31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100

31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100
31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100
31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100
31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100
download 31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100

of 4

  • date post

    07-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    216
  • download

    1

Embed Size (px)

description

31/01/2015 - Empresas - Edição 3.100 - Bento Gonçalves/RS

Transcript of 31/01/2015 - Empresas - Edi§£o 3.100

  • Com o slogan De Bem Com a Vida, colaboradores comemoram aniversrio e festejam conquistas de prmios

    CARLOS EDUARDO BENINI

    Semanrio | Bento Gonalves, sbado, 31 de janeiro de 2015

    Empresas Empresrios&Multimveis celebra 20 anos de histria

    O ano de 2015 marca os 20 anos de fundao da Multi-mveis Indstria de Mveis, empresa que comeou com a fabricao de mveis infantis e hoje referncia nesse seg-mento. A empresa foi fundada em 1 de janeiro de 1995.

    Sob o comando dos empre-srios Ivo Cusin, Euclides Lon-ghi e Maristela Cusin Longhi, se tornou uma das maiores fbri-cas especializadas do setor mo-veleiro com as linhas Multim-veis Baby, Multimveis Decor, Multimveis Export e as marcas Multipla e EKO Ambientes.

    Em uma rea de 22,5 mil me-tros quadrados, a Multimveis conta com quase 250 funcio-nrios e alia equipamentos de ltima gerao capacitao profissional de sua equipe. Para Ivo Cusin, diretor industrial, a Multimveis hoje um sonho que se tornou realidade. Nada foi fcil, mas com pensamento positivo e esforo atingimos uma maturidade importante e temos total conscincia de que nossas responsabilidades au-mentam. Na parte social temos muitas pessoas que diariamente dependem da empresa e isso nos motiva a deixarmos nossa marca ainda mais forte e res-peitada no segmento moveleiro para que, um dia, nossos suces-sores possam dar continuidade aos negcios, com a mesma

    motivao, ressalta Cusin.

    2014: reconhecimentos

    Preparada para o mercado nacional e internacional, em 2014 a Multimveis foi reco-

    nhecida por meio de prmios que confirmam a seriedade e qualidade do trabalho nesses 20 anos de trajetria. O Pr-mio Exportador, na categoria Destaque Setorial Mveis, foi conquistado com a Mul-

    timveis Export que atua em mercados da Amrica Latina, frica e Oriente Mdio e re-presenta 23% do faturamen-to do grupo. O Prmio Exce-lncia Movergs, na categoria Mdia Empresa Mercado

    Interno, tambm foi um re-conhecimento pelo trabalho de excelncia desenvolvi-do nos ltimos anos com o apoio incondicional de toda a equipe.

    Outra importante conquista recente foi a classificao en-tre as dez empresas interna-cionalizadas pelo projeto Bra-zilian Furniture, desenvolvido pela Associao Brasileira das Indstrias do Mobilirio (Abi-mvel) e Agncia Brasileira de Promoo de Exportaes e Investimentos (Apex-Brasil). A Multimveis ganhou des-taque entre as 48 companhias ligadas ao projeto.

    Euclides e Maristela Lon-ghi, respectivamente diretor comercial e diretora adminis-trativo-financeira, lembram que chegar aos 20 anos soli-difica uma histria marcada por grandes ideias, dedicao, trabalho e profissionalismo. O nosso slogan De Bem com a Vida passou a ser uma filosofia de vida a qual procuramos empregar todos os dias, pois a empresa no simplesmente um negcio, parte de nossas vidas, isto que faz toda a diferena. Que venham muitos e muitos anos e que possamos sempre brin-dar e festejanr o crescimento e o sucesso da Multimveis, concluem.

  • DIVULGAO

    - Sbado, 31 de janeiro de 20152 Empresas Empresrios&

    CIC/BG realiza Curso de Examinador

    Envie seus comentrios e/ou sugestes para adelgides@stefenon.com.br

    Adelgides Stefenon economista, mestre em marketing, consultor nacional e internacional, professor universitrio.

    Adelgides stefenon, Msc.

    negcioseMpresAs&

    A culpA de so pedro?No inverno deste ano, reclamvamos que no parava de chover.

    Passaram-se 3 meses e comeamos a reclamar da seca. Ser que nin-gum sabe que perodos de seca ou muita chuva acontecem? Ser que nossos governantes, em todas as esferas ( municipal, estadual e federal ) no sabem que podem ocorrer secas ou enchentes?

    Quando eu tinha 10 anos de idade j ouvia que no Nordeste havia seca. E isto j faz muitos anos. Um pouco depois, comecei a ouvir e ver que Bag ( e regio ) sofria pelo problema da seca. E isto tambm faz muitos anos. 3-4 anos atrs mais de 460 municpios do RS tiveram problemas com a seca. Pergunto a voc: mas afinal, o que falta ento para reduzirmos os problemas das enchentes e das secas?

    Eu acredito que voc saiba a resposta, mas vou ajudar. Falta vontade dos go-vernantes deste pas para estabelecerem polticas pblicas que criem condies estruturais para que as cidades e as po-pulaes enfrentem com mais infraes-trutura estas situaes. O que est sendo feito nas cidades para limitar os efeitos da seca? Pouca coisa com certeza. Por que no penalizar quem no investiu em no-

    vas fontes de suprimentos de gua nos ltimos 50 ou 100 anos? E por aqui, como est?

    Precisamos de solues duradouras, investimentos pblicos e/ou privados no fortalecimento de critrios mais concretos do que ideias emergenciais. Governantes que solucionem as dificuldades e no as empurrem para frente.

