Brincar precisa-se!

of 1/1
Sociedade Jornal de Leiria 29 de Maio de 2014 11 Sociedade F ÉRIAS P EDAGÓGICAS V ERÃO 20 14 Piscina Geocaching “Descobrir Leiria” Caminhadas Piqueniques Visitas de Estudo (Agromuseu Dona Julinha, Vale do Lapedo, Moinho de Papel, …) Ténis e Ténis de Mesa Fitness Matemática + Divertida Ciência + Divertida Trabalhos Manuais Yoga Jogos Pedagógicos Jogos Tradicionais Torneios de Xadrez Cinema Destinatários Crianças dos 6 aos 14 anos Horário Das 8:30 às 19: 30 Informações | Inscrições [email protected] 244 836 438 966 408 753 912 073 743 Calendarização de atividades em www.xplicamais.com 12€ por dia Almoço a preço reduzido Nas Férias precisamos de brincar, mas também podemos aprender! R. Afonso Lopes Vieira, Lote 55 – Loja 53 2400 - 082 Leiria Junto à Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo PUBLICIDADE Elisabete Cruz [email protected] Brincar, brincar, brincar. O psi- cólogo Eduardo Sá não se cansa de frisar a importância de se dedicar mais tempo às brincadeiras e me- nos aos trabalhos da escola. No do- mingo, assinala-se o Dia Mundial da Criança, um dia que devia ser lembrado todos os dias. No I Fórum Famílias, que se de- bruçou sobre A relação dos pais com a escola, Eduardo Sá insistiu com pais, professores e educado- res para disponibilizarem mais tempo às crianças para a brinca- deira. “Era muito importante que se pudesse dizer que o jardim de infância é muito importante para brincar, que brincar é um patri- mónio da humanidade e que as crianças saudáveis têm de brincar todos os dias”. Portanto, “pais, professores e educadores deviam tornar obrigatório brincar todos os dias”, pois “as crianças que não brincam todos os dias adoecem em suaves prestações”, destacou o especialista. Eduardo Sá critica, sobretudo, o en- sino obrigatório, nomeadamente o en- sino básico. “Gostava que os pais ti- vessem a noção de que a família é mais importante que a escola e que brincar é tão importante quanto aprender. Esta ideia demasiado es- colarizada do mundo, com o devido respeito, é uma perfeita idiotice. As crianças não precisam estar muitas horas na escola para aprender.” Segundo o psicólogo, “se os res- tras disciplinas para carregarem as crianças com matemática e portu- guês. Entramos neste registo, em que toda a gente trabalha para os rankings. Em português claro, a isso chama-se trabalhar para a vaidade. As pessoas quando são vaidosas tornam-se estúpidas.” 'Brincando' com a situação, eduar- do Sá desafia a autarquia de Leiria – organizadora do Fórum – a criar um ranking dos “melhores recreios”. “Já agora poderia criar-se um ranking, uma espécie de quadro de honra, para os alunos faladores. Falar é um património precioso e a escola, para ser uma escola, deve ser uma praça onde as pessoas conversam umas com as outras”, acrescentou, justifi- cando que “os alunos aprendem mais quando conversam com um professor, do que quando ele debita matéria. O professor é um bem de pri- meira necessidade.” Para o especialista, as explica- ções são uma “epidemia”, que evi- dencia “o quanto a escola está a fa- lhar”. Eduardo Sá entende que é o momento da associação de profes- sores de matemática, por exemplo, “parar dez minutos e perguntar o que está a falhar no ensino da ma- temática”. Regra geral, as crianças “para terem sucesso educativo na matemática têm que ter explica- ções”. “Isto diz alguma coisa do que está a falhar no ensino da ma- temática ou não? E não é sensato que se retirem daqui as consequências com toda a humildade professores e pais incluídos, para mudar tudo isto? Parece-me que sim.” Crianças chegam a estudar oito horas por dia Psicólogo Eduardo Sá lamenta que pais e escola esqueçam de dar tempo livre às crianças Brincar precisa-se! Défice de atenção Aulas de 90 minutos? Não obrigada As aulas de 90 minutos são responsáveis pelo número elevado de crianças com défice de atenção. “Se querem promover o sucesso educativo deixem de andar nesta vertigem de aulas e mais aulas e, por favor, sejam mais generosos nos tempos de recreio. Recreios de dez minutos fazem mal à saúde, porque lhes dá três minutos para ir à casa de banho, três minutos para comer pão, três minutos para brincar e ficam os trocos. E três minutos para brincar entre pacotes de aulas de 90 obviamente que são os melhores amigos dos défice de atenção.” Eduardo Sá questiona como é que as crianças podem estar atentas se “saem às 8 horas e entram às 20 horas em casa”. Neste intervalo, “têm aulas sobre aulas, ateliers de tempos livres que são actividade escolar parte dois”. A situação piora com as actividades extra-curriculares, explicações e trabalhos de casa. “Qual é mais- valia dos trabalhos de casa num contexto deste? As crianças adoram os professores, a escola e brincar, mas se é para isto, as crianças saudáveis dizem frequentemente hoje não vou à escola, porque é evidente que não estamos a ensiná-las a ser mais inteligentes, mas a repetir, que é tudo aquilo que as crianças inteligentes não devem fazer”. ponsáveis políticos ao nível central fossem honestos, teriam obriga- ção de explicar aos cidadãos porque é que as crianças passam cada vez mais horas nas escolas e, ao mesmo tempo, têm resultados nos exames nacionais que são uma verdadeira vergonha”. Alertando para as “crianças de porcelana” que a sociedade está a criar, através de uma protecção exagerada, Eduardo Sá revela que “as crianças certinhas não são sau- dáveis, são crianças deprimidas”. Por isso, “as crianças saudáveis fa- zem lembrar a CGTP numa versão melhorada”. A “estupidez” dos rankings Por outro lado, “a escola devia fe- char para balanço e abrir com ou- tra gerência”. A razão, segundo o psicólogo é simples: a obsessão pelos rankings, que são “o princí- pio da estupidez humana”. Critico, Eduardo Sá lamentou que haja escolas “de inspiração cristã”, que “recusem crianças para não enviesar os rankings”. “Sei de crianças que são convida- das a sair, porque têm média de 12 e outras, com média 14 são repro- vadas administrativamente. Há es- colas em que chegam a Fevereiro e deixam de dar educação física e ou- RICARDO GRAÇA/ARQUIVO PUBLICIDADE Loja em Leiria + www.pimpumplay.pt Escola de Equitação . Quinta Pedagógica . Cavalos a Penso . Eventos Hípicos Concurso Hípico • Concurso Canino Inauguração da Quinta Pegagógica 1 JUNHO DIA ABERTO Quinta Vale do Lena . Rua do Olival, Azoia 2400-823 LEIRIA . Tm. 917 444 277 www.quintavaledolena.pt
  • date post

