FEI - Modelagem de negocios - 2° semestre 2010

download FEI - Modelagem de negocios - 2° semestre 2010

of 58

  • date post

    07-Jul-2015
  • Category

    Education

  • view

    286
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of FEI - Modelagem de negocios - 2° semestre 2010

  • Felipe Campana Flvio Campana Nat Barros

    Modelagem de Negcios

  • Metodologia para desenvolvimento de sistemas e modelagem de negcios; SGBD Sistemas gerenciadores de bancos de dados; CMM Capability Maturity Model; SOA Service Oriented Architecture; Evoluo dos modelos de negcio da economia digital.

    Modelagem de Negcios

    Agenda:

  • uma descrio de como uma organizao funciona, um padro geral que descreve suas atividades principais. (Henry Lucas)

    Definio Modelo de negcio

    Objetivos; Receita; Lucro; Produtos e Processos; Servios; Mercado consumidor;

    Fornece informaes sobre:

  • Anlise e melhoria do fluxo de informaes;

    Realizao de anlises organizacionais e de indicadores (processos, financeiros e outros);

    Realizao de simulaes, apoiando tomada de decises;

    Reduo de tempo e custos dos processos

    Vantagens

    Modelo de negcio

  • Modelo Varejista

  • Modelo B2B

  • Metodologias para desenvolvimento de sistemas

    um conjunto de regras e padres que orientam a abordagem utilizada em todas as tarefas associadas com o ciclo de vida do desenvolvimento de sistemas. (Prof. Inamarcia de Moraes Sousa Gonzalez Notas de Aula) Fac. Santissmo Sacramento (www.sied.com.br/sys/prof_arquivos/Aps_i.ppt)

    Definio

    Estudo; Anlise; Projeto; Implementao; Teste; Implantao; Manuteno; * Corretiva; * Evolutiva.

  • Qual a finalidade do sistema?A que ele se prope?Que problemas ele dever resolver?Que requisitos devem ser atendidos?O que muda com a sua implantao?Algum outro sistema ser por ele substitudo?

    Ateno: As respostas devem concentrar-se no que o sistema faz e no em como o faz.

    Algumas indagaes...Metodologias para desenvolvimento de sistemas

  • Deve definir o ciclo de vida do sistema a ser adotado, ou seja, quais as fases de trabalho a serem executadas;

    Deve apresentar definio clara de quem faz o qu, quando, como, e onde, para todos os envolvidos diretamente ou no com o desenvolvimento de sistemas;

    Deve estabelecer quais os pontos de controle e padres de qualidade, alm das responsabilidades do pessoal envolvido nos controles e mtricas.

    Aspectos Relevantes Metodologia

  • SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

  • Um sistema de gerenciamento de banco de dados consiste em uma coleo de programas para prover o acesso a esses dados.(H. Korth)

    O objetivo principal de um sistema de banco de dados prover um ambiente que seja adequado e eficiente para uso na recuperao e armazenamento de dados. (H. Korth)

    Definio Objetivos SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

  • Um sistema de gerenciamento de banco de dados composto de uma coleo de arquivos inter-relacionados e de um conjunto de programas que permitem aos usurios fazer o acesso e a modificar esses arquivos;

    O grande objetivo prover aos usurios uma viso abstrata dos dados.

    Abstrao de dadosSGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

  • Abstrao de dadosSGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

  • Abstrao de dados (Exemplo-Banco)SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

  • SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

    Modelos de dados: Diagrama Entidade Relacionamento (Exemplo)

  • SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

    Modelo de Dados Orientado a Objeto (Exemplo)

  • SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

    Chave Primria e Estrangeira Chave primria:Atributo ou combinao de atributos que possuem a propriedade de identificar de forma nica uma linha da tabela. Corresponde a um atributo determinante. Cada tabela deve incluir um campo ou conjunto de campos que identifique de forma exclusiva, cada registro armazenado na tabela. Essas informaes so chamadas de chave primria da tabela.

    Chave estrangeira: formada atravs de um relacionamento com a chave primria de outra tabela. Define um relacionamento entre as tabelas e pode ocorrer repetidas vezes. Caso a chave primria seja composta na origem, a chave estrangeira tambm o ser.

  • SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

    Chave Primria e Estrangeira (Exemplo)

    Tabela Produtos - Codigo_produto - Produto - Categoria - Preo Data - Quantidade - Descricao

    Tabela Itens do Pedido - Numero_pedido - Codigo_produto

  • Gerenciador de banco de dados

    Principais tarefas:

    Interao com o gerenciador de arquivos; Cumprimento e integridade; Cumprimento de segurana; Cpias de reserva (backup) e recuperao; Controle de concorrncia;

    SGBD Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados

  • CMM - Capability Maturity Model - Dcada de 80 (Crise do Software): Surge nos EUA a necessidade do DoD (Department of Defense) em avaliar os processos de desenvolvimento adotados por empresas que concorriam as licitaes, pois muitos dos sistemas (software) eram defeituosos, no entregues e assim no usados.

