BRAZILIAN AUTOMOTIVE VEHICLE (CARRO BRASILEIRO)

download BRAZILIAN AUTOMOTIVE VEHICLE (CARRO BRASILEIRO)

of 72

  • date post

    12-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    99
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of BRAZILIAN AUTOMOTIVE VEHICLE (CARRO BRASILEIRO)

  • TAP - Termo de Abertura do ProjetoProjeto

    BRAZILIAN AUTOMOTIVE VEHICLE (CARRO BRASILEIRO)Descrio

    Desenvolver e lanar um veiculo Brasileiro

    JustificativaO Brasil ainda no possui uma montadora com marca prpria, todos os Players so multinacionais sediadas em outrospases

    Objetivo S.M.A.R.T.Lanar um veiculo de marca Brasileira em 2018, para competir na categoria de veculos de entrada, aprovado e testadoem todos os rgos competentes da Amrica Latina, com o Investimentos estimados de R$ 1 biho.

    RequisitosPossuir uma alta eficincia energtica, baixo custo de manuteno podendo utilizar outras fontes de energia comoalternativa a Gasolina

    DesignaoGerente de Projeto - Cayo Okino

    Milestones2014 - Iniciao2015 - Planejamento2016 - Desenvolvimento e Prototipagem2017 - Controle / Melhoria de Processos e Produtos / Otimizaes2018 - Validao Final junto aos rgos e agenciais e Lanamento2019 - Maturidade da produo

    OramentoOramento estimado em 1 bilho de Reais

    ILR$ 1,70MTIR21%TIR39%i10%VPLR$ 1.696.724.290,22

    RiscosSWOT

    S - Baixo custo de Veiculo / marca Brasileira / Incentivo fiscal local W - Primeiro projeto da marca / Primeira veiculo / Baixo know HowO - New BrandsT - Concorrentes

    Data, Assinatura do Sponsor30/12/2014 - Aprovado

  • ISH - Registro de Stakeholder OnlineCadastro

    Stakeholder Posio Papel no Projeto Email Telefone CelularCAYO OKINO Engenheiro de Produto e

    Desenvolvimento Gerente do Projeto CAYOOKINO@HOTMAIL.COM 5511-44967777 55-11-994099131

    Cayo Terra Vice Program Manager cayo.okino@terra.com.brEdvaldo Vecchia Coordenador - Engenharia de

    Manuteno LJ I/IISponsor do Projeto edvaldo.vecchia@deca.com.br (11) 4585-3478 55 11 996222832

    Gilvan Teste Jnior 1 Tester teste.junior@otmma3.com.brGustavo Camatta Supervisor de Produo Membro da Equipe de Projeto Gustavo.camatta@uol.com.br (11) 45348264 55 11 99623 2414

    Marco Paulo Chimello Projects and ContractsCoordinator / Coordenador de

    Projetos e Contratos

    Membro da Equipe de Projeto marco.paulo@vulkan.com.br + 55 11 4894-8451

    55 11 9 7116 1607

    marco chimello Membro da Equipe de Projeto marcochimello@yahoo.com.br

  • ISH - Registro de Stakeholder OnlineQualificao Requisitos Superficiais Plano de Ao do G.P.

    Classificao Outras Caracteristicas Requisitos Superficiais EstrtegiaGerenciar com ateno Prover informaes integrantes do Projeto Gerenciar de perto o Trabalho

    Mnimo esforo Prover informaes integrantes do Projeto na falta doGP

    Estar informado de todas as aes

    Manter satisfeito Poder de parar o Projeto a qualquer hora Boletim Informativo - Mensal (em atividades criticas -Semanal - a ser discutida com o mesmo)

    Manter informado Adicionado para Resolver o Problema deGerenciamento do Softaware

    Anseio de Manter a comunicao e Sistema em plenofuncionamento

    Acionar somente em caso necessrio

    Manter informado Responsvel Tcnico do Projeto Boletim Informativo - SemanalGerenciar com ateno Responsvel - Jurdico Financeiro do Projeto Boletim Informativo - SemanalGerenciar com ateno Responsvel Juridico Financeiro Boletim Informativo - Semanal

  • DPGP - Plano de Gerenciamento do Projeto

  • PGE - Plano de Gerenciamento do Escopo

  • Dreq - Declarao de RequisitosRequisitos do Projeto Matriz de Rastreabilidade

    Stakeholder Requisito Detalhado Classificao Prioridade ComponenteRelacionado

    Entrega onde se manifesta Rastreabilidade

    Edvaldo Vecchia O Projeto deve atender aos nmerosfinanceiros, devendo ser revisados acada inicio e fim de fase do projeto.