    Quando acontece o problema, os primeiros a irem para a televi-so falar e aparecer so os gover-nantes dizendo que vo fazer isto ou aquilo, que vo cortar a gua se o povo no poupar, que vo fazer estruturas para segurar as encostas dos morros, que vo fazer caladas ou passarelas para as pessoas no mais serem atropeladas ( vejam como ainda est a curva do barraco onde morreram aqueles 3 ir-mos jovens atropelados, que bela calada NO tem l, s mato ), tudo paliativo para que a populao pense que agora vai. Vai nada. Normalmente, s da boca para fora. Por que no fizeram antes? Faltou dinheiro? Quando falta dinheiro numa empresa ou em casa, o que temos que fazer? Cortar gastos desnecessrios o primeiro caminho. Por que os governos no fazem o mesmo?

    Ano que vem vo ocorrer perodos de seca ou de enchente. E no outro tambm. Ser que precisa ser muito esperto para saber que ano que vem, ou no outro isto vai voltar a acontecer? O que estamos fazendo para prevenir? Acredito que quase nada.

    Portanto, a culpa no de So Pedro (ou de So Miguel) pelas enchentes ou pela seca. Isto vai voltar a acontecer. Chega de culpar outros e, ainda mais, os Santos. Eles fazem o bem. Precisamos, isto sim, trabalhar e PLANEJAR as aes humanas para aes concretas e profundas no prevenir. Do contrrio, nunca vamos solucionar estas questes. Sero precisos governantes que tenham pulso para coman-dar aes realmente importantes neste setor. E precisamos parar de causar danos ao meio ambiente. O resto desculpa esfarrapada.

    Ser que veremos isto comear pelo menos em 2012? Ou ser que ainda vamos torcer para termos sorte que no chova demais nem faa seca?

    Pense nisto e sucesso.

    Esta coluna foi publicada em 24.12.2011 com o ttulo Secas e Enchetes: falta vontade. H 3 anos atrs eu j falava da falta de pla-nejamento governamental. Nada mudou. Pergunto: os governos de SP e RJ esto se escondendo? E por aqui, como est? Onde esto os governos ?

    Meber recebe trofu Mrito Lojista 2014

    Empresa recebeu prmio na categoria Materiais de Construo e Revestimento, no segmento MetaisFONTE: GUIAME.COM.BR

    SER QUE PRECISA SER MUITO ESPERTO PARA SABER QUE SECAS OU ENCHENTES VOLTARO A ACONTECER?

    fu Bronze, Prata e Ouro, de acordo com o nvel de capacita-o obtido no treinamento.

    Os pr-requisitos para os in-teressados participarem do treinamento so: ter realizado a capacitao no curso Inter-pretao dos Critrios de Ava-liao, nos ciclos de avaliao SAG 2011/2012/2013/2014 ou PQRS 2012/2013/2014 e Pr--Curso 2015 (EAD), disponvel no site www.mbc.org.br/mbc/pgqp/hot_sites/premio2015/,

    para realizao dos exerccios an-tes do incio do curso presencial.

    O investimento de R$ 280,00 para associados ou com Termo de Adeso (TA) e R$ 350,00 para no associados ou sem TA. Inscries podem ser efetuadas pelo e-mail pgqpbento@cicbg.com.br ou pelo telefone (54) 2105-1999. Confirmaes de-vem ser feitas at 7 de fevereiro. O curso somente ser realizado com nmero mnimo de inscri-tos at a data limite.

    O Centro da Indstria, Co-mrcio e Servios de Bento Gonalves (CIC/BG) e o Co-mit Regional da Qualidade Bento Gonalves promovem o curso de Examinador, nos dias 11 e 12 de fevereiro. Nas 16 horas a serem ministradas por Cludio Luiz Turatto, das 8h30 s 12h e das 13h s 17h30, no Salo de Eventos do CIC, os examinadores sero habilitados a atuarem nas diversas modali-dades: medalha de Bronze, tro-

    Em uma das mais significa-tivas distines conferidas ao varejo gacho, a Meber recebeu o reconhecimento pelo com-promisso com a excelncia em sua atuao. Por mais um ano, a empresa foi premiada com o trofu Mrito Lojista 2014, como melhor fornecedora na categoria Materiais de Constru-o e Revestimento, segmento Metais. A premiao, promovi-da pela Federao das Cmaras de Dirigentes Lojistas do RS, considerada a mais importante do setor no Estado. A soleni-dade ocorreu em dezembro, no Hotel Plaza So Rafael, em Porto Alegre.

    O recebimento da homena-gem assinala de forma positiva um ano especial na histria da empresa, com a mudana para o novo parque fabril, e inspira o grupo a trabalhar em busca da continuidade de uma trajetria

    de sucesso escrita h mais de 50 anos. Esse reconhecimento fruto do comprometimento co-letivo com a busca pelo aperfei-oamento constante dos produ-tos e servios que oferecemos. O resultado motivo de orgu-lho para toda a equipe e sintetiza o xito de uma parceria de longa data entre fabricante e varejista que a Meber construiu e preten-de manter sempre fortificada, afirma o diretor Carlos Bertuol.

    Em sua 27 edio, o Prmio Mrito Lojista um marco que reconhece os parceiros da in-dstria e prestadores de servi-os que fazem do setor varejista gacho um dos mais fortes e im-portantes da economia. Atravs de uma pesquisa feita junto aos mais de 40 mil associados das Cmaras de Dirigentes Lojis-tas (CDLs) do RS, a premiao aponta as empresas que tiveram posio de destaque.

    Outra importante homena-gem conquistada pela empresa veio por meio da Redemac, que conferiu a Meber o trofu For-necedor Destaque 2014. A mar-ca teve votao diferenciada na opinio dos associados vare-jistas do segmen