Da minha inf¢ncia querida Literatura - 2 S‰RIE - CEMALY 2014...  Barroco e ao...

Click here to load reader

download Da minha inf¢ncia querida Literatura - 2 S‰RIE - CEMALY 2014...  Barroco e ao Romantismo, respectivamente

of 23

  • date post

    17-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    232
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Da minha inf¢ncia querida Literatura - 2 S‰RIE - CEMALY 2014...  Barroco e ao...

ww

w.c

ema

ly.c

om.b

r

1/23

PGINA

01. Quanto Literatura Brasileira, assinale a alternativa

correta.

(A) Os escritores romnticos, contrrios aos rcades,

buscavam uma forma mais objetiva de descrever a

realidade, revelando os costumes, as relaes sociais, a

crise das instituies etc.

(B) O racionalismo uma caracterstica presente tanto no

Arcadismo, quanto no Realismo, em contraposio ao

Barroco e ao Romantismo, respectivamente.

(C) A publicao de O Cortio, de Alusio Azevedo, em

1881, marca oficialmente o incio do Realismo no Brasil.

(D) A linguagem objetiva, a perfeio formal e o

universalismo so caractersticas presentes na poesia

barroca.

(E) Amor, solido, ptria, ndio, medievalismo so temas

igualmente presentes na poesia pica de Gonalves Dias e

Castro Alves.

02. Leia com ateno este poema de lvares de Azevedo.

Quando em meu peito rebentar-se a fibra,

Que o esprito enlaa dor vivente,

No derramem por mim nem uma lgrima

Em plpebra demente.

E nem desfolhem na matria impura

A flor do vale que adormece ao vento:

No quero que uma nota de alegria

Se cale por meu triste passamento.

Eu deixo a vida como deixa o tdio

Do deserto o poento caminheiro...

Como as horas de um longo pesadelo

Que se desfaz ao dobre de um sineiro... AZEVEDO,

lvares. Lembrana de morrer.

Para o eu lrico, a morte representa:

(A) uma passagem, que no causa dor, por isso no

necessrio lamentar.

(B) um tdio, que no cessa, por isso simplesmente uma

passagem.

(C) um deserto deixado pelo caminheiro, que se v feliz por

t-lo deixado.

(D) um longo pesadelo, mas com tempo certo para

terminar.

(E) um encontro com a morte

03. O texto abaixo a estrofe inicial do poema "Meus oito

anos", de Casimiro de Abreu:

(...)

Oh! Que saudades que tenho

Da aurora da minha vida,

Da minha infncia querida

Que os anos no trazem mais!

Que amor, que sonhos, que flores,

Naquelas tardes fagueiras

sombra das bananeiras,

Debaixo dos laranjais!

(...)

(In CANDIDO, A.; CASTELLO, J. "A. Presena da literatura brasileira, v. 2.

So Paulo: Ditei, 1979.)

Sobre o poema, NO se pode afirmar que

(A) se trata de um dos poemas mais populares da

Literatura Brasileira.

(B) o poeta se vale do texto para manifestar a sua saudade

da infncia.

(C) a linguagem no erudita, pois se aproxima da

simplicidade da fala popular, o que uma marca da poesia

romntica.

(D) a memria da infncia do poeta est intimamente ligada

natureza brasileira.

(E) o poeta racional e contido ao mostrar a sua emoo no

poema.

04. "...com a morte do av, Aurlia recebe

inesperadamente uma grande herana e torna-se muito rica

da noite para o dia. Movida pelo despeito, resolve tentar

comprar seu ex-noivo; est disposta, no entanto, a

confessar-lhe que ainda o ama e o quer, se ele mostrar

dignidade, recusando a proposta degradante. Ela incumbe

seu tutor, Lemos, de propor a Fernando, atravs de

negociaes secretas, o casamento com uma rica jovem,

que poderia oferecer-lhe um dote; em troca, exige que ele

assine um contrato aceitando a condio de vir a conhecer

a noiva apenas alguns dias antes do casamento."

As informaes anteriores referem-se a importante obra

da prosa romntica brasileira.

Assinale a alternativa em que aparece o nome da mesma.

(A) A Moreninha

(B) Inocncia

(C) Memrias de um Sargento de Milcias

(D) Senhora

(E) Cinco minutos

05. Considere as seguintes afirmaes sobre a obra de

Jos de Alencar.

I - Em IRACEMA, narram-se as aventuras e desventuras

de Martim Francisco, portugus, e Iracema, a indgena dos

lbios de mel, casal que simboliza a unio dos dois povos

nas matas brasileiras inexploradas.

II - Em SENHORA, Aurlia herda uma fortuna que a salva

da pobreza e lhe permite comprar um marido, Seixas, de

quem j fora namorada e com quem manter um casamento

perturbado por conflitos e acusaes mtuas.