    23-Jun-2015
  • Category

    Education

  • view

    125
  • download

    2

Embed Size (px)

description

"Brincar, brincar, brincar. O psicólogo Eduardo Sá não se cansa de frisar a importância de se dedicar mais tempo às brincadeiras e menos aos trabalhos da escola. No domingo, assinala-se o Dia Mundial da Criança, um dia que devia ser lembrado todos os dias.". Artigo do Jornal de Leiria, 29 de Maio de 2014

Transcript of Brincar precisa-se!

  • 1. Sociedade Jornal de Leiria 29 de Maio de 2014 11 Sociedade FFRIAS PEDAGGICAS V ERO 20 14 Piscina Geocaching Descobrir Leiria Caminhadas Piqueniques Visitas de Estudo (Agromuseu Dona Julinha, Vale do Lapedo, Moinho de Papel, ) Tnis e Tnis de Mesa Fitness Matemtica + Divertida Cincia + Divertida Trabalhos Manuais Yoga Jogos Pedaggicos Jogos Tradicionais Torneios de Xadrez Cinema Destinatrios Crianas dos 6 aos 14 anos Horrio Das 8:30 s 19:30 Informaes | Inscries [email protected] 244 836 438 966 408 753 912 073 743 CCalendarizao de atividades em www.xplicamais.com 12 por dia Almoo a preo reduzido Nas Frias precisamos de brincar, mas tambm podemos aprender! R. Afonso Lopes Vieira, Lote 55 Loja 53 2400 - 082 Leiria Junto Escola Secundria Francisco Rodrigues Lobo PUBLICIDADE Elisabete Cruz [email protected] T Brincar, brincar, brincar. O psi- clogo Eduardo S no se cansa de frisar a importncia de se dedicar mais tempo s brincadeiras e me- nos aos trabalhos da escola. No do- mingo, assinala-se o Dia Mundial da Criana, um dia que devia ser lembrado todos os dias. No I Frum Famlias, que se de- bruou sobre A relao dos pais com a escola, Eduardo S insistiu com pais, professores e educado- res para disponibilizarem mais tempo s crianas para a brinca- deira. Era muito importante que se pudesse dizer que o jardim de infncia muito importante para brincar, que brincar um patri- mnio da humanidade e que as crianas saudveis tm de brincar todos os dias. Portanto, pais, professores e educadores deviam tornar obrigatrio brincar todos os dias, pois as crianas que no brincam todos os dias adoecem em suaves prestaes, destacou o especialista. EduardoScritica,sobretudo,oen- sinoobrigatrio,nomeadamenteoen- sino bsico. Gostava que os pais ti- vessem a noo de que a famlia mais importante que a escola e que brincar to importante quanto aprender. Esta ideia demasiado es- colarizada do mundo, com o devido respeito, uma perfeita idiotice. As crianas no precisam estar muitas horas na escola para aprender. Segundo o psiclogo, se os res- tras disciplinas para carregarem as crianas com matemtica e portu- gus. Entramos neste registo, em que toda a gente trabalha para os rankings.Emportugusclaro,aisso chama-se trabalhar para a vaidade. As pessoas quando so vaidosas tornam-se estpidas. 