    TIR39%i10%VPLR$ 1.696.724.290,22

    Manter satisfeito 5 S,M,,, 1.2.2 - Design > AVT (Analise deViabilidade Tcnica) > ViabilidadeFinanceira1.3.3 - Design > Concepo e Conceito> Financeiro 2.1.2 - Prototipos > Validao deConceito > Financeira4.1.2 - Vendas > Marketing > Estrategiasde Vendas

    1.2.2 - Aguardando1.3.3 - Aguardando2.1.2 - Aguardando4.1.2 - Aguardando

    Marco Paulo Chimello Devemos lanar o Veiculo em Abril de2018 com a capacidade de produoconforme explicitado abaixo

    Ano / volume de veiculos vendidos(ano)/ produo dia2014/02015/02016/02017/02018/02019/50.000 / 2082020/90.000 / 3752021/150.000 / 6252022/180.000 / 7502023/150.000 / 6252024/130.000 / 5422025/50.000 / 208

    Gerenciar com ateno 4 S,M,A,,T

  • Dreq - Declarao de RequisitosRequisitos do Produto Matriz de Rastreabilidade

    Stakeholder Requisito Detalhado Classificao Prioridade ComponenteRelacionado

    Entrega onde se manifesta Rastreabilidade

    Gustavo Camatta Lanar um veiculo de marca Brasileiraem 2018, para competir na categoria deveculos de entrada, aprovado e testadoem todos os rgos competentes daAmrica Latina,

    Manter informado 3 S,M,A,R,T 1.2.1 - Design > AVT (Analise deViabilidade Tcnica) > ViabilidadeTcnica 1.3.2 - Design > Concepo e Conceito> Tcnico1.4.1 - Design > Detalhamento >Desenhos e Especificaes - Prototipo1.4.2 - Design > Detalhamento >Desenhos e Especificaes - Fabricao2.1.1 - Prototipos > Validao deConceito > Tcnica2.4.1 - Prototipos > Testes e Ensaios >Durabilidade2.4.2 - Prototipos > Testes e Ensaios >Funcionais2.4.3 - Prototipos > Testes e Ensaios >Homologao - CRASH2.2.1 - Prototipos > Fornecedores >Desenvolvimento 3.2.2 - Manufatura > Adequao doquadro de M.O.D. > Treinamento4.1.1 - Vendas > Marketing > Analise deMercado

    1.2.1 - Aguardando1.3.2 - Aguardando1.4.1 - Aguardando1.4.2 - Aguardando2.1.1 - Aguardando2.4.1 - Aguardando2.4.2 - Aguardando2.4.3 - Aguardando2.2.1 - Aguardando3.2.2 - Aguardando4.1.1 - Aguardando

    CAYO OKINO O Veiculo deve atender ao Crash TestConforme Padro Internacional ISO

    Gerenciar com ateno 3 S,M,A,R, 2.4.3 - Prototipos > Testes e Ensaios >Homologao - CRASH

    2.4.3 - Aguardando

  • DE - Definir EscopoEscopo do Produto

    Um Veiculo para o mercado Brasileiro conforme as normas e legislaes vigentes aplicveis para o Mercado LatinoAmericano.

    Escopo do ProjetoLanamento at 2018,

    Uso de 90% em custo do veiculo de contedo local (Brasil preferencialmente) ou latino Americano.

    attCayo Okino

    Entregas e critrios de aceitaoDesign - Detalhamentos e especificaesProttipos - Validado em Testes funcionaisManufatura - Aprovado junto ao Controle de qualidade (Qualidade e Produtividade)Vendas - Planos de Vendas Validado.

    Escopo no includo no projetoDesenvolvimento de novas tecnologias em fornecedores.

