Catalogo werkbund 100 anos de design na alemanha

download Catalogo werkbund 100 anos de design na alemanha

of 64

  • date post

    30-Jun-2015
  • Category

    Design

  • view

    401
  • download

    25

Embed Size (px)

description

Uma associação no qual seus próprios direcionamentos formais e políticos eram de tempos em tempos discutidos internamente de forma intensa. Essa é a diferença essencial entre o Deutscher Werkbund e a Bauhaus.

Transcript of Catalogo werkbund 100 anos de design na alemanha

  • 1. DEUTSCHER WERKBUND 100 ANOS DE ARQUITETURA E DESIGN NA ALEMANHA

2. 4 Deutscher Werkbund 100 anos de Arquitetura e Design na Alemanha Uma exposio do Museu de Arquitetura da TUM Universidade Tcnica de Munique e do ifa Instituto de Relaes Internacionais, Stuttgart (www.ifa.de), em correalizao com o Servio Alemo de Intercmbio Acadmico (DAAD) e a Secretaria Municipal de Cultura e o Centro Cultural So Paulo (CCSP). A exposio tem o apoio da temporada Alemanha + Brasil 2013-2014. Direo do projeto Winfried Nerdinger Em colaborao com Mirjana Grdanjski e Irene Meissner Diretora do Departamento de Arte, ifa Stuttgart Elke aus dem Moore Organizao, coordenao da itinerncia no estrangeiro, ifa Stuttgart Inka Gressel Organizao e coordenao geral da itinerncia no Brasil Martin Gegner e Sren Metz Direo do DAAD no Brasil Christian Mller Direo do Centro Cultural So Paulo (CCSP) Ricardo Resende Organizao e coordenao (CCSP) Mrcio Harum Design e montagem da exposio Beate Rosalia Schmidt Design dos painis da exposio Irene Meissner e Mirjana Grdanjski Design das etiquetas dos objetos expostos Agnes Weegen Editorial Martin Gegner e Sren Metz Traduo Virginia Blanc de Sousa Reviso de textos e traduo da apresentao da edio brasileira Raquel Alves dos Santos Reprodues Reproline Genceller, Munique; Vijoga Papelera Tcnica, Zamora Modelos Departamento de Histria e Teoria da Arquitetura (GTA) da Universidade Tcnica de Darmstadt Design grfico Atual Design, So Paulo baseado em projeto do 4G Estudio Grfico, Zamora Impresso Medgrafpress Pelo generoso apoio da exposio itinerante atravs de emprstimos, agradecemos ao Architekturmuseum der Technischen Universitt Mnchen, Fachgebiet Geschichte und Theorie der Architektur (GTA) der Technischen Universitt Darmstadt, Institut fr Darstellen und Gestalten L1 und Architekturgeschichte, Universitt Stuttgart, Arbeitsgemeinschaft Werkbundsiedlung Mnchen, Stankowski-Stiftung, Stuttgart. Copyright Autores, Fotgrafos, VG Bild-Kunst, Bonn 2008 Cover images Wilhelm Wagenfeld, Herzvasen, 1935; Die Neue Sammlung Staatliches Museum fr angewandte Kunst | Design in der Pinakothek der Moderne, Mnchen. Foto: Alexander Laurenzo Hermann Gretsch: Coffee and tea set 1382, 1931; Die Neue Sammlung The International Design Museum Munich. Foto: Alexander Laurenzo Andr Lurcat: Werkbund housing estate, Vienna, 1932; & Foto: Margherita Spiluttini VG Bild-Kunst, Bonn 2007 3. 5 Apresentao da Edio Brasileira ODeutscher Werkbund, fundado em 1907 e em atividade at hoje,conhecidonoBrasilsomenteemcrculosespecializados, muito provavelmente por ele no ser e nem ter sido uma escola de conceitos, mas sim uma associao, no qual seus prprios direcio namentos formais e polticos eram de tempos em tempos discutidos internamente de forma intensa. Essa a diferena essencial entre o Deutscher Werkbund e a Bauhaus, uma vez que este ltimo considerado no Brasil a mais alta representao do modernismo alemo na arquitetura, no design e na arte. Desconhecido ficou, no