1 Pe. Lima 2009 Pe. Lima, sdb 2009 Pe. Lima sdb - 2009

Click here to load reader

download 1 Pe. Lima 2009 Pe. Lima, sdb 2009 Pe. Lima sdb - 2009

of 79

  • date post

    19-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    126
  • download

    7

Embed Size (px)

Transcript of 1 Pe. Lima 2009 Pe. Lima, sdb 2009 Pe. Lima sdb - 2009

  • Slide 1
  • 1 Pe. Lima 2009 Pe. Lima, sdb 2009 Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 2
  • 2 CNBB - Pastoral dos Sacramentos da Iniciao Crist: Set. 1974 n 2a CNBB - Pastoral da Eucaristia: Dez. 1974 n 2 Pe. Lima, sdb 2009 Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 3
  • 3 A preocupao de hoje: os processos de iniciao. faz parte de um processo maior A catequese, como preparao a esses Sacramentos, faz parte de um processo maior: a Iniciao Vida Crist. A preocupao de hoje: os processos de iniciao. faz parte de um processo maior A catequese, como preparao a esses Sacramentos, faz parte de um processo maior: a Iniciao Vida Crist. Esta diapositia es buena Pe. Lima, sdb 2008 Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 4
  • 4 O atual documento desdobramento de Diretrio Nacional de Catequese (2005) Aparecida (2007) Brasil na Misso Continental... (2008) (2008) e outros. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 5
  • Apesar de todo esforo, o modelo atual de transmisso da f precrio! A Iniciao Crist pobre e fragmentada (DAp 287) Pe. Lima, sdb 2008 Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 6
  • 6 Temos uma multido de iniciados ontologicamente na f, mas no existencialmente!. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 7
  • 7 Aparecida convida a: abandonar as ultrapassadas estruturas que j no favoream a transmisso da f e a uma converso pastoral e renovao missionria... (no.375) Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 8
  • 8 MUDANA DE POCA QUESTIONA-SE TODO O PROCESSO DE TRANSMISSO E EDUCAO DA F Necessidade do retorno ao catecumenato e dimenso catecumenal da catequese Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 9
  • 9 Aparecida Aparecida : distino entre: INICIAO CRIST (como catequese bsica) e CATEQUESE PERMANENTE (formao continuada) Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 10
  • 10 renovao Assumir a iniciao crist exige no somente uma renovao da catequese, reestruturao parquia mas tambm uma reestruturao de toda a vida pastoral da parquia . renovao Assumir a iniciao crist exige no somente uma renovao da catequese, reestruturao parquia mas tambm uma reestruturao de toda a vida pastoral da parquia . Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 11
  • 11 iniciao cristem todo o Continente ordinria indispensvel... Propomos que o processo catequtico de formao adotado pela Igreja [primitiva] para a iniciao crist seja assumido em todo o Continente como a maneira ordinria e indispensvel... Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 12
  • 12 catequese bsica catequese permanente... de introduo na vida crist e como a catequese bsica e fundamental. Depois, vir a catequese permanente que continua o processo de amadurecimento da f. (DAp 294) Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 13
  • 13 Processo exigente e comprometedor Processo de iniciao vida crist: muito mais exigente e comprometedor do que a tradicional preparao para os sacramentos Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 14
  • 14 Catecumenato Catecumenato (RICA) no s adultos no batizados para adultos no batizados, mas para tambm para batizados, no plenamente iniciados aprofundar para batizados, no plenamente iniciados ou que querem aprofundar a prpria iniciao. Catecumenato Catecumenato (RICA) no s adultos no batizados para adultos no batizados, mas para tambm para batizados, no plenamente iniciados aprofundar para batizados, no plenamente iniciados ou que querem aprofundar a prpria iniciao. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 15
  • 15 Grandes documentos do Conclio: GAUDIUM ET SPESAD GENTES GAUDIUM ET SPES E AD GENTES AG A redescoberta da AG hoje: contexto missionrio, catecumenal. GS Vigncia e importncia da GS no ps-conclio: dilogo com o mundo, transformao social... Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 16
  • 16 No s renovar algumas metodologias, novos subsdios e melhorar a formao de catequistas alterar a prpria estrutura novo paradigma Trata-se de alterar a prpria estrutura da tradicional preparao para os sacramentos e propor um novo paradigma evangelizador - catequtico. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 17
  • 17 insistente pedidoAparecida Baseia-se no insistente pedido de Aparecida: Impe-se atarefa irrenuncivelde oferecer uma modalidade [operativa!] iniciao cristque alm de marcar o qued tambm elementos para o quem comoondese realiza Impe-se a tarefa irrenuncivel de oferecer uma modalidade [operativa!] de iniciao crist, que alm de marcar o que, d tambm elementos para o quem, o como e o onde se realiza... (n 287). Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 18