'Brincando'comasituao,eduar- do S desafia a autarquia de Leiria organizadora do Frum a criar um rankingdosmelhoresrecreios.J agora poderia criar-se um ranking, uma espcie de quadro de honra, para os alunos faladores. Falar um patrimniopreciosoeaescola,para ser uma escola, deve ser uma praa onde as pessoas conversam umas comasoutras,acrescentou,justifi- cando que os alunos aprendem mais quando conversam com um professor,doquequandoeledebita matria.Oprofessorumbemdepri- meira necessidade. Para o especialista, as explica- es so uma epidemia, que evi- dencia o quanto a escola est a fa- lhar. Eduardo S entende que o momento da associao de profes- sores de matemtica, por exemplo, parar dez minutos e perguntar o que est a falhar no ensino da ma- temtica. Regra geral, as crianas para terem sucesso educativo na matemtica tm que ter explica- es. Isto diz alguma coisa do que est a falhar no ensino da ma- temticaouno?Enosensatoque se retirem daqui as consequncias comtodaahumildadeprofessorese pais includos, para mudar tudo isto? Parece-me que sim. Crianas chegam a estudar oito horas por dia PsiclogoEduardoSlamentaquepaiseescolaesqueamdedartempolivrescrianas Brincarprecisa-se! Dficedeateno Aulasde90minutos? Noobrigada Asaulasde90minutosso responsveispelonmeroelevado decrianascomdficedeateno. Sequerempromoverosucesso educativodeixemdeandarnesta vertigemdeaulasemaisaulase, porfavor,sejammaisgenerosos nostemposderecreio.Recreiosde dezminutosfazemmalsade, porquelhesdtrsminutosparair casadebanho,trsminutospara comerpo,trsminutospara brincareficamostrocos.Etrs minutosparabrincarentrepacotes deaulasde90obviamentequeso osmelhoresamigosdosdficede ateno.EduardoSquestiona comoqueascrianaspodem estaratentassesaems8horase entrams20horasemcasa.Neste intervalo,tmaulassobreaulas, ateliersdetemposlivresque so actividadeescolarpartedois.A situaopioracomasactividades extra-curriculares,explicaese trabalhosdecasa.Qualmais- valiadostrabalhosdecasanum contextodeste?Ascrianas adoramosprofessores,aescolae brincar,masseparaisto,as crianassaudveisdizem frequentementehojenovou escola,porqueevidentequeno estamosaensin-lasasermais inteligentes,masarepetir,que tudoaquiloqueascrianas inteligentesnodevemfazer. ponsveis polticos ao nvel central fossem honestos, teriam obriga- o de explicar aos cidados porque que as crianas passam cada vez mais horas nas escolas e, ao mesmo tempo, tm resultados nos exames nacionais que so uma verdadeira vergonha. Alertando para as crianas de porcelana que a sociedade est a criar, atravs de uma proteco exagerada, Eduardo S revela que as crianas certinhas no so sau- dveis, so crianas deprimidas. Por isso, as crianas saudveis fa- zem lembrar a CGTP numa verso melhorada. Aestupidezdosrankings Por outro lado, a escola devia fe- char para balano e abrir com ou- tra gerncia. A razo, segundo o psiclogo simples: a obsesso pelos rankings, que so o princ- pio da estupidez humana. Critico, Eduardo S lamentou que haja escolas de inspirao crist, que recusem crianas para no enviesar os rankings. Sei de crianas que so convida- das a sair, porque tm mdia de 12 e outras, com mdia 14 so repro- vadas administrativamente. H es- colas em que chegam a Fevereiro e deixam de dar educao fsica e ou- RICARDO GRAA/ARQUIVO PUBLICIDADE Loja em Leiria + www.pimpumplay.pt Escola de Equitao . Quinta Pedaggica . Cavalos a Penso . Eventos Hpicos Concurso Hpico Concurso Canino Inaugurao da Quinta Pegaggica 1 JUNHO DIA ABERTO Quinta Vale do Lena . Rua do Olival, Azoia 2400-823 LEIRIA . Tm. 917 444 277 www.quintavaledolena.pt