entanto, o fato de o Deutscher Werkbund ter sido o primeiro movimento em prol de estabelecer uma arquitetura mais adequada era da industrializao, bem como de fundar os conceitos de um design industrial mais funcional. Entretanto foi esta associao de artistas, arquitetos e empresrios que, com a intenso de fabricar produtos industriais de alta qualida de, fundou, ainda antes da primeira guerra mundial, o design indus trial e o corporativo. J no primeiro ano de guerra, em 1914, a grande exposio do Werkbund causou furor em Colnia. Nesse momen to, tornou-se alvo pblico a arquitetura moderna, primeiramente, na forma das construes de Henry van de Velde, Walter Gropius e Bruno Taut. Em 1924 foi elaborado o catlogo programtico Forma sem Ornamento [Form ohne Ornament] para a exposio A for ma [Die Form]. Trs anos depois, em 1927, uma das mais famosas exposies de arquitetura moderna foi realizada no Weienhof em Stuttgart e atribuda a Bauhaus. No entanto, ela foi concebida por iniciativa e sob a gide do Deutscher Werkbund. No nacional-socialismo, o Deutscher Werkbund tentou, primeira mente, adequar-se, mas foi logo extinguido em 1938. Depois da segunda guerra mundial o Werkbund voltou a ser inovador em v rios aspectos. Em 1959 a questo ecolgica passou a ser tema das discusses internas da associao; 13 anos antes do Club of Rome se expressar proeminentemente sobre o assunto. Mais tarde, o Uma associao no qual seus prprios direcionamentos formais e polticos eram de tempos em tempos discutidos internamente de forma intensa. Essa a diferena essencial entre o Deutscher Werkbund e a Bauhaus. 4. 6 Deutscher Werkbund levantou, de maneira mais uma vez pioneira, a discusso sobre os temas da sociedade do desperdcio, dos planos participativos e da destruio das cidades. Entretanto, at mesmo na Alemanha este pioneirismo do Deutscher Werkbund no teve o reconhecimento merecido. Essa situao s veio a mudar com a grande exposio sobre Deutscher Werkbund que Manfred Nerdinger realizou juntamente com sua equi pe do Museu de Arquitetura da Universidade Tcnica de Munique (TU Mnchen) em cooperao com a rea de GTA (Histria e Teoria da Arquitetura) da UniversidadeTcnica de Darmstadt (TU Darmstadt) para a comemorao do centenrio de criao do Werkbund. Depois de um recorde de pblico em Munique, a exposio, organizada pelo Instituto de Relaes Internacionais de Stuttgart (IFA) seguiu em turn por vrios pases europeus. Na Amrica Latina, a exposio far sua primeira estadia no Centro Cultural So Paulo entre os dias 29 de maro e 18 maio de 2014. Outras itinerncias desse lado do Atlntico seguiro em direo a Montevidu, La Paz e Santiago do Chile. O Servio Alemo de Inter cmbio Acadmico (DAAD) e a Universidade Tcnica de Munique (TU Mnchen), encarregados pela organizao local da exposio, sentem-se muito honrados em poder sedia-la em uma instituio que alm de ser cone da arquitetura moderna de So Paulo, tam bm bastante voltada arquitetura moderna (alem). O prdio foi a maior sede da 13 Bienal de Arquitetura em 2013 e j em 2011 sediou o pavilho alemo da 12 Bienal de Arquitetura. Assim, gostaramos de agradecer a Ricardo Resende, Marcio Harum, Cludia Afonso e Priscilla Maranho pela excelente cooperao. Em especial gostaramos tambm de agradecer a Inka Gressel do Instituto de Relaes Internacionais (IFA) que nos ajudou com to das as questes tcnicas e esteve disposio com conselhos e aes sempre que precisamos. Pelo apoio financeiro e outros apoios, agradecemos a Temporada Alemanha+Brasil 2013-2014 e ao Centro Alemo de Cincia e Inovao So Paulo (DWIH-SP) na pessoa de Anja Grecko. Sem a ajuda da Embaixada alem nas pes soas do Sr. Embaixador Wilfried Grolig, do Sr. Conselheiro para Assun tos Cientficos e de Intercmbio Acadmico, Dirk Schller e da Sra. Friederike Melzner, bem como do Consulado alemo em So Paulo, 5. 