ALISSON DANTAS DE MEDEIROS PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE ... · PDF file Among the risk...

Click here to load reader

  • date post

    08-Dec-2020
  • Category

    Documents

  • view

    1
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ALISSON DANTAS DE MEDEIROS PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE ... · PDF file Among the risk...

  • ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DO CEARÁ

    HOSPITAL GERAL DE FORTALEZA

    RESIDÊNCIA MÉDICA EM NEUROLOGIA

    ALISSON DANTAS DE MEDEIROS

    PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE EVENTOS VASCULARES

    CEREBRAIS EM PACIENTES JOVENS INTERNADOS EM 4

    UNIDADE DE AVC DO HOSPITAL GERAL DE FORTALEZA

    COM ÊNFASE EM DOENÇA DE FABRY

    Fortaleza-CE

    2017

    ALISSON DANTAS DE MEDEIROS

  • 2

    PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE EVENTOS VASCULARES

    CEREBRAIS EM PACIENTES JOVENS INTERNADOS EM

    UNIDADE DE AVC DO HOSPITAL GERAL DE FORTALEZA

    COM ÊNFASE EM DOENÇA DE FABRY

    Monografia apresentada ao Serviço de Neurologia

    do Hospital Geral de Fortaleza e submetida à

    Escola De Saúde Pública do Ceará como parte dos requisitos

    para conclusão da Residência Médica em Neurologia.

    Professora-Orientadora: Prof. Dra. Fernanda Martins Maia

    Fortaleza-CE

    2017

    ALISSON DANTAS DE MEDEIROS

  • 3

    PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE EVENTOS VASCULARES

    CEREBRAIS EM PACIENTES JOVENS INTERNADOS EM

    UNIDADE DE AVC DO HOSPITAL GERAL DE FORTALEZA

    COM ÊNFASE EM DOENÇA DE FABRY

    Monografia apresentada ao Serviço de Neurologia

    do Hospital Geral de Fortaleza e submetida à

    Escola De Saúde Pública do Ceará como parte dos requisitos

    para conclusão da Residência Médica em Neurologia.

    Aprovada em 14 /11 /2017

    BANCA EXAMINADORA

    Dra. Fernanda Martins Maia

    Dr. Pedro Braga Neto

    Dr. Fabrício Oliveira Lima

  • 4

    RESUMO

    INTRODUÇÃO: Os eventos vasculares cerebrais, apesar de mais prevalentes com o

    aumento da idade, apresentam implicações devastadoras se ocorrerem numa idade

    precoce. O Acidente Vascular Cerebral (AVC), uma patologia multifatorial, está

    associado aos fatores de risco cardiovasculares clássicos descritos, podendo ainda estar

    associado a outras causas, principalmente em adultos jovens. A Doença de Fabry (DF),

    um erro inato do metabolismo dos glicoesfingolipídeos ligado ao cromossomo X causado

    pela mutação do gene alfa-galactosidade (α-GAL), é considerado uma causa subestimada

    de eventos vasculares em pacientes jovens. OBJETIVOS: Estudar a frequência de DF

    em pacientes, com idade menor que 60 anos, internados em Unidade de AVC do Hospital

    Geral de Fortaleza (HGF), no período de abril de 2016 a janeiro de 2017 com diagnóstico

    de evento vascular agudo, além de avaliar o perfil epidemiológico da amostra.

    METODOLOGIA: Estudo misto com primeira fase sendo constituída por estudo

    transversal, para rastreio de pacientes com DF. A segunda fase, constituiu a construção

    de uma coorte de pacientes com diagnóstico de DF, com consultas de seguimento em

    ambulatório de neurologia RESULTADOS: Foram selecionados 103 pacientes com

    evento vascular cerebral agudo, dos quais 56 (54,4%) eram do sexo masculino e 47

    (45,6%) do sexo feminino. A média de idade foi de 44 anos. Dos pacientes admitidos, 63

    (61,2%) eram da capital e 40 (38,8%) oriundos do interior. A faixa etária de maior

    acometimento foi 40-49 anos (32%), com maior prevalência com aumento da idade. Em

    relação ao diagnóstico, 90 (87,3%) foram diagnosticados com AVC isquêmico (AVCi),

    4 (3,9%) com AVC hemorrágico (AVCh), 4 (3,9%) com Trombose Venosa Cerebral

    (TVC) e 5 (4,9%) com outras causas. Dentro os fatores de risco para AVCi, a Hipertensão

    Arterial Sistêmica (HAS) foi o mais prevalente (44,4%), junto com sedentarismo (38,9%)

    e dislipidemia (DLP) (31,1%). Em relação a classificação BAMFORD da admissão, o

    AVCi lacunar (LACS) (34,4%) apresentou maior prevalência. Houve um predomínio de

    HAS (50%) nos pacientes com AVCh e de uso de anticoncepcionais (ACO) (50%) em

    pacientes com TVC. Durante o estudo, a frequência encontrada de DF em pacientes com

    evento vascular agudo foi de 0,97% (n=1), sendo a mesma uma paciente do sexo

    feminino, 54 anos, admitida com síndrome da circulação posterior (POCS) em região de

    ponte, evidenciada por ressonância de crânio, apresentando como sintomas associados