  • 18 assumiremos o desafiode uma nova evangelizao..Dessa forma, assumiremos o desafio de uma nova evangelizao, qual temos sido reiteradamente convocados (n 287). 4 elementos por qu? para quem? A esses 4 elementos (o qu, quem, como e onde) acrescentou-se: por qu? e para quem? Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 19
  • 19 cinco captulos O texto ficou estruturado em cinco captulos por qu? - I Iniciao vida crist: por qu? - Motivaes o que ? II Iniciao vida crist: o que ? Natureza como? - III Iniciao vida crist: como? - Metodologia para quem? IV Iniciao vida crist: para quem? Destinatrios - Interlocutores com quem? onde? V Iniciao vida crist: com quem? onde? Agentes e Lugares. O texto ficou estruturado em cinco captulos I Iniciao vida crist: por qu? - Motivaes II Iniciao vida crist: o que ? Natureza III Iniciao vida crist: como? - Metodologia IV Iniciao vida crist: para quem? Destinatrios - Interlocutores V Iniciao vida crist: com quem? onde? Agentes e Lugares. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 20
  • 20 So cinco categorias distintas, mas que se completam. Escrito originalmente por cinco pessoas, foi depois unificado, mas apresenta ainda: Lacunas Repeties Repeties Imperfeies conceituais Imperfeies conceituais Falhas redacionais.... Falhas redacionais.... Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 21
  • 21 Cap. I MOTIVAES E RAZES: POR QU A INICIAO CRIST? Parte da indagao sobre Deus. A resposta da f. Insuficincia de respostas apenas doutrinais. Adeso vital a Jesus Cristo. Cap. I MOTIVAES E RAZES: POR QU A INICIAO CRIST? Parte da indagao sobre Deus. A resposta da f. Insuficincia de respostas apenas doutrinais. Adeso vital a Jesus Cristo. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 22
  • 22 religiosa antropolgica O PROCESSO INICITICO uma necessidade religiosa e antropolgica Importncia dos ritos, smbolos, celebraes na realidade humana religiosa antropolgica O PROCESSO INICITICO uma necessidade religiosa e antropolgica Importncia dos ritos, smbolos, celebraes na realidade humana JESUS JESUS assim procedeu: formou aos poucos, houve etapas no envio, na misso, no aprofundamento dos segredos do Reino Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 23
  • 23 processo catecumenal Os cristos formados pelo processo catecumenal tiveram grande influncia na sociedade Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 24
  • 24 O DESENVOLVIMENTO DO CATECUMENATO seu incio (sc. II), seu incio (sc. II), seu ponto alto (sc. III V) seu ponto alto (sc. III V) e sua decadncia (sc. VI). e sua decadncia (sc. VI). Cristandade: o catecumenato social (a partir do sc. VII... at hoje? ) Cristandade: o catecumenato social (a partir do sc. VII... at hoje? ) Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 25
  • 25 sacramentalizao iniciao vida crist....em muitos lugares e situaes: houve e h mais sacramentalizao do que verdadeira iniciao vida crist. secularizao descristianizao... medocre pragmatismo (Ratzinger) [IVC 26-29] Fenmeno histrico da secularizao e descristianizao... medocre pragmatismo (Ratzinger) [IVC 26-29] maravilhosos frutos Apesar dos maravilhosos frutos da Evangelizao... Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 26
  • 26 Aparecida Aparecida questiona a maneira como educamos na f e alimentamos a experincia crist..: encararcomdecisocom coragemcriatividade iniciao cristpobre fragmentada um desafio que devemos encarar com deciso, com coragem e criatividade, visto que em muitas partes a iniciao crist tem sido pobre e fragmentada (DAp 287). Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 27
  • 27 INICIAO CRIST METODOLOGIAVINDE E VEDE ! A INICIAO CRIST EXIGE A METODOLOGIA DO VINDE E VEDE ! PROCESSO CONSISTENTE DE INICIAO CRIST Um PROCESSO CONSISTENTE DE INICIAO CRIST indispensvel indispensvel ao tipo de misso os sinais dos tempos que os sinais dos tempos esto pedindo Igreja! Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 28
  • 28 Aparecida: renova desperta Uma comunidade que assume a iniciao crist renova sua vida comunitria e desperta seu carter missionrio. Isso requer novas atitudes pastorais por parte dos bispos, presbteros, pessoas consagradas e agentes de pastoral (DAp 291) Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 29
  • 29 mistrio Iniciao Mistrio Iniciao est sempre relacionada ao mistrio. Muitas no se entende o que Iniciao pois no se entende o que Mistrio... Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 30
  • 30 A vs confiado o mistrio do Reino de Deus (Mc 4, 11) Mistrio Mistrio aparece pouco no Antigo Testamento, muito usado no Corpus Paulinum; desgnio divino de salvao significa o desgnio divino de salvao, na pessoa de Jesus, que para Paulo se concentra na pessoa de Jesus, sua vida, morte e ressurreio. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 31
  • 31 Mistrio Mistrio: algo de fascinante, sublime, fantstico, inacessvel... segredo que se manifesta somente aos iniciados. Pe. Lima sdb - 2009
  • Slide 32
  • 32 acesso O acesso ao mistrio no atravs de ensino terico, ou aqu