05 - Preamp Mixer

Click here to load reader

download 05 - Preamp Mixer

of 20

  • date post

    05-Dec-2015
  • Category

    Documents

  • view

    248
  • download

    2

Embed Size (px)

description

Audio

Transcript of 05 - Preamp Mixer

  • - o centro de um estdio de gravao tradicional ou sistema de som, tambm conhecido como console ou mesa de som, e sua funo combinar sinais de vrias fontes, tais como microfones, sintetizadores, instrumentos, etc., e encaminhar essa combinao para um dispositivo de gravao ou reproduo como gravadores de fita, computador, amplificador etc. Ao longo do caminho, o mixer permite que voc altere parmetros do som como seu volume, timbre e faixa dinmica, bem como distribuir o sinal, ou uma parcela dele, para dispositivos de processamento e, em seguida, para a sada. Os parmetros de ajuste mais comuns so o nvel ("volume") do canal, ganho (quantidade de amplificao), equalizao (graves, mdios e agudos) e efeitos (por exemplo, eco). Tambm possvel verificar os nveis do sinal em cada um dos canais (normalmente expressos em decibis). Caractersticas comuns nos mixers

  • Todas as consoles de mixagem, possuem recursos bsicos parecidos, diferenciando-se somente os recursos disponveis mais avanados e a qualidade sonora de cada uma. O que podemos citar como maior diferena entre as mesas, mas no como diferencial de qualidade a quantidade de canais de entrada, que pode variar desde 2 at mais de 60 canais.Caractersticas comuns nos mixers

  • SSL

  • SSL Matrix mixer

  • Neve 5088

  • API 1608

  • VENUE SC49

  • Mackie DFX-12

  • Mackie 402 VLZ3

  • Cada entrada do mixer tem a sua prpria tira vertical com controles que determinam como que o sinal processado e encaminhado. Aqui esto os elementos comuns de cada canal: Canal de entrada - Podem ser de dois tipos: aqueles que aceitam um nico microfone ou uma entrada de linha e aqueles que aceitam duas entradas de linha como um par estreo. Canais de entrada

  • Um canal com uma entrada de microfone ter um jack XLR para microfone ou um jack TRS(P10 balanceado) ou TS (P10) para entrada de linha ou instrumento, boto de ganho de compensao de sensibilidade e uma chave para ativar o Phantom Power para microfones condensers. Um canal estreo ter dois jacks TRS ou RCA.Canais de entrada

  • Equalizador para aumentar ou cortar as freqncias altas, mdias e baixas. (High, mid e Low) Controle de Pan para determinao da posio da entrada no campo estreo. Mute para interromper o sinal que vai para a sada. Solo para permitir que apenas os canais "solados" sejam ouvidos. Level ou Volume que determina quanto do sinal ira para a sada princioal do mixer.

  • Podem variar de 1 at algumas dezenas, e servem para direcionar o sinal para uma outra sada diferente da sada master. So geralmente utilizadas para monitores de palco, ou efeitos, e so exatamente iguais aos recursos de fader, e geralmente possuem tambm um controle geral como o master da mesa (AUX MASTER). Alguns fabricantes denominam essas sadas auxiliares como SEND e podem ou no possuir um RETURN que uma entrada j misturada ao sinal master da mesa, para o retorno do sinal enviado pelo SEND j processado por outros perifricos.Canais Auxiliares

  • Aps cada canal ser mixado, o sinal segue para a seo de sada principal (MAIN MIX) e para a sada de monitorao ou auxiliar master, dependendo da configurao do mixer.Control room Essa sada permite que enquanto se envia um sinal adequado de gravao para a sada principal, voc tenha o controle de volume da monitorao, podendo ser ajustado de maneira confortvel para a audio.Main Out e Monitorao

  • Talkback serve como um sistema de comunicao entre o operador da mesa de som e o resto do estudio, atravs de um microfone, o tcnico pode enviar o sinal para a uma mandada desejada, como headphones, auxiliares, main mix, etc.

  • INSERT, que serve para enviar e receber o sinal do canal para processamento externo por outros perifricos. Este processamento importante, para ligar equipamentos especficos para alterar, corrigir, modificar, ou realizar qualquer outra operao com o sinal do canal, adicionando mais recursos a este na mesa. LOW CUT, que o corte do sinal, em algumas dezenas de dB para as baixas freqncias (geralmente abaixo dos 60Hz), dessa forma evita alguns rudos indesejveis para algumas fontes de sinal, seja por manuseio do microfone, rajadas de ar ou outros. PHANTOM POWER, que pode ser geral ou somente para alguns canais, que nada mais nada menos que uma energia eltrica de +48v (48 volts) para a alimentao de alguns tipos especficos de microfones. MUTE, que tem a funo de desligar o sinal enviado para o canal, (algumas consoles permitem que se aplique o MUTE no canal de forma geral e outras, somente no sinal MASTER)./Outros Recursos

  • Sada THRU, que o envio do sinal da mesma forma que recebido na entrada do canal, para ser enviado a outra mesa ou para outro sistema (alguns sistemas que no possuem este recurso utilizam cabos em Y, com o mesmo efeito, ligando cada lateral do Y a um sistema diferente), este recurso geralmente utilizado em sistemas que utilizam mais de uma mixer, sendo um para o PA e outro para o palco, ou PA e GRAVAO ou qualquer outra variao. SUBGRUPOS, possibilitam o agrupamento de canais predeterminados para se criar submixagens diferentes dentro de um mesmo mixer, dessa forma, podemos desde separar tipos de instrumentos (cordas, metais, sintetizadores, vocais, etc.) como o de permitir o uso de mais de uma configurao para os canais, ou, outras centenas de utilidades em se enderear e processar externamente cada um dos subgrupos ou envia-los ao master, como se fossem um canal comum da mesa.Outros Recursos

  • Diagrama de entrada de um Mixer

  • Diagrama de um Mixer

  • ******************