  • 5

    acroparestesia e hipertrofia de ventrículo esquerdo (HVE). Foi diagnosticado ainda outra

    paciente, sexo feminino, com DF, porém que não entrou no estudo por não ser admitida

    na Unidade de AVC (UAVC). A mesma, 15 anos, apresentou na admissão quadro de

    meningite asséptica e apresentando no seguimento quadro de oclusão da artéria central

    da retina, apresentando como sintomas associados, acroparestesias, córnea verticilata,

    proteinúria e AVC prévio evidenciado por ressonância de crânio em região núcleo

    capsular bilateral. CONCLUSÃO: A frequência de DF em pacientes com evento vascular

    cerebral agudo foi de 0,97% (n=1), o que está de acordo com a literatura vigente em

    estudos de triagem. A mesma, 54 anos, foi admitida com AVC de circulação posterior,

    apresentando com sintomas associados, acroparestesias e HVE. Os fatores de risco

    cardiovasculares, apesar de mais prevalentes na população idosa, também estão presentes

    em pacientes jovens, sendo necessário planejamento dos serviços de saúde com ênfase na

    promoção do estilo de vida.

    PALAVRAS CHAVE: Acidente Vascular Cerebral; Fatores de Risco; Doença de

    Fabry; Adulto Jovem

  • 6

    ABSTRACT

    INTRODUCTION: Stroke events, although more prevalent with increasing age,

    have devastating implications specially when occur at an early age. It is a multifactorial

    disease, which is associated with the classic cardiovascular risk factors already described

    but may be associated with other causes in young adults. Fabry’s disease (FD), an innate

    error in the metabolism of glycosphingolipids linked to the X chromosome mutation is

    localized in the alpha-galactosidase gene (α-GAL). Although a rare disease, it is

    considered an underestimated cause of stroke in young patients. OBJECTIVES: To

    study the frequency of FD in patients aged less than 60 years admitted to the Stroke Unit

    of the Hospital Geral de Fortaleza (HGF) from April 2016 to January 2017 with diagnosis

    of acute vascular event, besides evaluating the epidemiological profile of the sample.

    METHODS: We performed a 2 phase study - the first phase consisted of a cross-sectional

    design to screen patients with FD. The second phase consisted of a cohort of patients with

    diagnosis of FD, followed on the neurological outpatient follow-up. RESULTS: Total of

    103 patients with acute stroke were selected, of which 56 (54.4%) were male and 47

    (45.6%) were female. The mean age was 44 years. We found 63 (61.2%) were from the

    capital and 40 (38.8%) from the country towns. The most affected age group was 40-49

    years (32%), with a higher prevalence with increasing age. Regarding the diagnosis, 90

    (87.3%) were diagnosed with ischemic stroke (IS), 4 (3.9%) with hemorrhagic stroke

    (HS), 4 (3.9%) with cerebral venous thrombosis (CVT) 5 (4.9%) with other causes.

    Among the risk factors for stroke, hypertension was the most prevalent (44.4%), along

    with sedentary lifestyle (38.9%) and dyslipidemia (31.1%). Regarding the BAMFORD

    classification on admission, Lacunar stroke (LACS) (34.4%) presented a higher

    prevalence. There was a predominance of hypertension (50%) in patients with HS and

    contraceptive use (ACO) (50%) in patients with CVT. During the study, the frequency of

    FD in patients with acute vascular events was 0.97% (n = 1). The patient was female, 54

    years old, admitted with posterior circulation syndrome (POCS) stroke in pons, evidenced

    by with symptoms associated with acroparesthesia and left ventricular hypertrophy

    (LVH). Another female patient was diagnosed with FD, but she did not enter the study

    because she was not admitted to the Stroke Unit (SU). The patient was 15 years old

    female. She presented aseptic meningitis and occlusion of the central retinal artery. She

    also have acroparesthesia, cornea verticilata, proteinuria and previous stroke evidenced

  • 7

    by neuroimaging with isquemic in a bilateral capsular nucleus region. CONCLUSION:

    The frequency of FD in patients with stroke was 0.97% (n = 1), which is similar to the

    current literature in screening studies. Cardiovascular risk factors, although more

    prevalent in the elderly population, are also present in young patients. It is necessary to

    plan health services with an emphasis on lifestyle promotion.

    KEY WORDS: Stroke; Risk factors; Fabry disease; Young Adult

  • 8

    SUMÁRIO

    Lista de abreviaturas e siglas

    1. INTRODUÇÃO________________________________________________13

    1.1 Acidente Vascula