Crises Hipertensivas

download Crises Hipertensivas

of 26

Embed Size (px)

Transcript of Crises Hipertensivas

Titulo do seminrio

CRISES HIPERTENSIVASEnfermeira: Thamires Tavares (R2)Pronto Socorro Cardiolgico de Pernambuco Prof Luiz TavaresPrograma de Especializao em Cardiologia Modalidade Residncia

Abril, 2016

OBJETIVOSCompreender os sinais, os sintomas da crise hipertensiva;

Descrever os tipos de emergncias hipertensivas;

Descrever as principais medicaes utilizadas;

Elencar os principais diagnsticos de enfermagem.

INTRODUOCorresponde a uma variedade de situaes clinicas nas quais ocorre elevao brusca e grave da PA, com nveis de: PAS> 200 mmHg e/ou PAD > 120 mmHg;

Acompanhada ou no de deteriorao de rgos-alvos(Crebro, Retina, Corao e Rins) ;

Acometendo em geral pacientes com diagnostico prvio de HAS, em uso irregular de ante-hipertencivos,sexo masculino, negros e tabagistas.

(PEDROSA,2011;SERRANO 2010)

Classificao da PA Valores da PA TIMA < 120/ 80 mm Hg NORMAL 180/ >110 mm HgHIPERTENO SISTOLICA ISOLADA >140/ >90 mmHg

(SBC,2010)PA= Debito cardaco x Resistncia Vasc. Perifrica

Emergncias Hipertensivas: Aumento dos nveis pressricos + leso aguda em rgo-alvo e/ou risco iminente de morte. Com necessidade imediata de baixar os valores da PAM de 10-15% em 30 min, com medicaes por via IV.

Urgncias hipertensivas: Elevao da PAD em 120mmHg, com estabilidade clnica + sinais e sintomas, sem leso de rgo-alvo ou risco iminente de morte. Medicaes por VO.

Classificao da crise: (PEDROSA,2011; PETER,2010)

5

Pseudocrise: Aumento da PA por dor, desconforto, tontura, ansiedade. O Tratamento visa o controle dos sintomas.

Hipertenso crnica mal controlada: HAS elevada cronicamente e ida ao servio de sade por outro motivo. Orientar a respeito das medidas no farmacolgicas, do ajuste dos anti-hipertensivos. Classificao da crise: (PEDROSA,2011; PETER,2010)

A presso na parede do vaso, leva perda da integridade do endotlio, causando aumento de substancias vasoconstritoras;

Resultando na ativao da cascata de coagulao, agregao e plaquetas, hemlise intravascular perdendo a auto regulao do fluxo;

Provocando isquemia dos rgos-alvos, liberando substancias vasoativas, vasoconstrio por fim reiniciando o ciclo vicioso. FISIOPATOLOGIA (PEDROSA, 2011)

Avaliao do PacienteFazer a anamnese e checar se o paciente tm HAS previa;

Avaliar a P.A aps 5 min da chegada do mesmo ao servio.

Avaliar sinais e sintomas;

Quais medicaes ele faz uso? Faz regularmente?

Se faz uso de alguma droga? Quais?

(PEDROSA,2011; PETER,2010;SMELTZER,2009)

Em geral manifesta-se por cefalia e/ou dispnia acompanhada de elevao aguda da PA;

Trata-se com Captopril( sublingual), sendo eficaz para reduzir a PA e aliviar os sintomas;

Oriento a adeso teraputica, mudanas nos hbitos alimentares, realizao de atividade fsica, abandono do fumo e perda de peso. Urgncia Hipertensiva (PEDROSA,2011; PETER,2010;SMELTZER,2009)

Circunstncias que exigem tratamento rpido para Crise Hipertensiva

HAS isolada;Encefalopatia hipertensiva;AVE- Isqumico ou Hemorrgico;Insuficincia ventricular esquerda;IAM;Disseco artica;Hiperteno ps-operatoria;

(MANOLE, 2009; PEDROSA 2011)

HAS ISOLADACausada: por mltiplos fatores;

Objetivo: Reduzir de forma cautelosa os valores pressricos, evitando quedas abruptas;

Deve ser rpida e gradual, buscando diminuir 25% da PAM na 1h;

Diagnstico de enfermagem: Manuteno ineficaz da sade;

Droga: Nitroprussiato de sdio(NIPRIDE)

(NANDA,2014;PEDROSA,2011; PETER,2010;MANOLE 2009)

ENCEFALOPATIA HIPERTENSIVA: Causado: por edema cerebral secundrio perda da autoregulaao , encontrada na HAS crnica;

O aumento da PA gera microleses no endotelio, favorecendo deposio de fibrinoide na parede do vaso, levando a obstruo do Lmem arteriolar.

raro mas pode progredir para coma e morte em 24h.

(PEDROSA,2011; PETER,2010;MANOLE 2009)

ENCEFALOPATIA HIPERTENSIVA:

Sintomas: cefalia, nuseas, vmito, confuso,no apresenta alteraes fundoscpicas;

Diagnstico: por excluso e Tomografia Computadorizada;Diagnstico de Enfermagem: Risco de desequilbrio eletroltico;

Tratamento: Nitroprussiato de Sdio(NIPRIDI)

(NANDA,2014;PEDROSA,2011; PETER,2010;MANOLE 2009)

AVE- ISQUMICO

Causado: por obstruo, de forma subta e iniciada por uma cascata isqumica;

Onde os neurnios comeam a fazer acidose/ levando a respirao anaerbica e aumento cido ltico;

Sintomas : cefalia intensa sbita, ataxia, disartria, dormncia ou fraqueza em um lado do corpo;

(PEDROSA,2011; PETER,2010;MANOLE 2009)

AVE- ISQUMICO

Se PAS >220mmHG e/ou PAD >120mmHg reduzir 15% nas primeiras 24h;

Diagnstico: Tomografia Computadorizada;

Diagnstico de Enfermagem: Mobilidade fsica prejudicada;

Droga: Nitroprussiato de sdio (Nipride).(NANDA,2014;PEDROSA,2011; PETER,2010;MANOLE 2009)

AVE HEMORRGICO

Causado: principalmente por hipertnso mal controlada levando a ruptura de um aneurisma, de uma mal formao arteriovenosa, tumor ou medicaes;

Sintomas: cefalia intensa sbita, vmitos, ataxia, disartria, dormncia ou fraqueza em um lado do corpo;

Manter a PAS < 140mmHg e PAD