Literatura

ww

w.c

ema

ly.c

om.b

r

2/23

PGINA

III - Em O GUARANI, as aventuras de Peri, bravo

guerreiro indgena, so norteadas pela necessidade de

servir e proteger a jovem virgem loira Ceci, cuja

integridade fsica ameaada por malfeitores e indgenas

perigosos.

Quais esto corretas?

(A) Apenas I

(B) Apenas III

(C) Apenas I e II

(D) Apenas II e III

(E) I, II e III

06. Em Memrias de um sargento de milcias, Manuel

Antnio de Almeida vale-se do ttulo de memrias,

normalmente associado s narrativas em primeira pessoa,

para criar um romance narrado em terceira pessoa, em que

personagens tecem a vida do Rio de Janeiro, no tempo do

rei D. Joo VI. Sobre esse romance, NO correto

afirmar:

(A) A personagem Leonardo, abandonado pelo pai e pela

me, pratica seus atos guiado mais pela confuso das

atitudes do que pelo conflito pessoal.

(B) O Rio de Janeiro projetado pelo autor constitudo por

elementos de diversas classes sociais.

(C) A cidade do Rio de Janeiro apresentada em seus

aspectos negativos e as personagens so, muitas

vezes, ridicularizadas.

(D) O romance foi publicado em folhetim e s

posteriormente assumiu a feio de livro, fato bastante

comum para a poca.

(E) Memrias de um sargento de milcias um romance que

recupera o tempo ps-independncia, quando o Brasil

procurava se afirmar como nao autnoma.

07. Quando comparamos a fico romntica de Jos de

Alencar com as obras realistas de Machado de Assis,

possvel diferenci-las em muitos pontos, tais como:

I. A fico romntica, em geral, termina com a unio do

casal no casamento (como em Senhora, em que a unio do

casal s se realiza no fim do livro), ao passo que a narrativa

realista costuma terminar com a dissoluo do casamento

(como em Dom Casmurro).

II. Na fico romntica, visvel que tudo gira em torno do

sentimento amoroso (como em Senhora), mas na fico

realista o que se percebe muito mais erotismo que amor

(como em Memrias pstumas de Brs Cubas, em que h o

envolvimento adltero de Virglia e Brs Cubas).

III. Os protagonistas das obras romnticas so muito

virtuosos (como Peri em O Guarani), j os protagonistas

das obras realistas so comuns (como em Dom Casmurro).

IV. As obras romnticas so sempre localizadas no passado

histrico (como em O Guarani), enquanto as realistas so

invariavelmente localizadas no presente (como em Quincas

Borba).

Est(o) correta(s)

(A) apenas I, II e III.

(B) apenas I, II e IV.

(C) apenas I e III.

(D) apenas II, III e IV.

(E) todas.

08. Assinale a alternativa correta sobre a prosa romntica

no Brasil.

(A) Retrata uma srie de transformaes econmicas,

cientficas e ideolgicas, decorrentes de uma nova

revoluo industrial.

(B) Tem como principais caractersticas o racionalismo, a

imitao dos clssicos, o bucolismo e o pastoralismo.

(C) Iniciou em meados do sculo XVI e caracteriza-se pela

fluidez do tempo, que coloca o homem diante de um dilema:

viver a vida ou preparar-se para a morte?

(D) H o predomnio da objetividade, da observao, da

verossimilhana e, principalmente, de uma viso

cientificista da existncia.

(E) Tem em Jos de Alencar um dos seus autores mais

expressivos e tambm nomes como Joaquim Manoel de

Macedo e Bernardo Guimares, entre outros.

09. Sobre a Literatura Brasileira, correto afirmar que

(A) A Moreninha apresenta uma descrio dos costumes do

Rio de Janeiro imperial, semelhana da maioria dos

romances romnticos urbanos.

(B) o artista barroco no s reproduz um fragmento da

vida, de acordo com suas inclinaes pessoais, mas tambm

o reproduz tal como viu, isto , desfigurado.

(C) Machado de Assis trabalha alguns adjetivos e imagens

tpicos da idealizao da mulher, como bem representa a

personagem Virglia.

(D) a stira constitui a parte mais original da prosa de

Gregrio de Matos ao criticar a sociedade carioca da

poca.

(E) os trovadores portugueses, por sua origem provenal,

limitaram-se mera imitao.

10. Leia o poema de lvares de Azevedo, abaixo, para

responder questo. A imagem feminina, conforme est

predominantemente representada na primeira parte da

obra Lira dos vinte anos, de lvares de Azevedo, est bem

exemplificada no soneto citado. Considerando essa imagem,

CORRETO afirmar que a possibilidade de o poeta e a

mulher amada constiturem famlia :

Plida, luz da lmpada sombria.

Sobre o leito de flores reclinada,

Como a lua por noite embalsamada,

Entre as nuvens do amor ela dormia!