    1984: O DoD patrocinou a fundao do SEI (Software Engineering Institute) na Universidade de Carnegie Mellon (Pittsburg) com o objetivo de propor um modelo para avaliar seus fornecedores.

    1986: Watts S. Humphrey fundou na SEI o software process program que resultou no desenvolvimento do CMM, publicado em seu livro Managing the software process em 1989.

    Histrico

  • CMM - Capability Maturity Model CMM - Modelo de Maturidade de Capacitao tambm conhecido como Software CMM (SW-CMM).

    Definio: Uma soma de "melhores prticas" para diagnstico e avaliao de maturidade do desenvolvimento de softwares em uma organizao.

    Finalidade: Acabar com as promessas sobre como aumentar produtividade e qualidade de software, atravs de novas metodologias e tecnologias, propondo a melhoria continua.

    Como?

    Ser baseado em experincia prtica de empresas de software

    Refletir o melhor do estado da prtica

    Atender as necessidades daqueles que realizam melhoria do processo de software e avaliao do processo de software

    Ser documentado e estar disponvel publicamente

  • CMM - Capability Maturity Model O CMM descreve os estgios de maturidade por que passam as organizaes enquanto evoluem no seu ciclo de desenvolvimento de software, atravs de avaliao contnua, identificao de problemas e aes corretivas, dentro de uma estratgia de melhoria dos processos. Este caminho de melhoria definido por cinco nveis de maturidade.

    O CMM fornece s organizaes orientao sobre como ganhar controle do processo de desenvolvimento de software e como evoluir para uma cultura de excelncia na gesto de software.

    O objetivo principal nas transies atravs desses nveis de maturidade a realizao de um processo controlado e mensurado que tem como fundamento a melhoria contnua.

    A cada nvel de maturidade corresponde um conjunto de prticas de software e de gesto especficas, denominadas reas-chave do processo (KPAs - Key Process Areas). Estas devem ser implantadas para que a organizao possa atingir o nvel de maturidade desejado.No uma metodologia!

  • Conceitos fundamentais sobre Processos de Maturidade

    Um processo de software pode ser definido como um conjunto de atividades, mtodos, prticas e mudanas que as pessoas devem usar para desenvolver e manter os produtos de software. Por exemplo, planejamento, documentos sobre o desenho do software, cdigos, resultado de testes e manuais de usurios.

    Os processos de software mostram a quanto uma organizao madura para desenvolver e manter os produtos de software. Uma organizao ganha maturidade se institucionaliza os processos de software atravs de polticas, padres e estrutura organizacional.

    Modelo de Maturidade: Coleo estruturada de elementos que descrevem certos aspectos da maturidade de uma organizao. por exemplo:

    um ponto de partida os benefcios dos usurios em experincias anteriores uma forma de definir as melhorias mais significativas para uma organizao um vocabulrio comum e uma viso compartilhada um framework para priorizar aesCMM - Capability Maturity Model

  • Os 5 Nveis de Maturidade:

    CMM - Capability Maturity Model Hierarquia: importante respeitar a hierarquia dos nveis, pois sem base elas podero ser facilmente abandonadas.

    Por isso h a ordenao de nveis do CMM, pois prticas dos nveis inferiores servem de base e fundamento para os superiores Visibilidade: Um dos objetivos e benefcios principais do modelo CMM proporcionar a visibilidade apropriada do processo de desenvolvimento, tanto para o corpo tcnico quanto para o corpo gerencial.Sem o apoio de modelos como CMM muito difcil manter controle do projeto.

  • Visibilidade: caixa preta - resultado pode acabar saindo, com prazos e custos fora do controleCMM - Capability Maturity Model Nvel 1- Inicial

    No existe repetibilidade de processos

    Em geral, no se cumprem prazos

    Os projetos custam mais do que o previsto

    Depende-se de habilidades pessoais, as qualidades, procedimentos e o conhecimento pertencem s pessoas

    Em crise (estado normal) a organizao abandona tentativas de manter procedimentos e concentra-se bsico: codificar (e talvez testar)

  • Nvel 2- Repetvel

    Polticas e procedimentos para gerenciar o desenvolvimento de software existem e so obedecidas. H ambiente estvel para se repetir prticas de sucesso

    Planejamento formal de novos projetos (baseados em experincia anterior)

    O desenvolvimento acompanhado e os planos revisados quanto aos prazos, custos, estimativos e funcionalidades

    No h entretanto padronizao, o gerenciamento feito por projeto e os processos podem ser repetidos com resultados previsveis.

    CMM - Capability Maturity Model Visibilidade: pontos de verificao nas sadas de fases e h tomada