7 nas pessoas do Sr. Cnsul-Geral da Alemanha, Friedrich Duble e Sr. Cnsul Ralf Heinkele, seria impossvel realizar essa exposio, a eles deixamos tambm o nosso muito obrigado. A Christian Mller e Bettina Dungs do DAAD no Rio de Janeiro, agradecemos imensa mente pela ajuda em todas as questes formais. Por fim, agradecemos a Christoph Strieder pela verso em portugus desse pequeno ca tlogo. Nosso maior agradecimento direcionamos ao Prof. Manfred Nerdinger e a Dra. Irene Meissner da UniversidadeTcnica de Munique (TU Mnchen) que nos foram acessveis no somente em questes re ferentes ao contedo, mas tambm pela possibilidade da visita guiada pelo Museu de Arquitetura da TU Mnchen. A todos os visitantes da exposio e todos os leitores e leitoras desse catlogo desejamos uma aproximao e um acesso aoWerkbund de muita informao e divertimento. So Paulo, maro de 2014 Martin Gegner e Sren Metz 6. 8 . 7. 9 As Novas Formas da Cultura na Era Industrial Frederic J. Schwartz Nenhum historiador de arquitetura coloca em dvida a importncia dos anos da fundao do Deutscher Werk bund antes da Primeira Guerra Mundial. Foram os anos dos primrdios da arquitetura moderna, das influentes experincias iniciais no domnio da arquitetura industrial de Peter Behrens, Walter Gropius, Bruno Taut e outros. No geral, estas obras so valorizadas na medida em que souberam antecipar o desenvolvimento posterior do movimento modernoNeues Bauen(Nova Forma de Construir), por exemplo, nos edifcios de Le Corbusier, entre as duas guerras, de Gropius, na Bauhaus, ou nas obras mais tardias de Ludwig Mies van der Rohe. Estes pioneiros do Werkbund parecem anunciar a chegada de uma arquitetura que admite decididamente a modernidade in dustrial, aceitando na ntegra a geometria, a impessoalidade e a normalizao da produo fabril. Este olhar para trs atravs da lente do posterior Estilo Internacional (International Style) no s distorce a im portncia do Werkbund, como, no fundo, tambm distorce o objetivo especfico dessa instituio que era at ento to extraordinria. Por um lado, este olhar para trs redutor, porque levanta a questo de saber em que medida que se pode considerar o Werkbund como um precursor da Bauhaus ou de Le Corbusier; por outro, este olhar nos afasta do contexto no qual oWerkbund era entendido pelos seus prprios membros e pelos outros nos primeiros anos do sculo XX. Isto porque os desenvolvimentos dos anos vinte e trinta representam a resposta arquitetnica a uma fase tardia da modernidade, em uma altura em que se deixou de poder pressupor a hege monia cultural da burguesia, em que a prosperidade daGrnderzeit(poca da fundao do Imprio Alemo) foi reconhecida como instvel e em que o capitalismo cultural parecia fixado de acordo com os modelos americanos cinema e Broadway aIndstria CulturalsegundoTheodorW. Adorno. O momento da reforma burguesa antes da Primeira Guerra Mundial tinha uma estrutura e uma tonalidade totalmente diferentes. Era uma poca em que os efeitos da modernizao j tinham se tornado reconhecveis, mas ainda no se exibiam em sua totalidade, uma vez que ainda no se encontravam envoltos no manto da familiaridade e da normalidade, destacando-se ainda ntida