la, at hoje o poltico de mais prestgiodo Partido dos Trabalhadores (PT). Oescndalo tambm deuorigem queda de sua co-lega de partido e sucesso-ra na presidncia, Rous-seff, bem como a de ou-tros grandes nomes doPT, que chegaram ao po-der atravs do prprioLula a partir de 2003.

A histria brasileiraconheceu casos espeta-culares de corrupo. Oque, afinal, to especialno escndalo da Petro-bras? Ser o volumeimenso afinal, trata-se de pelo menos3 bilhes de dlares - ou a dimenso daparticipao de grande parte da elitepoltica e econmica do pas neste la-maal? Ou ser por ser a primeira vezque um escndalo desta proporo apresentado populao e investigadopublicamente? Seja como for, o juiz re-sponsvel pelo caso Sergio Moro foi ojurista de Curitiba que iniciou todo esteprocesso se orienta em nada menosdo que a campanha italiana mani puli-

te (mos limpas) que foi responsvel,na poca, pela queda de boa parte doestablishment poltico da Itlia.

E assim, no Brasil ainda h muito aacontecer. O demorado e doloroso im-peachment de Rousseff e a posse de Mi-chel Temer como presidente da repbl-ica deixaram feridas profundas. Temerno s foi vice-presidente de Rousseff,deposta por deciso parlamentar, comotambm se aliou ao PT com o seu par-

tido de meio direita, o PMDB, tanto emnvel federal como estadual.

Assim no de se estranhar que oseleitores nas eleies comunais noincio deste ms preferiram votar noscandidatos do partido conservadorPSDB. Estes conseguiram at eleger oseu candidato para prefeito de So Pau-lo, Joo Dria, no primeiro turno umterremoto poltico de primeira ordem.O PT foi o grande perdedor das elei-es, mas tambm o candidato de Temer

sucesso de Eduardo Paes para a prefei-tura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo, noteve sucesso. previsto um governo detransio liderado pelo presidente Te-mer at 2018. Nas prximas eleiespresidenciais, porm, ele no pode secandidatar. No mais tardar ser em 2018que o Brasil poder ganhar um recome-o poltico, pelo qual especialmente osjovens brasileiros anseiam comurgncia. O ex-presidente Lula porm

no quer saber de nen-huma renovao: nocansa de repetir quequer se candidatar nova-mente. Mas isto talvezseja impossvel por mo-tivos judiciais, a no serque todos os processoscontra ele sejam arqui-vados.

Uma coisa est certa:o Brasil ter dias melho-res pela frente, apesarde os experts preverems para o ano de 2018 a

luz no fim do tnel. Hoje em dia, j noexistem mais os preos fantasiosos eexagerados da dcada passada, o quetorna o Brasil muito atrativo novamen-te para empresas alems dos ramosmais diversos. Assim, o EncontroEconmico BrasilAlemanha 2016 naTurngia acontece em boa hora.

O contedo desta edio incluido um PDF navegvel em portugus encontra-se em: www.weltde/brasilien

JuntosPODEMOS

conseguir AT AS ELEIES DE 2018, MICHEL

TEMER TEM A RESPONSABILIDADE

DE CONDUZIR UM GOVERNO DE

TRANSIO.MUITOS VEEM NA

PRXIMA SUCESSO PRESIDENCIAL

UMA NOVA CHANCE PARA O PAS

A unio faz a fora: as alems Kira Walkenhorst ( esq.) e Laura Ludwig ganham medalhas de ouro na deciso do vlei de praia contra a dupla brasileira Agatha e Brbara

PA

/ D

PA

/ M

AR

VIN

IB

O G

N

G

R

2 P no Cho O Brasil no umanao com xito em todas as reaseconmicas. No setor agrrio, noentanto, o pas tem garantido umaverdadeira histria de sucesso.

3 Herana em tinto e brancoSade!Brasileiros descobrem cadavez mais o vinho nacional emostram que h muito potencialescondido nas vincolas brasileiras.

4 Amazonas para aventureiros Viajar de barco pelo Rio Amazonas uma experincia nica. Quemparte de mente aberta faz do rio aprpria rua.

6 Longe da poluioA costa brasileira est cheia de ilhasbelssimas. Algumas so verdadei-ros parasos isolados cheios dehistria.

7 Relquias naturais em BerlimNo sculo XIX o pesquisador Fried-rich Sellow estudava espcies brasi-leiras. Pouco conhecido, seu trabal-ho tem valor imensurvel.

8 Ilustre anfitriPequena no tamanho mas giganteem seu valor cultural e intelectual.Conhea Weimar, cidade escolhidapara sediar o Encontro EconmicoBrasil-Alemanha.

CONTEDO

O tradicional Encontro Econmico

Brasil-Alemanha acontece este ano

de 16 a 18 de outubro na cidade de

Weimar, no estado da Turngia. O

evento uma realizao da Federa-

o das Indstrias Alems (BDI) em

parceria com a Confederao Na-

cional da Indstria (CNI). O encon-

tro tambm tem o apoio do Mi-

nistrio Econmico da Turngia e da

Cmara de Comrcio e Indstria

Brasil-Alemanha (AHK), em So

Paulo. Diversos painis e workshops

iro abordar temas polticos e

econmicos, alm tratarem sobre o

potncial de negcios entre os dois

pases. Durante os trs dias de

evento, so aguardados centenas

de participantes das reas econm-

ica e poltica na cidade anfitri.

O 34o

Encontro Econmico Brasil-Alemanha

POR HILDEGARD STAUSBERG

O Brasil precisa urgente de renovao poltica

e econmica. Com o apoio de um time

experiente, o presidente Michel Temer aposta

no pragmatismo para conduzir o pas

AV 217.10.16 Montag, 17. Oktober 2016 DWBE-VP2Belichterfreigabe: --Zeit:::Belichter: Farbe:

??/DW/DWBE-VP217.10.16/1/DWBE-VP2-002 WLENDL 5% 25% 50% 75% 95%

+

DIE WELT OUTONO 20162 BRASIL & ALEMANHA

Brasil num piscar

de olhos

rea: 8,5 milhes de km2

(5 maior pas do mundo)

Capital federal: Braslia

Lngua oficial: portugus

Moeda: Real (R$),

1 R$ equivale a 100 centavos

Atual taxa de cambio: 1 Euro =

3,51 Reais (outubro de 2016)

Populao: com 202,6 milh-

es de habitantes (2014) o Brasil

o pas mais populoso da

Amrica do Sul e o 5 do mundo

Cidades: as cidades mais

populosas so So Paulo (11,9

milhes), Rio de Janeiro (6,47

milhes), Salvador (2,92 milh-

es), Braslia (2,91 milhes) For-

taleza (2,59 milhes) e Belo

Horizonte (2,5 milhes)

Fauna e flora: O Brasil possui

em seu meio ambiente a maior

biodiversidade do planeta.Em

suas florestas abriga apro-

ximadamente 524 espcies de

mamferos, 517 de anfbios,

1.677 de aves e 468 de rpteis.

Alm disso, dentre essas for-

mas de vida, grande parte

endmica, ou seja, existem

apenas