    PremissasOramento de 200k

    RestriesFalta de fornecedores com tecnologia suficiente no mercado local.

  • WBS - Estrutura de Decomposio do TrabalhoDescomposio

    C.C. Fase / Subfase / Pacote de Trabalho Anlise M/B1 Design

    1.1 Analise de Benchmark1.1.1 Veiculo - Conjunto Funcional Make1.1.2 Componentes - Manufatura Make1.1.3 Componente - Funcional Make

    1.2 AVT (Analise de Viabilidade Tcnica)1.2.1 Viabilidade Tcnica Make1.2.2 Viabilidade Financeira Make

    1.3 Concepo e Conceito1.3.1 Marketing Make1.3.2 Tcnico Make1.3.3 Financeiro Make

    1.4 Detalhamento1.4.1 Desenhos e Especificaes - Prototipo Make1.4.2 Desenhos e Especificaes - Fabricao Make2 Prototipos

    2.1 Validao de Conceito2.1.1 Tcnica Make2.1.2 Financeira Make2.1.3 Marketing Make

    2.2 Fornecedores2.2.1 Desenvolvimento Make2.2.2 Aprovao e Homologao de Componentes Make2.2.3 Fornecimento de Componentes / Sistemas e Subsistemas Buy

    2.3 Criao de Prototipos2.3.1 Material Buy2.3.2 Confeco dos Prototipos Make

    2.4 Testes e Ensaios2.4.1 Durabilidade Make2.4.2 Funcionais Make2.4.3 Homologao - CRASH Buy3 Manufatura

    3.1 Meios de Produo3.1.1 Maquinas Buy3.1.2 Equipamento Buy

    3.2 Adequao do quadro de M.O.D.3.2.1 Contratao Make3.2.2 Treinamento Make

    3.3 Logstica3.3.1 Log. Interna Make3.3.2 Log. Externa Make

    3.4 Compras de Materiais3.4.1 Compras materias - Diretos (ligados produo diretamente) Make3.4.2 Compras materias - - Indiretos Make

    3.5 Controle de Qualidade3.5.1 CQ - Interna (qualidade interna) Make3.5.2 CQ - Externa (Qualidade dos fornecedores) Make4 Vendas

    4.1 Marketing

  • 4.1.1 Analise de Mercado Make4.1.2 Estrategias de Vendas Make

    4.2 Materiais Promocionais4.2.1 Promocionais Elaborao Make4.2.2 Promocionais Confeco Make

    4.3 Concessionrios4.3.1 Concessionarios - Implantao Make4.3.2 Concessionarios - Treinamento Make

    4.4 Logistica de Distruibuio4.4.1 Logistica e Distriuio - Definio locais CD Make4.4.2 Logistica e Distriuio - Regras de distriuio Make

    4.5 Campanhas Publicitrias da Marca Prpria 4.5.1 Campanhas - Propagandas em veiculo Make4.5.2 Campanhas - Financiamentos Make

  • D-WBS - Dicionrio WBS Fase : DesignC.C. Pacote de Trabalho Descrio Entrega do PT Critrio de Aceitao OK1.1.1 Veiculo - Conjunto Funcional Analisar o Desempenho Funcional do Veiculo como

    um todo em relao a outros 3 veiculosBenchmarking Funcional Relatrio de Benchmarking Funcional

    -ConformeAceitou

    1.1.2 Componentes - Manufatura Analise de Benchmarking de componentes deManufatura

    Benchmarking Manufatura / Fabricao Relatrio de Benchmarking de comp deManufatura conf. Modelo

    Aceitou

    1.1.3 Componente - Funcional Analisar Funcional de componente com de outros 3concorrentes

    Benchmarking Funcional docomponentes

    Relatrio de Benchmarking Funcional decomponente conf. Mode

    Aceitou

    1.2.1 Viabilidade Tcnica Viabilidade Tcnica funcional (feasibilidade) Assinatura do Feasible assesment Estar de acordo com as premissastcnicas de durabilidade de

    Aceitou

    1.2.2 Viabilidade Financeira Viabilidade Financeira Assinatura do Financial assesment Estar de acordo com as premissasfinanceiras

    Aceitou

    1.3.1 Marketing Checagem Marketing concept Assinatura do Concept Assesmen